ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

sábado, 11 de junho de 2016

OPINIÃO | Onde estão os Vereadores do Município? | Por Luiz Cláudio Júnior*


Os servidores municipais de Cabo Frio ainda não receberam o pagamento, com isso, os profissionais da Educação decidiram fazer uma greve geral até o recebimento dos salários atrasados. Fora à parcela do décimo terceiro, que em pleno o mês de junho, por incrível que possa aparecer,  não foi paga, incluindo às férias e outros direitos negados pelo prefeito Alair Corrêa, que infelizmente não foram quitados. Então, o calendário da greve ficou assim: segunda-feira (13\06), reunião com os pais nas escolas, terça-feira (14\06), acompanhamento da sessão da Câmara, quarta-feira (15\06), ato no Largo Santo Antônio, às 9h da manhã, no centro, quinta-feira (16\06), acompanhamento da sessão da Câmara. Mais uma vez, volto a dizer: a culpa da greve não é do sindicato e muito menos dos professores, o culpado de tudo isso é o governante do município, Alair Corrêa. E por falar em Alair, o veterano político foi vaiado na Igreja Católica de São Cristóvão, por ter usado o púlpito sagrado para defender o empréstimo de R$ 200 milhões, o qual insisti em pegar. Em entrevista concedida ao jornal Folha dos Lagos, o padre Francisco Luckmann, diz estar arrependido de ter deixado o prefeito falar aos seus fieis. De acordo com o padre, ele só deixou Alair se pronunciar, porque um senhora lhe pediu gentilmente. Mas, ela havia lhe dito, que o prefeito só queria agradecer à presença de todos à missa, pois se ele (padre Francisco) soubesse que Alair fosse usar aquele espaço religioso para fazer discurso eleitoral, ele não daria à palavra ao prefeito. Francisco também negou, que tivesse feito alguma homenagem específica ao governante cabo-friense, em virtude do seu aniversário. Enfim, o padre desmentiu tudo aquilo, que Alair e a sua turma haviam dito sobre o ocorrido. Bom, para completar a semana desastrosa do prefeito, o professor Rafael Peçanha, seu principal opositor na cidade, entrou com uma representação junto ao Ministério Público para investigar à Construtora JM Ltda, empresa cujo proprietário é o mesmo da Córrego Rico. As sedes das duas empresas ficam no mesmo bairro em São Pedro da Aldeia. A representação foi protocolada sob o número 201600532234 e agora aguarda a sua transformação em Inquérito Civil. Bem, fica à pergunta: onde estão os vereadores do município? Faço outra indagação: por que o prefeito Alair Corrêa faz o que quer e ninguém questiona? Para completar, eu te questiono de novo: cadê à oposição ao prefeito , que diz existir na Câmara nesse momento? Sinceramente, não sei onde eles se esconderam.
Enquanto isso, na Câmara Municipal... os nossos legisladores já estão em plena campanha eleitoral, mesmo fora de época. Mas, sofrem muita rejeição nas ruas e nos bairros da nossa terra. Com à aceitação do povo, que abraçou à Operação Não Reeleja Vereadores de Cabo Frio, tem vereador desesperado que já está pensando em voltar a exercer a sua antiga profissão. É, até que ele tem razão de pensar assim. Não é mesmo? 


Até à próxima, minha cara amiga leitora!!! 

Até breve, meu caro amigo leitor!!!

* Luiz Cláudio é jornalista e escreve no Blog aos sábados.

Um comentário:

Anderson Macleyves disse...

Essa Câmara não representa o povo. E ficou mestre na Arte do Faz-de-conta. A casa caiu.