ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

segunda-feira, 27 de junho de 2016

NOSSA NOVELA CONTINUA | "Cadê o dinheiro que estava aqui?" | CAPÍTULO 5 - Prefeitura de Cabo Frio suja Tamoios e dinheiro da Córrego Rico "some".

A reportagem do Jornal Inter TV da última sexta-feira deixou evidente para o grande público o que já temos denunciado há tempos. Primeiro: Tamoios é tratada como a escória da sociedade pela prefeitura de Cabo Frio. Segundo: a Comsercaf e suas empresas prestadoras de serviços, como a Córrego Rico, são o ralo do desvio de dinheiro público e de corrupção nessa cidade.

PARA ASSISTIR À REPORTAGEM NA ÍNTEGRA CLIQUE AQUI.




Tendo perdido processo na justiça aberto por moradores de sete loteamentos de Tamoios, a prefeitura de Cabo Frio foi obrigada a prestar serviços básicos de coleta de lixo nos locais. Acontece que, ao executar a sentença, tem tirado os detritos de um local e sujando outro - às margens da Rodovia Amaral Peixoto. O caso dos loteamentos têm sido acompanhados por nosso Blog há pelo menos 5 anos.

Questionados, motoristas de máquinas e caminhões agregados à empresa Córrego Rico afirmaram à reportagem que suspenderam os serviços porque não receberam os valores devidos da empresa. 

Como assim? A prefeitura tem repassado milhões à Córrego nos últimos anos. Só em setembro do ano passado, foram 27 milhões numa tacada só, conforme denunciamos em primeira mão (clique aqui e relembre). Isso significa que o dinheiro está saindo dos cofres da prefeitura (nosso dinheiro); indo para a empresa; mas a empresa não está prestando o serviço. Em minha opinião, o nome disso é desvio e roubo.

Questionada, a prefeitura afirmou que não tem nada a ver com isso. Disse que paga a Córrego. Se ela não paga os prestadores de serviço, o problema seria dela. Mais ou menos assim - basta assistir à reportagem e confirmar o absurdo da declaração. Calados são uns poetas.

Iremos à justiça nesta semana pedir esclarecimentos sobre o claro caso de corrupção e crime ambiental evidenciado na reportagem. 

Um comentário:

Anônimo disse...

Pergunta ao prefeito e aos parentes dele mais chegados.