segunda-feira, 18 de abril de 2016

OPINIÃO | Até tu Brutus? | Por Adriano Chagas*

A votação de ontem foi bem interessante, foi possível observar as orientações, inclusive a falta delas, algumas esperadas outras não, e várias outras surpresas; algumas traições ao governo e muita, mas muita frivolidade, aliás, eu não imaginava que seria em um nível tão baixo, ao que parece os nossos Deputados são realmente medíocres. Tivemos desde agradecimentos ao pai, passando pela mãe, os filhos, esposa, etc., (confesso que estava aguardando um deles agradecer ao papagaio ou ao cachorro...) teve Deputado que pegou ao telefone e queria que o filho votasse em seu lugar, nesse momento me perguntei que nível tem um indivíduo como este? Muitos disseram que o faziam (voto sim) por seus filhos e por suas esposas, mas é pelo Brasil? Ao que parece tem muita gente com saudades da Isaura... (e quem não teria com aquelas ancas) 

Também os exaltados do governo (de se esperar, em menor número) insistindo em pedir auxílio aos ímpios, que em certo momento da votação já se confundiam entre todos, não dava para saber quem era quem... 

Alguns Deputados estavam esperando a maré vazante passar e começar a encher novamente para subirem juntos! Covardes, gritaram alguns! 

Cunha, homem de conduta ilibada e de bons costumes (isso é outra coisa que falarei adiante, não me deixem esquecer!) adjetivado, - por representantes de vários partidos, inclusive aliados -, de todas as formas, também pudera, ter uma ficha como a dele não é para qualquer um, é para ele, e ainda conduzindo os trabalhos. Onde isso poderia chegar? 

Chegou ao fim de um processo todo atrapalhado e cheio de boas intenções, aliás, o inferno está cheio delas... 

O governo em sua fragilidade em articular com os partidos menores acabou por deixá-los maiores, fugindo ao seu controle. Incompetência, isso sim sobrou ao governo. 

Deputados como Jean Willys e Benedita da Silva, foram vozes sufocadas pela algazarra das hienas e de alguns lobos; parafraseando meu amigo Flávio, "(...)com medo da algazarra das hienas me juntei aos lobos(...)”, mas pelo contrário muitos lobos se juntaram as hienas, sinal que os lobos estão se contentando com restos... 

Incompetência! Sobra incompetência, um governo mal articulado, que não tem culhões, que não passou o "rodo" em quem tinha que passar, mas não reclamem somos o resultado de nossas ações. Não há lados, existem momentos que devem ser analisados e decisões devem ser tomadas com tranquilidade. Não aconteceu! 

Agora a coisa vai para o Senado, que bom, dirão alguns! Ao que parece ali a coisa é diferente, o debate é em alto nível, somos o Senado, não nos confundam com os Deputados carniceiros, que ficam com a mão aberta pedindo esmolas. Aqui o buraco é mais embaixo, e por saber que o nível é outro, que o governo já se articula com os mesmos. Será que agora vai? Vai continuar do mesmo jeito, se a incompetência ali estiver acompanhada. Diferentemente da Roma antiga, já não se pode entrar no Senado com adagas na cintura, já pensaram que beleza? Então a intimidação (as idéias) deverá ser bem fundamentada para seduzir tais Senadores. Evidente que o trato no Senado é bem melhor, disso não há dúvidas, mas isso não importa agora, o que precisa ser feito é o diálogo, rápido e honesto, para que tenhamos a possibilidade de salvar o povo. Mas para salvar tal povo é preciso mulheres e homens de bons costumes. (aliás, era isso que estava querendo lembrar para falar, comecei lá em cima e deixei para o fim!) Pois é, os homens de “bons costumes e livres”, votaram bem, alguns utilizando termos que só aqueles conhecem; outros evocando a grande arquitetura universal, que inclusive ali votou segundo um Deputado. Realmente coisas a se pensar, fizeram isso em nome de quem? Representando quem? Até porque se é para lutar pela justiça, teriam esses que clamar pela retirada de Cunha, isso não fizeram. Calaram-se todos. Mas também Pedro negou a Cristo, 3 vezes, quem dirá um bruto a ser polido. Mas Pedro se reparou, quem sabe nos reparamos a todos! 

Não sabemos o que vai dar no Senado, mas que seja bom para o Brasil! Não podemos aceitar que alguns representantes do povo dividam o país como Cunha fez ontem, ao colocar um muro no meio do Planalto! O que pensou ele? Que as pessoas iriam se matar, por canalhas como os que estão dentro da Câmara? Errado, o povo não é tolo, sabe das coisas, mesmo em sua mais pura inocência. Vox populi vox Dei

* Adriano Chagas é Historiador, Professor, e escreve neste Blog todas as segundas-feiras.

Nenhum comentário: