sexta-feira, 1 de julho de 2016

A CULPA É DE QUEM? | Estreia hoje série de depoimentos e vídeos que comprovam o lado certo e o errado da disputa entre governo e trabalhadores.

A partir de hoje, nosso Blog irá publicar depoimentos e vídeos de servidores municipais que comprovam o sofrimento causado pelo lado errado da cidade - o governo. A fim de desmistificar e desmentir toda acusação mentirosa e enganadora contra quem está do lado mais fraco da corda (que já deve ter sido roubada também), iremos empreender esse exercício diário de apresentação dos fatos e encontro com a verdade.

Boa noite Rafael. Sou funcionária da prefeitura há 9 anos. Sou estatutária, matrícula 97979917. Sou lotada na Escola Municipal Professora Lenírea Figueiredo, no Jacaré. Tenho uma filha especial. Tenho redução de carga horária de 50% e neste ano peguei a turma 500. Minhas disciplinas são História, Geografia e Ciências. Meu nome é Danielly de Azevedo Campos, tenho 38 anos. Tenho 2 filhas: uma bebezinha de 1 ano e 7 meses; e 1 especial, portadora da Síndrome de William Bauer. 

Não recebi o meu salário de maio.

Hoje a minha realidade é a seguinte: estou devendo 970 reais para a Unimed, que venceu no dia 10 de junho. Logo vencerá a outra. Devo a conta de telefone, que venceu dia 7 de junho, no valor de 152 reais. Minha conta de luz está vencida desde o dia 12 de junho. Hoje termina o mês. E essas mesmas contas irão chegar de novo. Eu recebo pouco mais de 2.200 reais.

Minha filhinha especial está sem poder ir às terapias. Não tenho dinheiro para comer e muito menos para poder comprar materiais de higiene básicos. Os mantimentos que tenho em casa foram doados por amigos. Para piorar, meu esposo é funcionário aposentado do Estado e esse mês só recebeu metade do salário.

Estou desesperada. Não tenho parentes na região e não tenho mais a quem pedir ajuda.


Participe você também, enviando seu depoimento ou seu vídeo, sempre identificado com seu nome. O espaço está aberto para todos (servidores ou não) que sofrem com o sistema político cabo-friense e precisam denunciar suas mazelas.

Nenhum comentário: