quarta-feira, 6 de julho de 2016

EDITORIAL - Um dia de luto.



Após uma segunda-feira dolorosa e lotada de demissões no já combalido setor da Saúde, tivemos uma terça-feira devastadora no setor da Educação. Uma média de 10 servidores por unidade escolar foram mandados embora das formas mais torpes e chulas possíveis - desde mensagens de WhatsApp, passando por telefonemas e recados pela rua. Não temos os números oficiais, mas essa média gera uma possibilidade de 1.000 trabalhadores na rua.

O choro foi constante. Meu telefone não parou recebendo relatos, lamentos e lamúrias de pais e mães de família que já não mais sabiam o que fariam a partir de hoje para sustentar suas casas. O som de lágrimas ecoou nos meus ouvidos desde cedo até tarde da noite. Um som que marca, que machuca e que fere, porque me faz pensar em meu próprio desespero se nessa situação estivesse, enquanto pai, cidadão e trabalhador.

Some-se a isso a total ilegalidade das demissões retroativas ao dia 2 de julho, prazo legal para tais atos, devido à legislação eleitoral. Demitir alguém dia 5 e retroagir o ato ao dia 2 é crime - clara tentativa de burlar a lei deste país, atitude corriqueira deste governo.

Para piorar, a Secretaria de Educação está tomando a atitude criminosa de entrar nas secretarias das escolas e pegar os pontos dos servidores, a fim de evitar a produção de provas deste crime eleitoral junto ao Ministério Público. Isso mesmo: os pontos estão sendo "apreendidos", não pela Polícia, mas por quem está fugindo dela, para que não haja provas de que servidores demitidos após o dia 2 trabalharam após esse dia. Vergonhoso. Os servidores que presenciarem este crime podem entrar em contato conosco, pois iremos até as últimas consequências contra esse absurdo.

Mais lamentável ainda é saber que alguns trabalhadores demitidos deram lugar a cabos eleitorais, conforme já denunciamos ontem - novos contratados chegaram a escolas municipais nas últimas duas semanas, mostrando que a crise é apenas fachada, e que nosso dinheiro é utilizado para destruir vidas de quem trabalha e ajudar grupos políticos a fazerem campanha antecipada e ilegal.

E de quem é a culpa, você me pergunta. A culpa é de Alair e seu governo esdrúxulo, inconsequente e irresponsável, Um governo que atrasa uma folha inteira de pagamento mas que paga quase três vezes esse valor para uma Comsercaf extinta. Um governo que demite mil trabalhadores da Educação mas que gasta exatamente o valor que os manteria por um ano com a Córrego Rico, Construtura JM e outras, também anualmente, empresas que recebem mas não prestam serviços. A culpa é de quem evolui seus empreendimentos pessoais com salários incompatíveis com tais investimentos, mas deixa pais e mães de família passando fome. A culpa é de um sistema de poder que há décadas nesta cidade tira dos pobres e dá para poucos ricos, membros de duas ou três famílias, constantemente no poder municipal.

Hoje é um dia de luto na Educação, na Saúde e em toda a cidade. Vamos dar a resposta nas ruas. Juntem-se a nós, porque calote e humilhação também têm troco.

Bom dia.

6 comentários:

Anônimo disse...

Vou tornar a repetir algo que já disse a algum tempo atrás:

* DIRETORAS, DIRIGENTES, PROFESSORES: TIREM COPIAS DE TODOS OS DOCUMENTOS, MEMORANDOS, FOLHAS DE PONTO, DIÁRIOS, DECLARAÇÕES .... COPIAS DE TUDO O QUE PUDEREM. ISSO SÃO PROVAS QUE PODEM SER USADAS EM SITUAÇÕES FUTURAS!

Todos sabem que este governo é covarde e criminoso. Quem tirou cópia do ponto, possuem provas e de nada adianta eles recolherem!
Fica a Dica!

Anônimo disse...

Enquanto pessas de bem e trabalhadoras são demitidas,escolas e unidades de saúde se transformaram em comitês eleitorais,como um exemplo o hospital do jardim que o hoje abriga o comitê e cabide de emprego de uma candidata do PRB.
Fui demitido após 10 anos de serviços prestados à população espero que pelo menos o salário de junho Seja pago.

Anônimo disse...

A culpa com certeza é de péssima gestão, e do prefeito é evidente, mas tenho a opinião que o maior culpado é o cidadão eleitor que não exige de quem a muito tempo vem roubando essa cidade! Exigência no sentido de não mais votar nessa gente! São os verdadeiros culpados, vote certo e erre, vote errado e sofra por longo tempo! NÃO REELEJAM NINGUÉM!!!

Anônimo disse...

Profunda covardia. O que esse lixo humano que hoje defeca na cadeira de prefeito de cabo frio a cada dia demonstra seu profundo ódio contra o servidor público. Nós trabalhadores públicos estamos sendo alvos de uma vingança sanguinária, perpetrada por um verme, um bandido, um sequelado, um infame que se acha acima das leis dos homens e de Deus. Ele está tirando a comida dos meus filhos, estou passando necessidades, mas não vou esmorecer e sei que o castigo que irá se abater sobre esse urubu e sua família será terrível. Quem aqui faz, aqui paga.

Anônimo disse...

Rafael
Estranho, que não vejo ninguém que faça "comentário" pedindo à realização de Concurso Público. Há cultura implantada em nosso município é esta: "O POVO DEVE VIVER COM PIRES NA MÃO". Poucos se orgulham de serem CONCURSADOS. Esta foi à praxis, vivida por TODOS que já governaram e governam Cabo Frio: curral eleitoral.

Anônimo disse...


Cade o concurso publico? Porque os vereadores e os sindicatos nao lutam pela realizacao do concurso publico?????