segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

As MIGALHAS de hoje...


#Assembleia
Os profissionais de educação da rede de Cabo Frio realizarão assembleia hoje na Escola Municipal Edilson Duarte às 18h. Resta saber como a Justiça irá se comportar diante da ausência de proposta para solução do impasse, da parte do governo. O prazo venceu no fim da tarde de sexta.

#Assédio
Diretor de hospital de Cabo Frio ameaçou servidoras concursadas que têm criticado o descaso do governo com a Saúde. Em áudio, ele afirma que colocará duas à disposição e as remanejará para outras unidades por causa de seus posicionamentos. Temos o arquivo em mãos.

#Assédio II
Isso não pode mais acontecer nos nossos tempos. O trabalhador tem o livre direito de ter seus posicionamentos pessoais e tecer críticas a quem quer que seja dentro dos limites legais. Estamos à disposição das servidoras e dos demais que passam por essa situação evidente de assédio moral no ambiente do trabalho.

#Sucesso
Falando nisso, foi um sucesso o evento organizado pela amiga Adriana González sobre assédio moral na OAB semana passada. Ótima palestra e um bom comparecimento para tratar de tema tão importante. Valeu a ideia.

#Mudanças
Com a ida de Marcelo Crivella para o PSB, o xadrez eleitoral para 2016 sofre mudanças na capital e em Cabo Frio. Resta saber como irão se desenvolver as novas jogadas.

#Colados
O vereadores Ricardo Martins e Emanoel Fernandes estavam colados com o prefeito Alair Corrêa na reunião do Riala essa semana. 

#Falando
O deputado Janio Mendes é o entrevistado de hoje no Programa Sidnei Marinho a partir de 9h30min na TV Litoral News, canal 11.

#Falando II
Já o médico Marcelo Paes falará na Rádio Litoral no mesmo horário.

4 comentários:

Marli Gomes disse...

O salario. Que alair esta pagando em prestações,tem que vir juros e correções monetárias, é uma prestação, corrigidas, quando compramos a prazo pagamos juros mensal.

L

Anônimo disse...

Rafael licença premio é um direito do servidor, certo?
Qdo nos é negada a quem devemos recorrer?

Flávio R. disse...

Este diretorzinho de hospital tem que ser denunciado ao MP por assédio moral e abuso de poder. Resta saber se alguém quer fazer isso!

Rafael Peçanha disse...

A licença-prêmio é um direito do servidor. Deve-se abrir processo administrativo no protocolo geral da prefeitura cobrando e esperar 15 dias. Se nada acontecer, basta ir à justiça e abir obrigação de fazer. Qualquer duvida maior, só me mandar um e-mail. Abc!