sábado, 13 de fevereiro de 2016

EDITORIAL – Quem tortura quem?


A tortura tem sido objeto de discussão acadêmica, política e moral por muitas décadas. Nos últimos dias, o tema voltou ao debate, em âmbito local, o que nos sugere dar nossa contribuição humilde, embora firme, sobre o assunto abordado.

Tortura, segundo o Dicionário Michaelis, é um "tormento que se infligia a um acusado para obter dele certas respostas ou denúncias. Angústia, dor, sofrimento, suplício, tormento”. O autor do verbete errou apenas no tempo verbal: a tortura não se infligia na Idade Média ou na Ditadura Militar. Ela se inflige até hoje, de variadas formas.

Tortura é trair e se deixar trair em troca de sabe-se lá o quê. Tortura é ficar sem décimo-terceiro; sem pagamento de férias; com salário atrasado; passando necessidades e humilhações. Tortura é ter que fechar rua com pneu porque se está sem salário. Tortura é tentar vaga no HCE e ver gente idosa esparramada pelo chão, com ventilador na cara, e ouvir isso ser chamado de “internação”. Tortura é ser pai de aluno e não saber o futuro do filho porque o prefeito não cumpre suas obrigações com a Educação, nem dá condição das escolas e dos professores funcionarem. Tortura é atrasar aluguel porque o prefeito que atrasou seu salário mora em cobertura na Praia do Forte, e não acha torturante o trio do Pepinho tocando alto na frente da casa dele. Tortura é não conseguir chegar em casa porque a rua está cheia de buracos. Tortura é ter que lutar com unhas e dentes contra uma tirania instaurada, ainda, por mais 322 dias - esses torturantes dias que faltam para o fim do pior governo da história da nossa cidade.


Bom dia.

2 comentários:

Flávio Ferreira Rayder disse...

Alair Correa...A vergonha de Cabo Frio!
É de ficar enojado com tanta sacanagem que esse mostro anda fazendo com a população dessa cidade. Não sou pau mandado de nenhum adversário político dele! Sou um cidadão que pago os impostos e exijo que o serviço público funcione. Fechar uma UPA, alegando não ter condições financeiras para mandê-la! Mas a Córrego Rico ele paga em dia! Agora vem atacar novamente os professores, chamando de vagabundos e dando uma de vitima? A sorte desse senhor é que as pessoas dessa cidade são pessoas de bem. Cara de pau. Ele vai ver a resposta do povo nas urnas. Cadê a justiça, o MP e a polícia Federal? Intervenção Federal Já! Tem que sair algemado da prefeitura.

Família disse...

Deu muito certo, o que nunca deu certo. Votaram nesse embuste. Agora todos sofrem. Sofrem os funcionários sem salário. Sofrem a população sem o serviço público. Todos sofremos. Mas nem todos escolhemos. Às vezes a democracia é escrota. Alair, estamos contando os dias. Não vamos esquecer.