terça-feira, 5 de janeiro de 2016

CRÔNICAS DA NOSSA TERRA - Com Sérgio Santa Rita.

“ Folguedos de Momo ... “




Arlei era assim complicado desde menino, sempre teve esse problema de ouvir uma coisa e entender outra. É certo que, já naquela época, isso lhe causou alguns desentendimentos e deu-lhe a fama de meio destrambelhado. Não era ainda algo muito grave, dependia das circunstâncias e da importância das situações em que ele se envolvia. Não era assim nada tão incômodo que o impedisse de se relacionar com as outras pessoas. Mas, se a coisa envolvesse alguma paixão pessoal lá dele, aí não tinha jeito, o bicho pegava. E em matéria de samba, Arlei não era nada racional, Arlei era doido-de-dar-em-pedra, Arlei era caso de internação compulsória.

Vai daí que naqueles idos tempos, o aguerrido desfile das Escolas de Samba de Cabo Frio, o desfile acontecia no metro quadrado mais caro do Brasil, mais caro do que o da praia do Leblon. E aí, bicho! a disputa era ferrenha! e aí, vamos e venhamos a coisa pegava e não havia mamão-com-açúcar, do bigode para baixo era tudo canela.

Fazia pouco tempo que, paramentado, investido e empossado no mais alto grau da sua mais alta onipotência, sua Excelência o Cacique Executivo da Vez daquela cidade praiana, havia batido o martelo:

- O desfile das nossas brilhantes agremiações carnavalescas se dará  na Avenida do Samba, por mim idealizada e construída à beira-mar para que os eflúvios marinhos abençoados por Iemanjá façam deste evento um enorme sucesso que ficará conhecido no Mundo Inteiro.

E assim se assucedeu. Arquibancadas dos dois lados, suntuosos camarotes especiais para os membros da Côrte e um lugar de destaque para os jurados. E no júri, tinha de um tudo: sambistas, sambeiros, músicos, artistas plásticos, puxa-sacos, gays assumidos, gays de armário, entendidos, e no meio de todos, um estranho no ninho, um ferrabraz.

E aí deu-se início à função. Aquele incensado 2º Carnaval Mais Portentoso do Estado, ah! , aquele carnaval prometia. As agremiações, regiamente subvencionadas, tinham se esmerado. Carros alegóricos fantásticos, comissões-de-frente incríveis, cada dupla de Mestre Sala e Porta Bandeira de se tirar o chapéu.

Samba-enredo ?!?!?! O prezado leitor está a me questionar sobre Samba-enredo ?!?!?! Por acaso, ó ignaro leitor ! , nunca ouvistes falar de Aranha, Cafú, Felicelso ou Baiano ?!?!  Ah! , ouvistes! Então não me venhas com vãs perguntas, não me apoquentes com tais delongas.

E então desfilaram impávidas, deslumbrantes e fascinantes, Avenida do Samba afora, todas aquelas magníficas agremiações.


Mulatas de largas ancas, com fio-dental de se questionar a existência ou a necessidade, ritmistas afinadíssimos, passistas de alto nível, coisa supimpa de se ver. E o povão delirava e aplaudia eufórico. No camarote principal, Odorico babava na fantasia de Nero. À sua volta adejava a Ala-dos-baba-ovos, consumindo à farta o farto consumé.


Vai daí que veio a apuração. E a briosa agremiação da Praia do Siqueira recebeu três apocalípticos zeros nos quesitos Cronometragem, Alegorias e Adereços. E aí a maionese desandou ...

Revoltadíssimo, Arlei argumentou furioso e ameaçou até que iria recorrer ao STF :

- Zero em quilometragem ?!?!?! Pô !!! A pista não tem nem oitocentos metros. Zero em alegria ?!?!?! A nossa Escola estava muito alegre, adonde que ele viu tristeza ?!?! Zero em endereço ?!?!?! Tá de sacanagem !!! quequéisso minha gente ?!?! todo mundo sabe o endereço da nossa Escola !!!

E arrematou :

- Eu vou matar esse *&%$#@ !!!!!!

Ao saber das ameaças o Ferrabraz irritou-se e jurou de pés juntos que nunca mais largaria mão das labutas da Engenharia para se envolver com o mundo do samba, onde só tem doido.

A LIESCF analisou criteriosamente o impasse criado pelas estapafúrdias notas versus a incomensurável revolta e colocou sub judice aquele resultado. Dias depois a briosa agremiação teve anuladas as tais notas e foi mantida na 1ª Divisão do samba local. O excomungado jurado foi banido ad aeternum da comissão julgadora e terminantemente proibido de participar dos próximos folguedos de Momo.

Arlei, ao saber da notícia ficou muito feliz e pediu ao Presidente da LIESCF que o indicasse para jurado no lugar do cruel Ferrabraz. Diante daquela sinuca-de-bico o sábio Presidente da Liga passou giz no taco, mirou em três tabelas e carambolou a resposta:

— Arlei, meu nobre amigo, nós pensamos em algo muito maior para você. Nós queremos você para candidato a vereador da Liga nas próximas eleições.



Vossa Excelência permite um aparte ????








Cabo Frio, 01 de maio de 2015.

Sergio  Santa  Rita



Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que a música que mais caracteriza o governo Alair é "Apesar de Você" de Chico Buarque.
Fica a dica para as próximas manifestações.

Confiram no link a música: