quinta-feira, 7 de julho de 2016

OPINIÃO | A crise | Por Juarez Volotão*


Cabo Frio amarga uma das piores crises de todos os tempos.

Além do empasse político em que a cidade atravessa, salários do funcionalismo em constantes atrasos, o comércio que já cambaleava, agora ruma para o fracasso total. 

Falta de investimentos no que tange a um Turismo de verdade - inexistente no município - somados a corrupção endêmica enraizada na Prefeitura, catapultam a cidade como uma das mais - senão a mais - afetada da Região dos Lagos. 

Se em outro lugar algo não funciona a contento, a administração cabofriense merece moção de Aplausos na Câmara do Silêncio, porque aqui nada funciona a contento, fizeram ao menos esse feito emblemático.

E o reflexo disso é visto claramente pelas ruas da cidade, e principalmente no "largado e abandonado" Centro comercial de Cabo Frio, que além de sujo, mal cuidado e fétido, possui diariamente lojas e mais lojas fechando, empresários falindo, trabalhadores sendo mandado embora e perdendo seus empregos. 


O comércio de Cabo Frio está falido.

Se antes, pelo menos os empresários ligados a turma da "mamata" recebiam suas benesses, hoje, parece que nem isso, haja visto que a fonte "empregadora" de Sucupira não paga ninguém, ou escolhe quem pagar.

Décadas de atraso e cabresto, postulando a Mãe Prefeitura como única Fonte de trabalho e renda da cidade, resulta no pior ano da história de Cabo Frio, fazendo o comércio viver a pior baixa temporada da última década, e o pior, sem esperança alguma de melhora, tentando apenas sobreviver. 

Sem gente na cidade, sem dinheiro circulando, servidores sem salários, servidores sem comprar, comerciantes sem vender, prejuízo e demissões na certa. 


Ninguém vende, ninguém compra, ninguém aluga, ninguém contrata, essa é a triste e caótica realidade de Cabo Frio. 

É normal vermos placas de "Aluga-se" pelo Centro do município, e a cada dia lojas e empresas antigas - até históricas - engrossam o time dos que "fecharam" e "faliram" na cidade. 


O dinheiro não circula.

Todas as áreas do comércio estão afetadas.

Como um ciclo vicioso, que por anos fora alimentado sem equilíbrio, planejamento ou sequer cuidado, hoje, vivemos sob as consequências do se gastar demais, desenfreadamente e sem pensar no amanhã, que talvez nem chegue para muitos. 


Você também pode me acompanhar assistindo ao Programa "Falando Francamente", comigo, toda Quarta as 18h na Jovem TV - Canal 08, Costa do Sol ( TV a cabo ) e ainda assistir pelo meu Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCN_NQ0navU3yWcMEfu17WbA Aguardo você!!!


*Juarez Volotão é jornalista e escreve neste Blog às quartas-feiras, nesta semana, excepcionalmente, na quinta.

Nenhum comentário: