quinta-feira, 28 de julho de 2016

EDITORIAL - O poder do "ou".


Nada foi mais comentado na cidade, nesta última semana, do que a entrevista dos seis promotores que ajuizaram o pedido de afastamento do prefeito Alair Corrêa e de dois secretários municipais de sua família.

Na conversa, foram levantados entendimentos dos juristas acerca do que consideram irregularidades e ilegalidades na administração do atual governo - um resumo de tudo aquilo que falamos há 4 anos: atrasos salariais; mau uso do dinheiro público; nepotismo, entre outros.

Duas frases na coletiva ficaram marcadas: a de que o Poder Legislativo em Cabo Frio "não existe"; e a que afirma categoricamente: "ou se retira o prefeito do poder e se restabelece a democracia; ou não há o que ser feito".

Ambas foram emitidas pelo Promotor Lúcio Pereira de Souza. Lembro aos leitores que, em 2013, foi do mesmo Promotor o parecer do Ministério Público que garantiu meu direito de seguir lecionando no Colégio Municipal Rui Barbosa. Naquela ocasião, a frase utilizada no documento foi: 

“ou impera a completa desorganização administrativa na Secretaria de Educação, ou o ato de transferência do autor foi motivado pelas criticas - legítimas, diga-se - formuladas em página da rede mundial de computadores”.

Na época, o texto deixou claro que o governo me perseguia politicamente por causa de minhas posturas públicas de crítica e denúncias. As frases de 2013 e 2016 são muito semelhantes em suas construções e remetem a uma bifurcação, uma decisão de caminho onde não há terceira possibilidade: ou se reconhece a corrupção e o abuso deste modelo de governo que aqui vivemos e se muda radicalmente; ou se fica como está e nos entregamos à barbárie.

O poder do "ou" tem sido usado pelo Promotor Lúcio, a quem aqui parabenizamos pelo trabalho. Mas ele pode e deve ser usado por nós. Estamos num momento chave da história da nossa cidade e precisamos escolher: ou viramos esse município de cabeça para baixo e lutamos pela justiça; ou deixamos as coisas como estão, visitando um museu de grandes novidades. A decisão é nossa.

Bom dia! 

6 comentários:

Anônimo disse...

A ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA CHEFIADA PELO PREFEITO ESTÁ PROMTENDO GUERRA AO MP, PROFESSORES, SERVIDORES EM GERAL. SECRETÁRIOS QUE NUNCA APARECIAM, AGORA, VIVEM DENTRO DAS SECRETARIAS AMEAÇANDO OS SERVIDORES. ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DE CABO FRIO MORREU. ALGUMAS RATAZANAS AINDA ESTÃO IMPREGNANDO COM SEU MAL CHEIRO. A VERDADE QUE ROUBARAM MAIS DE 1 BILHÃO E DESTRUIRAM CABO FRIO PELOS PRÓXIMOS 50 ANOs.

Anônimo disse...

Poder pelo poder, o prefeito de Cabo Frio e toda sua gangue, acabaram, arruinaram, saquearam o pouco que restava de grana na arrecadação, lavagem na Consercaf, basta um pouquinho de boa vontade que os nobres promotores vão descobrir coisas que até Deus duvida, a evolução patrimonial do staff do pessoal mais chegado no saco escrotal do prefeito, cresceu nos últimos três anos, a prefeitura esta quebrada mais essa turma não, estão milionários, uma fortuna sem tamanho, depois vão falar que são empresários bem sucedidos, conversa para boi dormir, todo mundo na cidade sabe da onde veio esta riqueza toda, é revoltante ter quer comentar essa sacanagem toda que fizeram, não tem retorno. Abraços.

Julio disse...

Realmente a entrevistas dos 6 promotores repercutiu mesmo na cidade. Mas o que eles falaram mesmo?

Anônimo disse...

Cadê o meu salário, juiz?Cadê o meu salário, MP?
Cade o meu salário, sociedade decente de cabo frio?
Por quê ninguém faz nada? Todos são coniventes com essa roubalheira?
Milhares de famílias, dos servidores, massacradas pela classe politica e ninguém faz absolutamente nada. Até quando, vai perdurar esse quadro de vingança e ódio contra nós?

Anônimo disse...

Mas pagamento que é bom nada neh, enquanto isso as contas chegam a comida acaba....

Anônimo disse...

Primeiro ato q o futuro prefeito tem q fazer é cancelar TDs as concessões dos quiosques da praia do forte e fazer um sorteio publico em tds os cidadoes possam participar.