sexta-feira, 29 de julho de 2016

EDITORIAL - O pesadelo não acabou.


A renúncia do prefeito Alair Corrêa à presidência do PP e sua consequente decisão de não concorrer à reeleição eram atos mais do que esperados e pule de dez nas apostas informais das rodas políticas cabo-frienses. 

Aparentemente, o prefeito conseguiu o que queria: jogar a culpa da má administração da cidade em tudo e em todos, gerindo o dinheiro público de forma suspeita, garantindo a boa e longeva vida das famílias de seu núcleo político, enquanto o resto da cidade passa fome. Sai do cenário dando uma de vítima, enquanto, na verdade, conseguiu o que queria - como diz o povo, apenas se dar bem.

Mas a verdade dos fatos é que ele facilmente tentaria a reeleição e receberia votos, se os movimentos sindicais não tivessem se organizado para denunciar, criticar, realizar atos e protestos, chamando atenção da imprensa do país inteiro e até do lento Judiciário, conseguindo vitórias importantes, como ter impedido o empréstimo e o roubo do Fundo Previdenciário do Ibascaf. Nós vencemos Alair. 

Por outro lado, é preciso lembrar que sua escapada do jogo pode ser apenas uma aparência. Alair pode ter todos os defeitos do mundo, mas tem olhar de águia quando o tema é eleições. Tenho a plena certeza de que lançará seu candidato in pectore, sem nenhuma vinculação aparente ou nominal com seu grupo,mas que receberá benesses para tentar se eleger e manter o esquema que consome nossa cidade.

É uma pena não ter Alair como adversário direto nestas eleições. Adoraria enfrentá-lo e passar por cima de sua gestão opressora como um rolo compressor. 

Mas isso não é nada. Nosso desafio será apagar de vez esse nome das tristes páginas da história da nossa cidade. A partir de 3 de outubro, não se fala mais nesse modelo que foi enterrado; será cremado; e ainda receberá a pá de cal nas urnas.

Bom dia. 

As MIGALHAS de hoje...

#Costas
Ontem finalmente houve sessão na Câmara, após 4 seguidas sem quórum.

#Costas II
O presidente Marcello Corrêa ficou muito nervoso com mais um protesto dos servidores presentes, que viraram as costas para os vereadores durante a sessão. Que pena.

#Assembleia
No final, os servidores ocuparam o plenário da Câmara e realizaram ali mesmo a assembleia que estava agendada para a Escola Municipal João Bessa. Já que os vereadores não ocupam seu lugar de trabalho, o povo, verdadeiro dono da Casa, o faz. Está correto.

#Assembleia II
No final, foi decidida a continuidade da greve e o estabelecimento de um novo calendário de lutas, que inclui um ato de protesto durante a convenção do PP, partido do prefeito Alair Corrêa, no próximo dia 2.

#Falas
As falas das professora Tânia Massa e Ivone foram as mais emocionantes da manhã e merecem todos os nossos aplausos.

#Salário
Hoje é dia 29 de julho. Eu e milhares de servidores ainda não recebemos o salário de junho, que deveria ter sido pago, no máximo, até o dia 7. 

#Ratos
Uma mensagem na porta da SEME - Secretaria Municipal de Educação - deixou todos muito curiosos. Será que todos os ratos realmente já saíram dali?



#Ratos II
Duvido.

#Tocha
Anda causando grande sucesso o vídeo com a passagem da Tocha da Indignidade entre os Mendigos da Educação e da Saúde. Genial a criatividade do trabalhador em protesto. Para assistir, clique aqui.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

EDITORIAL - O poder do "ou".


Nada foi mais comentado na cidade, nesta última semana, do que a entrevista dos seis promotores que ajuizaram o pedido de afastamento do prefeito Alair Corrêa e de dois secretários municipais de sua família.

Na conversa, foram levantados entendimentos dos juristas acerca do que consideram irregularidades e ilegalidades na administração do atual governo - um resumo de tudo aquilo que falamos há 4 anos: atrasos salariais; mau uso do dinheiro público; nepotismo, entre outros.

Duas frases na coletiva ficaram marcadas: a de que o Poder Legislativo em Cabo Frio "não existe"; e a que afirma categoricamente: "ou se retira o prefeito do poder e se restabelece a democracia; ou não há o que ser feito".

Ambas foram emitidas pelo Promotor Lúcio Pereira de Souza. Lembro aos leitores que, em 2013, foi do mesmo Promotor o parecer do Ministério Público que garantiu meu direito de seguir lecionando no Colégio Municipal Rui Barbosa. Naquela ocasião, a frase utilizada no documento foi: 

“ou impera a completa desorganização administrativa na Secretaria de Educação, ou o ato de transferência do autor foi motivado pelas criticas - legítimas, diga-se - formuladas em página da rede mundial de computadores”.

Na época, o texto deixou claro que o governo me perseguia politicamente por causa de minhas posturas públicas de crítica e denúncias. As frases de 2013 e 2016 são muito semelhantes em suas construções e remetem a uma bifurcação, uma decisão de caminho onde não há terceira possibilidade: ou se reconhece a corrupção e o abuso deste modelo de governo que aqui vivemos e se muda radicalmente; ou se fica como está e nos entregamos à barbárie.

O poder do "ou" tem sido usado pelo Promotor Lúcio, a quem aqui parabenizamos pelo trabalho. Mas ele pode e deve ser usado por nós. Estamos num momento chave da história da nossa cidade e precisamos escolher: ou viramos esse município de cabeça para baixo e lutamos pela justiça; ou deixamos as coisas como estão, visitando um museu de grandes novidades. A decisão é nossa.

Bom dia! 

OPINIÃO | Cidade Cordial | Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 27 de julho de 2016 | Por Lívia Mendes.


As MIGALHAS de hoje...


#Legislativo
Foi forte e real a frase do Promotor Lúcio acerca do Legislativo em Cabo Frio ao afirmar categoricamente que ele "não existe".

#Legislativo II
E não existe mesmo. Já é a quarta sessão na qual não há quórum para os trabalhos. Isso num momento em que a cidade está pegando fogo - mas eles estão preferindo fazer campanha fora do prazo. Uma vergonha.

#Sessão
Servidores irão hoje, mais uma vez, acompanhar os trabalhos (?) do Legislativo na sessão das 10h e em seguida realizarão assembleia unificada da Saúde e da Educação na Escola Municipal João Bessa para decidir os rumos do movimento, que segue em greve.

#Abuso
O trabalhador que precisa se ausentar do trabalho uma vez ou outra para cuidar da família não recebe misericórdia do patrão, mas o vereador, eleito e pago pelo povo, pode faltar indiscriminadamente, com as justificativas mais estapafúrdias, enquanto todos nós sabemos que eles se ausentam para fazer campanha extemporânea, ignorando completamente as necessidades do povo e a emergência do caos em Cabo Frio. 

#Abuso II
Esses faltosos - verdadeiros vereadores turistas e fantasmas - não merecem outra coisa nossa que não seja serem escorraçados do poder nas urnas. A não ser que você ache que está tudo bem na cidade.

#Greve
A greve estadual da Educação foi suspensa por decisão da assembleia da categoria no Rio essa semana.

#Protocolo
Hoje estarei protocolando cópia da ação de minha autoria junto ao MPF na Promotoria do MPE em Cabo Frio. Acho que pode ajudar no processo de afastamento do prefeito e secretários.

#Saúde
o Ministério Público esteve mais uma vez vistoriando o HCE em Cabo Frio. O bicho vai pegar. É fim de linha total  para esse modelo de poder.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Servidores da Fiscalização de Posturas tomam corredor da prefeit.ura e exigem pagamento


Servidores do setor de Fiscalização de Posturas tomaram ontem os corredores do prédio da prefeitura de Cabo Frio exigindo o pagamento salarial de junho, que deveria ter sido honrado legalmente, no máximo, até o último dia 7, mas que permanece sem previsão, mesmo 20 dias depois. A prefeitura não se manifestou sobre o ato.

COMENTÁRIO: toda mobilização é válida para seguir mostrando à cidade a podridão deste modelo de governo e para reivindicar nossos direitos. Parabéns aos servidores. Vamos às ruas com força total.

OPINIÃO | Vereadores de Sucupira estão de Férias | Por Juarez Volotão*


Como se não bastasse o silêncio sepulcral de 3 anos e 7 meses anti aos mandos e desmandos do coronel, a excelentíssima Câmara dos Vereadores de Sucupira encontra-se literalmente de férias. 

Aliás, de férias sempre esteve, porém com o período eleitoral se aproximando os nobres edis simplesmente ignoram as sessões, faltam, mas não deixam de realizar suas reuniões pelas casas e comunidades demonstrando estarem em plena campanha eleitoral antecipada.

Não estão - como nunca estiveram - nem um pouco preocupados com o caos e a desordem no município, nem tampouco se mexem para sequer debater ou propor melhorias para o calamitoso quadro atual. 

Querem achar os Vereadores de Cabo Frio?

Não vão para as sessões da Câmara. 

Seja por medo do enfrentamento com o povo e a opinião pública, seja por descaramento mesmo, seja por agenda de campanha eleitoral antecipada, seja por férias ou recesso, os senhores que deveriam fiscalizar o Executivo e prestar contas ao povo de seus feitos, fazem agora o que sempre fizeram nestes anos, somem. 

A diferença é que antes, com o circo "arrumado" estavam lá eles como fantoches teatralizando a administração e o bem da municipalidade, hoje com o barco afundado, sobrou o pernas para quem te quero. 

Os que foram governo desde "garotinho", cospem no prato em que comeram e se lambuzaram e os que deveriam ser oposição - e não foram nada - resolverem se opor nos 45 do segundo tempo buscando seus 15 minutos de fama e também já se retiraram em fuga coletiva.

Cabe ao povo, ao eleitor dar uma resposta a altura e nas urnas contra essa Câmara dos Vereadores de Cabo Frio que de longe não nos representa e é tão culpada quanto o Prefeito por essa tragédia que pairou sobre nossa Cabo Frio. 


Você também pode me acompanhar assistindo ao Programa "Falando Francamente", comigo, toda Quarta as 18h na Jovem TV - Canal 08, Costa do Sol ( TV a cabo ) e ainda assistir pelo meu Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCN_NQ0navU3yWcMEfu17WbA Aguardo você!!!

*Juarez Volotão é jornalista e escreve neste Blog às quartas-feiras.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Eleição em Cabo Frio confirma seu segundo vice.

Como consta na ata da Convenção do PMDB de Cabo Frio,  o médico Carlos Victor foi escolhido como candidato a vice-prefeito pela legenda.  Antes,  Jorge Ritchele já havia sido aclamado como candidato a vice em chapa também puro-sangue,  pelo PSOL.


FIM DA LINHA | Ministério Público Federal é acionado para investigar denúncias de caixa 2, assédio moral, improbidade administrativa e mau uso do dinheiro público na Secretaria Municipal de Assistência Social em Cabo Frio.

Após cerca de dois anos recebendo denúncias sobre possibilidades de ilegalidades na gestão da Secretaria Municipal de Assistência Social em Cabo Frio, resolvi compilar todas as mensagens e e-mails recebidos numa petição de 17 páginas, na qual acionei o Ministério Público Federal da nossa região, cuja sede se localiza na cidade de São Pedro da Aldeia. 



O processo aberto nesta tarde tem como anexos denúncias de cidadãos e servidores, que tiveram seus nomes preservados, dando conta do mau uso - ou da falta de uso - de dinheiro público pelo governo - dinheiro este que passa por fundo criado por lei federal, ligado ao FNAS (Fundo Nacional de Assistência Social). O fundo tem como objetivo o custeio de manutenção, construção e melhorias de estruturas físicas do setor, mas não tem sido usado para este fim - há denúncias, por exemplo, de bens que não recebem cuidados desde a gestão 2005-2008.


Várias mensagens recebidas dão conta ainda da suspeita de existência de um forte esquema de inserção de adicionais e valores ilegais nos salários de servidores contratados pela Secretaria, que eram devolvidos de forma coercitiva a figurões da gestão da pasta, criando um verdadeiro Caixa 2 com dinheiro público, fora o claro assédio moral que pode ser concluído no caso da comprovação das suspeitas, já que trabalhadores teriam sido aliciados a receberem indevidamente e repassarem o valor como condição para a manutenção de seus empregos.



Não poderia deixar de citar ainda o fato de que os servidores da SEMAS têm sido, em quase todos os meses, os últimos a receberem seus salários, o que aumenta a suspeita sobre o mau uso dos valores em questão.



Na denúncia, solicitei ao MPF a intervenção na Secretaria Municipal de Assistência Social para investigar todos estes casos; o imediato afastamento da Secretária Carolina Trindade Corrêa;e o ajuizamento de ação de improbidade administrativa contra a Secretária e seu pai, o prefeito Alair Corrêa.

Tendo em vista a movimentação coletiva do Ministério Público Estadual na direção do afastamento do prefeito Alair Corrêa por todas as ilegalidades praticadas, apresentei o pedido ao MPF, já visualizando que as denúncias em tela auxiliem a douta Promotoria Estadual no curso da ação. Por isso, amanhã irei protocolar uma cópia da petição na MPE, solicitando que seja anexada ao processo assinado pelos seis promotores de justiça e colaborando para a imediata retirada de Alair e secretários de seu grupo, como é o caso da Secretária Carolina.  

PDT realiza convenção municipal nesta sexta-feira.

Nesta sexta-feira, na Associação Atlética Cabofriense, o PDT de Cabo Frio realizará sua convenção municipal, na qual serão apresentadas minha pré-candidatura a vereador e a de Janio Mendes a prefeito da nossa cidade, além de muitos outros diversos nomes valorosos que concorrerão ao Legislativo do nosso município. Convido você a participar desta festa da democracia e a pensar, cada dia mais, na mudança necessária e urgente que nossa terra precisa. Conto com você! #CoragemSempre



SINDICAF - COMUNICADO URGENTE

Em decisão do dia 22/Julho proferida no Processo nº 0003241-85.2016.8.19.0011 onde cobramos o pagamento dos salários até o 5º dia útil, o Juiz Dr. Caio Romo NEGOU nosso pedido de bloqueio das contas da PMCF nos demais Bancos da cidade..
Manteve, entretanto, o arresto das contas no Banco do Brasil, determinando também que a Secretaria de Fazenda e o IBASCAF encaminhem ao BB no prazo de 02 (duas) horas após intimados, todas as informações sobre os créditos para pagamento de Maio e Junho.

Entre outras palavras, entende-se que ele manteve o bloqueio das contas do Banco do Brasil e liberou todas as demais contas da Prefeitura nos outros bancos, permitindo com isso que o Prefeito use do dinheiro como bem quiser.
Providências estão sendo tomadas em relação a este caso.
A decisão segue abaixo.

COMENTÁRIO: o Juiz Caio Romo voltou de licença parecendo ter pressa em julgar processos contra a prefeitura de Cabo Frio. Eu acho que ele deveria ser investigado pela Corregedoria de Justiça, se é que já não está sendo. Pode me mandar prender por essa opinião se quiser.

Calendário de lutas



segunda-feira, 25 de julho de 2016

As MIGALHAS de hoje...


#Unidos
O Sepe e o Sindasaúde realizam panfletagem amanhã 8h seguida de acompanhamento da sessão na Câmara Municipal, conforme postagem abaixo.

#Ausência
Na última quinta-feira, Saúde e Educação, em movimento unificado, também compareceram à sessão da Câmara Municipal para fiscalizar a atuação do poder legislativo. E adivinhem o que aconteceu? Não houve quórum.

#Ausência II
Além de ser talvez a legislatura mais ineficiente, silenciosa e omissa da nossa história, o atual quadro de vereadores, certamente, é o que menos trabalha. O número sessões suspensas por falta de quórum e a ausência de ações, atitudes e projetos efetivos, que mudem a vida da população, são de assombrar.

#Precisa
O prefeito Alair Corrêa disse que Cabo Frio precisa dele. Precisa mesmo. Cabo Frio precisa do senhor bem longe ou exilado no Riala. De preferência, sem acesso à internet.

#Mico
No Parque do Mico Leão Dourado, em Tamoios, muita gente foi presa essa semana acusada de crime ambiental. Invasões de terra teriam sido estimuladas (digamos) por um candidato a vereador. Que coisa.

#Preguiça
Parques como o do Mico Leão e da Preguiça, em Tamoios, precisam ser preservados e cuidados pelo poder público, inserindo visitações de grupos e atuações de organismos da sociedade civil. Isso é urgente.

#Salário
Eu ainda não recebi o salário de junho, que deveria ter sido pago legalmente até o dia 7 deste mês. Sou professor concursado do município de Cabo Frio. Vai vendo.

#Salário II
Diversos outros servidores de diferentes setores também não receberam seus vencimentos. Alguns, nem o de maio ainda. É impressionante a falta de tudo desse governo.

#Salário III
Dia desses, assisti à reprise do ótimo programa comandado pelo amigo Juarez Volotão na Jovem TV, no qual foram entrevistados os líderes sindicais Denise Teixeira e Olney Vianna. Numa das perguntas, foram questionados os "super-salários" dos professores com o PCCR.

#Salário IV
Lógico que os dois responderam muito bem, lembrando que o plano não permite a obtenção de grandes quantias, e que, na verdade, tudo isso é apenas jogo de cena e cortina do prefeito das declarações do prefeito para descredibilizar a luta sindical.

#Salário V
Gostaria de completar somente virando o jogo e perguntando ao prefeito e a quem mais questiona esse tema; como é possível construir um parque aquático e adquirir uma cobertura milionária em frente a Praia do Forte com um salário de prefeito, que guira em torno de 13 mil reais mensais?

#Mendigos
Os mendigos da Educação e da Saúde estão se tornando os personagens mais famosos do movimento sindical nas ruas contra as atrocidades do atual governo. Daqui a pouco vão ganhar o Oscar.

#Décimo
Não custa lembrar que quase todos os servidores ainda não receberam a quarta parcela do décimo-terceiro salário referente ao ano passado. 


sábado, 23 de julho de 2016

"Todo poder emana do povo"? - Uma análise sobre a ação do Ministério Público contra Alair Corrêa.

Costumo dizer que sou um advogado frustrado, mas convicto. Abandonei a faculdade de direito antes da metade do curso devido a incompatibilidades que observei entre alguns de meus sonhos e ideais; e a teoria e prática da ciência que Kelsen julgava pura, o que me levava a duvidar da velha sentença constitucional que afirma: "todo poder emana do povo". Será?



Hoje acredito que parcialmente sim. E ainda com outro adendo: há um enorme delay entre o avanço da sociedade e as movimentações dos 3 poderes, especialmente, do Judiciário. É o que vemos com a ação protocolada ontem por seis promotores do Ministério Público pedindo o afastamento do prefeito Alair Corrêa devido a uma série de irregularidades. Todo poder emana do povo, embora isso demore a se concretizar.

A ação do MP é a resposta evidente de que, durante todos estes anos, eu, o Sepe, o Sindicaf, o Sindsaúde, a AFM, e todos os cidadãos que denunciaram o caos de Cabo Frio à Justiça, através, especialmente, da ouvidoria ou de ações individuais/coletivas estávamos certos. Graças a todos esses esforços, críticas, denúncias, protestos, atos e atuações na imprensa e redes sociais, o Judiciário abriu seus olhos que dizem ser cegos - o autor da frase não era oftalmologista - e atendeu o anseio e a vontade popular. Todo poder emana do povo, através de poderes que ou demoram, ou se omitem.

Bem melhor fez o Judiciário do que o Legislativo, que se calou covardemente nestes últimos 4 anos; elegeu por unanimidade o filho do prefeito; alterou a Lei Orgânica para reelegê-lo e de fato o reelegeu, com apenas um voto em contrário. Votaram a favor desse verdadeiro nepotismo cruzado e repetido, inclusive, vereadores que hoje esbravejam nas tribunas e redes sociais como sendo "novas caras" a criticar o prefeito, a quem beijaram os pés abraçando seu filho por duas vezes. Some-se a isso a vergonhosa votação contrária ao meu pedido de impeachment de Alair, que protocolei à Câmara (Processo 023/2016, relembre clicando aqui). 80% dos vereadores foram contra minha petição, que agora o Ministério Público está fazendo, o que mostra que, se tem uma coisa que os legisladores de Cabo Frio não entendem, é de leis. E olha que essa foi uma das votações vencidas pelo governo com a maior quantidade de votos contrários - para se ver o nível de submissão de um poder submisso ao general do Executivo.

Cabe salientar ainda que uma das acusações do pedido liminar de afastamento do prefeito é a de que ele impediu a votação das contas de 2012 na Câmara Municipal, que são referentes ao governo Marquinho Mendes. Na petição, os promotores citam, inclusive, um trecho de entrevista na qual o governante afirma que ele mesmo fez intervenção para que a votação não acontecesse - e não sou eu quem está dizendo, mas sim a edição do Jornal Folha dos Lagos de hoje. A assessoria do deputado defende que as contas não foram julgadas devido a uma liminar referente a processo que aborda a possibilidade de falsificação de assinaturas nos documentos enviados por Alair ao TCE, acerca das contas do ex-prefeito. É tudo muito estranho e nebuloso. O fato é que, lendo a petição, a certeza que se tem é que os seis promotores apontam claramente suas convicções de que o atual prefeito realizou intervenção ilegal na Câmara Municipal para beneficiar o ex-prefeito. Cada um acha o que quiser, mas basta ler a inicial para perceber que os magistrados suspeitam fortemente disso. 

No mais, concluímos parabenizando a Segunda Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva pela ação e aplaudindo todos os cidadãos, instituições, sindicatos e entidades, que conosco foram incansáveis no apontar de erros e irregularidades, ilegalidades e crimes diante da justiça durante todos esses anos. No final das contas, aos trancos e barrancos e abandonados por tantos poderes, todo poder emana do povo - ainda que demore um pouco.



OPINIÃO | Em Outubro, Tudo se Cumprirá | Por Luiz Cláudio Júnior*


Fica à pergunta: Alair Corrêa poderá vir candidato à reeleição em Cabo Frio? Bom, faço essa indagação, porque o Ministério Público ajuizou uma ação civil pública pedindo o afastamento do governante cabo-friense. Por qual motivo? Inúmeros!!! Nepotismo, improbidade administrativa, desordem e completo caos na Saúde, na Assistência Social, na Educação e no Saneamento Básico do município; atraso nos salários dos servidores; ausência na prestação de contas ao TCE; falta de publicidade dos atos oficiais e descumprimento reiterado de decisões judiciais; dentre outros motivos. Espero sinceramente, que à justiça se faça presente em nossa cidade, pois o povo está cansado de ver o prefeito Alair Corrêa debochar dos mandados emitidos pelos juízes da Comarca da Região. Enfim, espero um final justo para quem durante todo esse tempo fez à população da minha Terra sofrer e viver de forma indigna em seus bairros, e em suas casas. Os eleitores cabo-frienses querem, que às suas vidas voltem ao normal. Então, fora Alair!!! 
Enquanto isso, na Câmara Municipal... os nossos legisladores começam à procurar novos ninhos para morarem, pois o seu rei (rei, leia-se Alair Corrêa) tem uma rejeição recorde, jamais vista por essas bandas. Quem se calou durante 3 anos e meio será forçado a falar e a criticar duramente como nunca, porque agora o seu “chefe” deixará o cargo e desocupará à cadeira de líder da Prefeitura. O que eles (vereadores) não sabem ou talvez tentem não enxergar, é que às suas cadeiras também serão desocupadas. Estamos quase no fim de julho,  agosto promete, setembro será curto e em outubro, tudo se cumprirá. 

Até à próxima, minha cara amiga leitora!!! 

Até breve, meu caro amigo leitor!!!

* Luiz Cláudio é jornalista e escreve no Blog aos sábados.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Em assembleia, servidores da Saúde e da Educação decidem pela continuidade da greve e marcarão presença na Sessão de hoje na Câmara Municipal.

Em assembelia realizada ontem na Escola Municipal Edilson Duarte, servidores da Saúde e da Educação mantiveram a unidade e decidiram pela continuidade da greve. Há milhares de servidores destas e de várias outras áreas do município sem o salário de junho; muitos, também com o de maio pendente.



O novo calendário de lutas começa hoje com a participação do movimento na sessão da Câmara Municipal. Acompanhe o cronograma completo:

- 21/07 (hoje) - ato na Câmara Municipal de Cabo Frio, com passeata até a prefeitura. À tarde, reunião do comando de greve;

- 26/07 (terça-feira) - panfletagem no Largo Santo Antônio, às 8h. Em seguida, ato na Câmara;

- 27/07 (quarta-feira) - ato na secretaria de Educação às 10h;
- 28/07 (quinta-feira) - panfletagem no Largo Santo Antônio às 8h, acompanhamento da sessão na Câmara e, em seguida, assembleia na Escola Antônio da Cunha.

COMENTÁRIO: eu mesmo não recebi ainda o salário de junho, que deveria ter sido pago, legalmente falando, no máximo até o último dia 7. Muitos servidores ativos e inativos estão em situação ainda pior, culpa de um modelo de gestão corrupto e abusivo. Vamos mudar?

quarta-feira, 20 de julho de 2016

DERRUBANDO BASTILHAS | Por Lívia Mendes | Publicado no Jornal Folha dos Lagos em 20 de julho de 2016.


OPINIÃO | Vem aí | Por Juarez Volotão*


Se achamos já estar ruim, pode piorar e muito.

A criatividade maléfica de nossos administradores estão fervilhando.

O pior ainda está por vir - me perdoem o pessimismo realista. 

Pelo menos neste fim das trevas, o mal ainda reinará - mesmo que por dias contados - e tudo, absolutamente tudo o que for possível para perturbar, tirar a paz, destruir, minar, disseminar contendas, fofocas, inverdades e tumultuar o pleito eleitoral, e a já combalida Cabo Frio será feito - aliás, já está sendo feito por baixo dos panos imundos dos porões sórdidos da monarquia decadente de Sucupira. 

Os atrasos nos salários continuarão.

As torpes e vis perseguições também, estas fazem parte da cartilha do modo que eles sabem governar. 

As falácias e "estorinhas" da carochinha também continuarão a borbulhar pelos tabloides sensacionalistas do governo - escritos em caixa alta e negritos, além dos graves erros de português ( típico de um governo com uma equipe iletrada ou nem formada ).

Invencionices serão lançadas com o único intento de desviar o foco, descentralizar e tirar votos de quem mais eles temem. 

Aprendam que nem tudo o que parece é, tratando-se de Sucupira então é muito pior.
Muitos acordos virão a tona. 

O óbvio ficará tão claro, que até mesmo nós desconfiaremos da audácia e do descaramento de nossos líderes nos taxando de otários frente ao público. 

O calote municipal está anunciado. 

A corrupção está devidamente "explicada", a famigerada Crise que virou vítima anti as astúcias demoníacas de reis sem tronos.

Uma nuvem negra insiste em atormentar a nossa bela e azul cidade, que de tão destruída e abandonada encontra-se cinza e de luto. 

Vem aí uma eleição sangrenta, baixa, vulgar e histórica. 

Cabe a cada um de vocês escolher o seu lado e lutar pela libertação da nossa Cabo Frio e do nosso futuro, já tão ameaçado por salteadores que insistem - pela força e pela baixeza - permanecerem pendurados pelos escombros e combalidos braços da mãe Prefeitura. 

Você também pode me acompanhar assistindo ao Programa "Falando Francamente", comigo, toda Quarta as 18h na Jovem TV - Canal 08, Costa do Sol ( TV a cabo ) e ainda assistir pelo meu Canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCN_NQ0navU3yWcMEfu17WbA Aguardo você!!!

*Juarez Volotão é jornalista e escreve neste Blog às quartas-feiras.

terça-feira, 19 de julho de 2016

Projetos para crianças e adolescentes - um panorama sobre Cabo Frio.

Na semana passada, tive a oportunidade de acompanhar a sessão do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), que acontece na sede da Secretaria Municipal de Assistência Social. 

A sessão foi muito bem conduzida e a situação específica que fui observar deu-se em relação a um edital lançado pelo conselho para projetos ligados à prevenção e combate às drogas, tendo em vista o uso de verbas disponíveis no Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O CAJEF, entidade filantrópica localizada no bairro do Jacaré, foi a única instituição a participar do certame, mas teve um primeiro parecer negativo da comissão, que levantou o fato da mesma não tem apresentado documentações conforme a exigência do edital. A decisão final ainda não foi tomada, mas, caso o parecer se mantenha, o dinheiro para projetos seguirá no fundo; teremos um projeto disposto a utilizá-lo para salvar crianças e adolescentes das drogas; mas esta oferta e esta procura não se encontrarão.

Percebi que a discussão, como sempre ocorre na nossa sociedade ocidental, se deu muito no nível da culpabilidade. De quem é a culpa do imbróglio? Da instituição, que pode não ter apresentado a documentação corretamente dentro das exigência, embora seja plenamente legalizada? Do conselho, que pode estar sendo intransigente, correndo o risco de evitar o incentivo a projeto que salve vidas, mas que, por outro lado, tem a obrigação legal de seguir regras?

Para mim ficou e está bem claro: nenhum dos dois têm culpa. E digo mais: numa linguagem mais firme, posso dizer com tranquilidade que ambos são vítimas.

Nenhum conselho em Cabo Frio recebe o apoio necessário do poder público. Digo isso de cadeira, porque sou membro de dois Conselhos municipais. Não há estrutura física, financeira, nem assistência técnica ou jurídica. Assim como ocorre com os demais, o CMDCA precisa sempre "se virar"; criar seus próprios editais e regras; avaliar dentro delas; e ainda ser responsabilizado legalmente por isso. É como jogar uma batata quente em sua mão e ainda ameaçar você de prisão se a deixar cair.

Nenhuma instituição filantrópica de Cabo Frio recebe o apoio necessário do poder público. Não temos uma Escola de Editais, nem um Banco de Editais, nem um setor de assistência técnica ou jurídica que auxiliem ONG's e associações que desejem concorrer a verbas disponíveis em seus projetos. O poder público municipal nunca esteve nem aí para a possibilidade de captação financeira de instituições como o CAJEF, que realiza excelente trabalho, com o suor do próprio rosto e o dinheiro do próprio bolso para salvar vidas de crianças e adolescentes. O mínimo seria auxiliar essas iniciativas para que pudessem contar com todo aparato jurídico, na construção de propostas em editais, como o do referido conselho. Mas, como sempre, a instituição teve também que "se virar", porque não há nem sobra de qualificação oferecida para esse setor nesta cidade.

Enquanto não empreendermos uma mudança real nesse sistema, seguiremos brigando uns com os outros por uma culpa que jamais foi nossa. Precisamos construir estruturas governativas que auxiliem conselhos e instituições a otimizarem os valores contidos em fundos para o trato das nossas crianças e adolescentes. Sai barato. É só querer e fazer. Mas, para isso, será preciso limpar a corja que hoje ocupa os poderes Executivo e Legislativo na nossa cidade, porque, certamente, não veremos novos e saborosos frutos saindo de árvores podres.

Rafael Peçanha

As MIGALHAS de hoje...


#Ato
Saúde e Educação realizaram ótimo ato unificado ontem em São Cristóvão e depois seguiram em direção à sede da Secretaria de Saúde.

#Costas
Anda causando burburinho nas rodas de conversa o simbolismo dos atos realizados pelo movimento nas sessões da Câmara Municipal, especialmente com o gesto dos militantes ao se virarem de costas para os vereadores.

#Costas II
O gesto anda deixando os edis muito nervosos. Não vejo motivo. Foram calados e omissos esse tempo todo e agora querem cantar de galo. Deveriam receber muito mais do que isso em repúdio.

#Assembleia
Os professores do estado realizam assembleia hoje na quadra do G.R.E.S. São Clemente, em Botafogo, para decidir os rumos da greve no setor.

#Assembleia II
Já o Sepe-Lagos realiza assembleia em Cabo Frio amanhã, 18h, na Escola Municipal Edilson Duarte. Muitos profissionais da educação, assim como servidores de várias outras áreas, não receberam o salário de junho, e um grupo significativo não recebeu nem o de maio ainda. Vergonha total.

#Festa
A Saúde em Tamoios vai mal, mas dia 22 tem festa. O que será comemorado?

#Maldade
Alguns coletores andam maltratando cachorros nas ruas de Cabo Frio, especialmente no bairro Guarani. Sabemos que a atitude cruel refere-se individualmente a estes cidadãos e não reflete a identidade da categoria. Não podemos tolerar maus tratos com nenhum ser indefeso. Nosso repúdio.

#Convenções
Os partidos começam a agendar suas convenções. O prazo final é 5 de agosto. O PDT realizará a sua no próximo dia 29, sexta-feira, às 20h, na Associação Atlética Cabofriense.



Feira de adoção responsável de cães e gatos acontecerá no fim do mês em Cabo Frio.

No próximo dia 31 de julho, domingo, acontecerá na Praça da Cidadania a Feira de adoção responsável de cães e gatos, de 10h às 14h.

O evento acontecerá junto a apresentações culturais, como Capoeira, com o grupo Angonal; mestre Boca e Professor Jonas Rato.

Haverá ainda recreação para crianças, biblioteca, brindes e vermifugação gratuita, além do Bazar do Bem, que pede sua doação e contribuição.

Quem desejar adotar precisa levar identidade, CPF e comprovante de residência. 


COMENTÁRIO: total apoio ao evento e ao movimento. Vamos divulgar e prestigiar.


Calendário da luta unificada Saúde+Educação


OPINIÃO | Nossas Urgências Parte I | Por Fábio Emecê*


Vou tentar explicitar um pouco das urgências que considero a partir da minha vivência. Não é um manual de política pública, muito menos pretensão de candidato. Sou um professor e ativista, meio que cansado com a falta de cuidado com alguns setores da gestão pública que considero nevrálgicas para o futuro do Munícipio.

Vamos falar de juventude. Essa juventude que tá ali jogada na Praça Porto Rocha, tá nas periferias, tão nos empregos precários da cidade em suas jornadas diárias abusivas, tão nas universidades privadas, tão sendo encarceradas e assassinadas. Cabo Frio é a cidade que mais mata jovem preto no Estado.

Pra pegar os últimos 10 anos, para dizer que nunca houve nada voltado para nicho, teve sim uma coordenadoria de juventude. Alguém sabia? O que se foi feito? Hein, Hein? Não foi feito absolutamente nada e sempre quando se pesquisava as rubricas do governo federal vindas para o município, o 0,0 para políticas juventude perdurava e ainda perdura, né?

É óbvio que com esse tratamento o impacto direto na dinâmica do município vai se tornando cada vez mais visível. Uma falta de renovação de quadros nas questões pertinentes tanto a movimento social quanto na política. Um achatamento da juventude periférica, onde a política pública que chega é a polícia militar e 80.000 jovens de Cabo Frio sem ter o que fazer.

Coisas que poderiam ser feitas: Um olhar mais sério e eficiente para com o Ensino Médio Municipal. A modalidade de ensino nunca foi tratada com respeito e dignidade que merece. Prédios com pouco mobilidade funcional, além da eterna ameaça de fechamento da modalidade com a alegação ridícula de não ser prioridade municipal. Com o orçamento de Cabo Frio, poderia até se bancar uma faculdade municipal.

Um órgão de gestão sério dentro do organograma da prefeitura para se fazer políticas públicas efetivas para juventude como a aquisição do pro-jovem e a geração de renda. Temos cursos de Direito, Serviço Social, Pedagogia, Educação Física, Turismo oferecidas pelas universidades privadas e o IFF. Vem cá, que mercado regional é esse que vai absorver esses jovens?

Uma proposta de incentivo de projetos de cultura feito pela juventude e para juventude com o foco de ocupação de espaços públicos livres. Ora, tantas praças com conchas acústicas e mini palcos parados, sem movimentação. Que se incentive a juventude ocupar esses espaços de fato com subsídios públicos.


Bem, gestores sem visão, sem prioridade e de decisões desastrosas já encheu. A juventude urge e se for trabalhado pode ser uma saída boa para Cabo Frio. Pode, mas lembre-se, com esses aí que tiveram na gestão durante tanto tempo, nada feito!

* Fábio é MC, professor, ativista anti-racista e escreve no Blog às terças-feiras.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

OPINIÃO | Os iguais | Por Adriano Chagas*


O prefeito de Cabo Frio, figura triste e sombria, tenta articular de todas as formas possíveis e inclusive as impossíveis, ora vejam, uma ação de poder continuada em um governo completamente destroçado, desastroso e incompetente.

A barbárie é de tal ordem, que, entre os movimentos legais de manifestação, o tal prefeito surge na esperança de tentar enganar a todos com um discurso pífio e mentiroso, coisa corriqueira ao seu desnivelamento intelectual, acreditando assim que os panos quentes servirão como alívio das dores populares.

O prefeito – anteriormente um populista, entregando terrenos, remédios, portarias e cestas básicas – hoje se transformou em um impopular, digno de tomates, não fosse essa leguminosa tão cara aos bolsos daqueles que não recebem os seus salários, devido única e exclusivamente a sua inabilidade gestora. Gerir é para quem tem qualificação, não é para você prefeito e nem seu séquito fraco, provado está.

No entanto, eis que surge a salvação no fim do túnel, uma jogada para tentar eliminar sua imagem já tão desgastada... ...eu renuncio, tu renuncias e ele (o presidente da câmara) assume como prefeito. (Mas já disseram que desistiu da ideia, também pudera, somente com uma raiva senil para pensar tamanha tolice?)

Sem sucesso na tentativa acima, então o prefeito, na última cartada, ressuscita o 2M, – que interessante, o filho pródigo retorna a casa – que numa jogada de desestruturação total da cidade, inclusive retirando o benefício do transporte público (pago com os nossos impostos, não se enganem.), acabará por colocar 2M, filho amado, na situação de “peacemaker” a fim que recrie o benefício, pasmem, para 1/3 do valor atual, que será igual a R$0,50 (cinquenta centavos), nada de novo, isso é coisa antiga. É de correr lágrimas tamanha bondade destes senhores... ...um cria o caos e o outro finge trazer a ordem. Pois é Cabo Frio, estamos caminhando para o desastre total, parecem até previsões das “Pedras Guias da Geórgia”.


A única solução para Cabo Frio é a renovação. Não existe no grupo político do atual prefeito nenhuma alma com qualidade e tampouco no grupo de 2M, que seja o modelo ideal desse renovar. Só há uma saída para nossa cidade, é colocarmos um homem decente e íntegro no comando; e se o momento histórico em nosso país nos mostrou que não cabe mais o modelo de corrupção e que o povo compreendeu exatamente que essa estrutura só beneficia um lado da história, então é chegada à hora de mudar, porque nem todos os homens são iguais.  

* Adriano é professor, historiador, e escreve no Blog às segundas-feiras.

sábado, 16 de julho de 2016

EDITORIAL - Um prefeito fantasma que não entende nem aprende.


Em publicação há cerca de dois anos, o prefeito Alair Corrêa dizia que eu "não aprendo", porque eu insistia e teimava em apontar para toda a sociedade cabofriense as mazelas de sua gestão. Hoje, vemos que quem não aprendeu foi ele, porque toda a cidade reconhece a vergonha que é o seu governo, o que percebemos, mais uma vez, com a recente pendenga entre ele e os servidores do nosso município.

Em sua mais recente fala, o governante inclusive me citou como "consultor" ou mentor da direção do Sepe no processo em que a categoria cobra seus salários mediante arresto judicial. Alair, você não aprende mesmo.

Não aprende porque mais uma vez comemorou o que não levou, talvez porque, apesar de ter tentado se aposentar como advogado do Ibascaf sem jamais ter sido, você não consegue entender um parágrafo de texto jurídico que esteja a dois palmos de seu nariz. Na audiência de seu governo com os servidores, sua gestão foi intimada a apresentar a lista dos trabalhadores sem salários em 48 horas, e foi obrigada a pagar servidores, como ocorreu ontem, inclusive, reconhecido por nota oficial da própria prefeitura (clique aqui e leia). Qual o motivo para comemorar e tripudiar, Alair? Você não entendeu o que a justiça disse? Será preciso pedir para seus genros desenharem?

Não sou mentor nem consultor de ninguém. Considero-me companheiro, militante e amigo daqueles que querem uma Cabo Frio melhor, e o Sepe, bem como outros sindicatos se encaixam nesse perfil. Mas acho que essas são palavras e reflexões que você entende tanto quanto uma sentença judicial. Nem vale à pena perder meu tempo. Faltam 170 dias para limparmos de vez nossa linda história do seu incompetente nome. E então, você passará a ser, oficialmente, o que tentou ser ao buscar se aposentar ilegalmente como o advogado que jamais foi: apenas um fantasma. 

Bom dia.

OPINIÃO | Queremos Mudanças na Casa Legislativa Cabo-Friense | Por Luiz Cláudio Júnior*


Uma parte dos professores conseguiu receber, já uma outra ainda não; funcionários  demitidos da COMSERCAF ateiam fogo em pneus em forma de protesto, porque não receberam às parcelas da rescisão contratual de trabalho; Rafael Peçanha dá uma aula de Direito Constitucional para o prefeito Alair Corrêa; moradores do bairro Recanto das Dunas, tiram dinheiro do próprio bolso para consertar esgoto a céu aberto, pois à Prefeitura diz que o problema não é dela; assaltos à mão armada crescem consideravelmente na cidade; justiça determina que o governante municipal pague aos funcionários da Saúde, que ganham até R$ 1.300,00 (mil e trezentos reais); enfim; Cabo Frio virou uma balbúrdia total. Então, eu te pergunto: Alair vai ter mesmo a cara de pau de vir candidato à reeleição? Bom, ele tinha anunciado que não, mas agora parece que mudou de ideia. Pois, o seu grupo não aceitou o nome de Paulo Cesar como candidato na majoritária no lugar do veterano político, e muito menos à escolha de Paulo Henrique como vice na chapa. Se é verdade ou não, só o tempo dirá.
Enquanto isso, na Câmara Municipal... à plateia presente na sessão de quinta-feira (14) deu às costas para os vereadores em forma de repúdio à atitude omissa dos nossos legisladores com à situação dos servidores municipais. Foi constrangedor ver homens, que foram eleitos pelo povo estarem ali apenas para se servirem e servir ao seu “rei” (“rei”, leia-se Alair Corrêa), os presentes cantaram coro como: “2 de outubro está chegando”, “Câmara omissa”, “cadê a CPI do Fundeb?” Bem, fica à indagação: esses caras querem mesmo, que à população os reeleja em outubro? Sinceramente, eu acho que não. A chance já foi dada, agora queremos mudanças na Casa Legislativa cabo-friense. 

Até à Próxima, minha cara amiga leitora!!!
Até Breve, meu caro amigo leitor!!!


*Luiz Cláudio é jornalista e escreve no Blog aos sábados.