sábado, 16 de abril de 2016

Assembleia do Sepe-Lagos decide paralisar nos sábados letivos e fará ato dia 19.

A assembleia do Sepe-Lagos, realizada ontem em Cabo Frio decidiu que os profissionais da educação irão paralisar em todos os sábados letivos até o pagamento dos salários na data correta (até quinto dia útil) e o décimo-terceiro salário. Foi decidida ainda a realização de ato no dia 19, terça-feira, em frente à Prefeitura, com paralisação da rede municipal. O sindicato iniciará ainda uma campanha contra a perseguição política sofrida por dois companheiros grevistas, por parte do governo municipal.


COMENTÁRIO: a perseguição politica tem sido um drama na vida do profissional de educação e do servidor de modo geral. Nos 4 anos do governo Alair, fui vítima dessas tentativas de golpe 3 vezes, quando o governo tentou me impedir de dar aulas no Colégio Municipal Rui Barbosa, sabemos - e o Ministério Público cita isso em seu parecer - por pura perseguição política. Companheiros, o monstro não é tão grande assim; está no fim da linha e não consegue nem mais gritar. Vamos enfrentá-lo e vencê-lo juntos como sempre. Total apoio aos trabalhadores perseguidos e total repúdio ao governo que já morrei e esqueceu de deitar.

Um comentário:

Anônimo disse...

oque adianta parar no sabado quando era para dar a resposta a prefeitura ao prefeito que seria no carnaval todos pararao com a greve e trabalharao
a gora nao vao conseguir nada