sábado, 26 de março de 2016

As MIGALHAS de hoje...


#Estreia
A estreia da coluna semanal de Luiz Cláudio Júnior em nosso Blog está pegando fogo. Todos os sábados le nos presenteará com suas reflexões sobre a política local. Seja bem vindo.

#Entrevista
O deputado estadual Janio Mendes concedeu excelente entrevista ao Programa Bom Dia Litoral na manhã de ontem, falando, claro, do quadro político da cidade e reafirmando que a situação do prefeito Alair Corrêa é "irreversível".

#Pesquisa
De fato. Em recente pesquisa, realizada nesta semana em Cabo Frio, o governante estaria bem perto do nada em relação às intenções de voto da população - ruim como nunca esteve. Em compensação, a diferença entre o primeiro e o segundo colocado reduziu-se também como jamais se viu. O quadro anda embolado e a situação sugere o desejo de mudança.

#Cheque
Perguntado sobre o empréstimo, Janio questionou ao ouvinte: depois de tudo que se viu nessa cidade, você daria um cheque em branco a Alair?

#Cheque II
Eu não.

#Posição
Reunidos nesta semana, o PDT nacional e o PMDB do Rio de Janeiro tiraram posições bem diferentes: enquanto a legenda brizolista decidiu pela continuação do apoio ao governo Dilma; a oposição ao impeachment e a defesa da saída de Eduardo Cunha da presidência da Câmara, os peemedebistas fluminenses optaram pelo rompimento com a gestão federal. São 12 votos na reunião do diretório nacional, terça-feira, que, certamente, seguirá a posição do Rio.

#Demissão
Como já havíamos anunciado em primeira mão, a direção do Hospital Municipal Otime Cardoso dos Santos, no Jardim Esperança, e a chefia da Pediatria da unidade pediram demissão. O motivo? Falta de pagamentos e ausência de condições mínimas de trabalho. Não deu certo.

#Vila
Bairros como a Vila do Sol sofrem hoje por causa das chuvas devido a obras de maquiagem, superficiais, realizadas décadas atrás, só para ganhar votos. Faltou manilhamento, esgotamento. Vale à pena fazer a população sofrer assim por tantos anos? Não é melhor uma intervenção séria, mais demoradas, mais perene?

#Vila II
As próximas gestões precisam seriamente pensar em refazer obras desse porte, sob o risco do caos na cidade. É uma decisão corajosa e difícil, mas necessária.

#Encenação
A decisão de suspender a encenação da Paixão de Cristo em Cabo Frio neste ano, nos moldes em que ela tem sido realizada, não foi do governo, mas sim da própria Paróquia Nossa Senhora da Assunção, por entender não ser coerente o investimento no tema diante de problemas como o atraso e os erros nos pagamentos de servidores. Apoiado.

#Nogueira
Amanhã tem tributo a João Nogueira no Bar do Charles, Avenida do Contorno, bairro da Passagem, a partir das 14h, na voz de Max Prates. Imperdível.

#Confusão
Em relação a fatos narrados nas redes sociais, que teriam ocorrido na E.M. São Cristóvão na semana passada, iremos tentar ajudar a esclarecer alguns pontos.

#Confusão II
Segundo funcionários da escola, nomes de pessoas que se encontravam na fila para garantir 23 vagas realmente foram recolhidos no domingo (dia 20) à tarde. A escola não foi aberta, pois não houve necessidade. 

#Confusão III
O objetivo dessa atitude, segundo os funcionários, seria apenas tentar diminuir o sofrimento e a vergonha que nossos pais passam ao tentar uma escola melhor para os seus filhos.

#Confusão III
Após o recolhimento dos nomes no domingo a tarde, teria sido colocado um aviso no portão da escola informando que o número de vagas para a E.M. Márcia Franciscone já havia sido preenchido, restando assim apenas 40 vagas para a E.M. Américo Vespúcio. Os funcionários afirmam que alguém retirou o aviso do portão, ocasionando uma nova fila e toda a confusão.

#Confusão IV
Agora, a E.M. São Cristóvão está sendo ameaçada de sofrer processo administrativo pelo fato.

#Opinião
Nosso Blog é um espaço democrático e aberto para que todos os lados se manifestem sempre. E aí, o que você acha? Cartas para a redação.


2 comentários:

Julio disse...

Se a suspensão da encenação da paixão de cristo foi "iniciativa da própria paróquia e não do governo", melhor assim.

Anônimo disse...

Reportando-me ao Impeachment da Dilma, meu voto para prefeito estará muito condicionado da forma que votará o sr deputado Marquinhos Mendes, se votar contra o impeachment, contra o povo, nao votarei nele, como também, divulgarei nas redes sociais a posição dele.