domingo, 27 de março de 2016

EDITORIAL - Alair candidato.


As recentes declarações do prefeito Alair Corrêa na direção de sua candidatura à reeleição, bem como a confirmação do empréstimo tão falado por ele, denotam algumas situações a se pensar.

Em primeiro lugar, o escárnio com a população. Quem fez o que ele e sua equipe fizeram e fazem com a cidade mereceria um afastamento silencioso e envergonhado da vida pública, escorraçado pelo povo que o elegeu, e que acabou recebendo, como "prêmio", a maior decepção da história política da cidade - ao menos para os que acreditaram que, dali, pudesse sair algo "digno".

Em segundo lugar, nossos votos de que, mais uma vez, o prefeito não fuja da raia, como é seu costume fazer - que venha mesmo, seja candidato, para ser vencido nas urnas de forma vergonhosa e sepultar de vez sua "escola" política nesta cidade. Será um prazer derrotá-lo.

Em terceiro lugar, a certeza de que nenhuma dessas movimentações, teatrais e midiáticas, será capaz de barrar a indignação do povo de Cabo Frio com a indignidade que tem recebido de seu prefeito. Pesquisas realizadas na semana do "anúncio" do governante mostram que sua popularidade anda descendo a ladeira. Confirmando, seu quadro de fim é mesmo irreversível.

Mas Alair não possui um defeito: a ingenuidade eleitoral. Ao contrário: impossibilitado de se eleger, fará questão de - e terá poder para - mexer as peças no tabuleiro, inclusive, com sua natimorta candidatura, ajudando a alguns se elegerem e a outros se prejudicarem.

Romper com esse modelo manipulador e teatral parece ser a missão do eleitor consciente em outubro. A sorte está lançada.

Bom dia!

Nenhum comentário: