sexta-feira, 13 de maio de 2016

Servidores se mobilizam e barram votação de empréstimo em Cabo Frio.

Dispostos a impedir que o futuro dos nossos filhos seja vendido a juros e a prazo, os servidores de Cabo Frio e cidadãos em geral se mobilizaram para impedir esse retrocesso. Alguns, ligados à Educação e à Saúde, foram para a porta da Câmara em vigília, na noite de quarta-feira, para garantir seu lugar nesse momento histórico de luta. Eu estava entre eles e pude garantir um bom número na minha senha.

Sentindo a pressão popular, que lotou as dependências da casa legislativa com palavras de ordem e cartazes, o presidente Marcello Corrêa derrubou o pedido de urgência feito pelo prefeito e irá analisar o projeto pela tramitação normal, inicialmente, encaminhando-o para a Comissão de Constituição e Justiça.



Ao fim da Sessão, os servidores se reuniram em ato de protesto e caminharam pelas ruas, fechando a Ponte Feliciano Sodré por alguns minutos. Não recebemos ainda duas parcelas do décimo-terceiro nem o salário referente a abril; temos enfrentado problemas com vale-transporte (inexistente), aposentadorias (negadas) e estrutura de trabalho (falta material; as unidades estão lastimáveis).

No horário do almoço, o prefeito foi à InterTV e fez o que faz há 20 anos: MM (Mentiu e Manipulou). Disse que com o empréstimo quitaria as dívidas com os servidores e afirmou que o movimento de protesto nas ruas contra ele era político, defendendo ainda que se o empréstimo não saísse a cidade iria falir - como se ele mesmo já não tivesse feito isso para que gente menos sofrida estivesse passeando, agora, na Disney.


Um comentário:

Anônimo disse...

O pior prefeito do Brasil estava super irritado em sua entrevista ao intertv. Canalha. Todas as demais prefeituras estão honrando seus compromissos, o único q não consegue é o incompetente Alair.