quarta-feira, 6 de abril de 2016

PARA PEDIR MÚSICA NO FANTÁSTICO | Pela terceira vez em quatro anos, prefeito de Cabo Frio tenta me impedir de dar aulas no Colégio Rui Barbosa e perde na justiça.


Domingo eu vou pedir ao Tadeu Schmidt para tocar no Fantástico o samba-enredo do Bloco da Educação, comandado pelo Sepe no carnaval deste ano, em homenagem à terceira derrota do prefeito Alair Corrêa, em sua terceira tentativa de me impedir de lecionar no Colégio Municipal Rui Barbosa. Na justiça, vencemos nos anos de 2013, 2014 e agora em 2016.

O CASO

Ao retornamos à escola em março, fomos informados pela direção de que nosso nome não constava nos quadros do Rui para o ano letivo deste ano, ao mesmo tempo em que fomos informados pelos amigos da direção da Escola Municipal Edith Castro, em Tamoios, que nosso ponto constava lá. Há decisão da justiça que obriga a prefeitura a nos manter dando aulas no Colégio Municipal Rui Barbosa, decisão ainda vigente, referente ao processo de número 0001998-77.2014.8.19.0011 (referente à mesma disputa há dois anos), protocolamos ofício à Secretaria Municipal de Educação em 24 de março, mas não obtivemos resposta, nem mudança na lotação de unidade escolar.



Como remédio necessário, recorremos à justiça, solicitando mandado de segurança em caráter liminar para que a decisão do poder Judiciário se mantivesse em cumprimento, quando então recebemos, no dia 28 de março (publicada no dia 31) a decisão favorável da Juíza Sheila Draxler, para que a prefeitura cumprisse a sentença em até 48 horas:



COMENTÁRIO

Mais uma vez, “a justiça fez justiça” e venceu-se o abuso e a perseguição. Já passou a Páscoa, mas 3x0 é chocolate.

RELEMBRANDO

Clique aqui e relembre o caso em 2013 e aqui para relembrar a polêmica de 2014 sobre o mesmo assunto.

2 comentários:

Sinéa Barbosa disse...

Bom dia. Comigo eles esqueceram que eu sou readaptada definitiva e me disseram que não havia processo da minha readaptação nem mesmo no sistema da seme. Houve um vendaval na administração e só levou meu processo...mas como sou macaca velha,dei uma canseira e por milagre o processo apareceu e constataram que sou readaptada definitiva desde 2014.o interessante é que meu processo estava em poder de Dr. Campos, o mesmo que discuti quando estávamos acampados na prefeitura.

André L.C. Souza disse...

Oq acho "engraçado" é que em certos casos, muitos professores estão sendo remanejados em outras escolas fora do período de remoção!! Aliás, se não houve "concurso de remoção", como pode tal acontecer??!?!?! Ah sim, REMANEJAMENTO é a palavra correta... mas fora do período e em um "único vai-e-vem"??!? Enfim, se assim continuarmos, melhor seria trocar os nomes das escolas. Afinal, ambas se encontram no 2º distrito... E viva os "amigos da escola"!!!