segunda-feira, 11 de abril de 2016

As MIGALHAS de hoje...


#Calotando
O quinto dia útil do mês foi 7, quinta-feira. Mas até hoje, dia 11, o servidor não recebeu seu pagamento. Isso é digno, Alair?

#Vale
O pessoal do vale-transporte também continua na mão, fora os adicionais da saúde e as aposentadorias.O papo é que o "critério" é só aposentar quem não precisa ser substituído. Onde está escrito que isso pode na legislação?

#Córrego
Mas para a empresa Córrego Rico, que tem uma relação, digamos, bem familiar com o prefeito, a grana jorra. São milhões por semana.

#Entrevista
O deputado estadual Janio Mendes é o entrevistado da manhã de hoje no Programa Bom Dia Litoral,com Ademilton Ferreira, na Rádio Litoral 94,5 FM.

#Articulando
Falando em Janio, o deputado pré-candidato a prefeito está preparando duas surpresas. Uma já para os próximos dias. Outra, começa a se desenhar agora, mas so deverá se consolidar mais à frente. Essa segunda poderá definir as eleições de 2016. Aguardemos.

#Médico
Aliás, falando em candidaturas, teve médico proibido de atender em hospital público municipal porque é pré-candidato. Não sabia que isso estava na legislação eleitoral.

#Calando
Por outro lado, teve vereador recebendo ordem para ficar quietinho sobre um determinado assunto que incomoda muito o prefeito. Se precisar, passa a procuração para mim que eu falo e toco o caso. 

#Calando II
Assim como não dá para dirigir caminhão na ladeira com amão tremendo, não é possível conduzir denúncias escandalosas e evidentes contra o governo se tiver rabo preso ou pouca coragem para o enfrentamento. Estamos aí.

#Faltou
Falando na Câmara Municipal de Cabo Frio, a última reunião da Comissão de Educação foi um retrato do nosso atual Legislativo: o retrato do desrespeito e da falta de interesse no povo dessa cidade.

#Faltou II
A postagem do Sepe nas redes sociais é bastante clara. O governo - isto é, a Secretária de Educação e os vereadores da Comissão - faltaram mais uma vez, deixando o sindicato a ver navios. Desrespeito, despreparo, falta de cuidado e descompromisso: dá para avaliar Executivo e Legislativo numa tacada só, como partes de um mesmo modelo que precisa ser expurgado de vez da nossa cidade nas próximas eleições.

#Contagem
Já que pediram de novo, lá vai: faltam 265 dias para o fim do pior governo da história de Cabo Frio.

6 comentários:

Anônimo disse...

Como não tenho salário para comprar comida e pagar aluguel, eu vou acampar na frente da casa do prefeito.

Anônimo disse...

12 dias sem salário. Sem dinheiro para pagar aluguel, sem poder comprar comida, supermercado não vende fiado, contas de água e luz atrasadas e a sociedade de cabo frio não tá nem ai para nossa situação de desgraça. Não tem igreja católica, não tem oab, não tem niguém que levante a voz por nós. Estamos nas mãos de uma quadrilha e todos tem medo deles. Até o presidente do sindicato se escafedeu. Nossa sina é catar latinha como metade da cidade já faz. Até quando?

Anônimo disse...

E a SEME ainda quer que os profs facam cursos de formacao e vao em sabados letivos sem dinheiro. Parece piada. Por acaso eles vao arrumar onibus ou vans pra levar os profs?? Porque ninguem tem mais dinheiro pra passagem!!

Anônimo disse...

Isso vai continuar assim... Agora tudo é a crise... Essa situação de tudo e crise colou e vai ficar assim p sempre,qualquer candidato q entrar no governo vai alegar isso, tá aí o estava nessa safadeza com os servidores, devia todo mundo parar de trabalhar. Pq sem receber não dá, mas eles assín como o prefeito sabem q ninguém para só uns poucos e se valem disso....

Anônimo disse...

265 dias... Parece uma eternidade, mas seguimos contanto regressivamente.
Sem a 4ª parcela de 13º, sem o salário, sem VT, sem papel higiênico, água e tudo mais (opa, tudo menos) no local de trabalho. E sem dignidade alguma!

Eu nem sei mais o que fazer. Antes até conseguia juntar um dinheirinho cá, outro acolá, agora não dá mais, Banco do Brasil já iniciou telefonemas de cobrança.

Para quem ocupa boquinhas tendo outras fontes de renda é fácil ficar em redes sociais fazendo o de sempre:puxando saco, pois a única coisa que gastam são as pontas dos dedos teclando; mas para contratados arrimos de familia e efetivos que dependem de seu salário para (sobre)viver está muito difícil.

Sinceramente nunca pensei passar por uma situação financeira tão complicada quanto esta atual. E córregos ricos, cada vez mais ricos.

Retrato bem fiel da dignidade.

Anônimo disse...

Oi