quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

NOTA DE REPÚDIO

Nosso Blog repudia e lamenta veementemente as covardes agressões sofridas por diretoras e militantes do SEPE durante ato realizado ontem no prédio da Secretaria Municipal de Fazenda. Reafirmamos ser lastimável que, em pleno século XXI, a condição da mulher ainda seja vista por muitos como passível de violência e intimidação, sem que haja o justo reconhecimento de seu papel fundamental na vida e na sociedade humana. Reafirmamos ainda nosso total apoio às ocorrências registradas pelas filiadas na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM-Cabo Frio) durante a tarde de ontem, às quais acompanharemos e fiscalizaremos, a fim de que seja feita justiça, confiando no corpo jurídico que se dedicará ao caso, bem como na Comissão de Direitos Humanos da OAB, que prontamente atendeu nosso chamado, e acompanhará de perto o caso, com seriedade e competência, como sempre fez quando foi convocada em defesa da sociedade civil. Incentivaremos e apoiaremos a manutenção das atividades, atos e manifestações grevistas da categoria, agora ainda com mais força e veemência, diante da truculência e da violência abusiva desferida pelo governo municipal, que, como se já não bastasse violentar o trabalhador com a retirada de seus direitos, agora, utiliza-se de braço ostensivo do Estado, em nível municipal, para atingir os corpos e a integridade física daqueles que se mobilizam contra tais injustiças, ecoando a recente fala do prefeito municipal em rádio local no último dia 10 de dezembro, na qual, com linguagem chula e imprópria a um mandatário, se utilizou de termos violentos para definir sua atuação dali para frente. Não passarão. Não ferirão nossas almas. Não dilapidarão nossos corações. Não enganarão a opinião pública com uma falsa versão, na qual o trabalhador agredido torna-se vilão. Nossa luta está ao lado do povo, e ao governo, resta a solidão indigna que o coloca no mesmo nível deplorável dos agressores machistas que, a cada minuto, salpicam nossas tristes estatísticas brasileiras. A eles, nosso repúdio, e a certeza de que a justiça e a história lhes darão a lição merecida.  

4 comentários:

Anônimo disse...

A festa do mendigão, conhecida em Tamoios que só vai passa fome. Eu vou nessa festa porque o Sargentão do Serviço Geral esta obrigando todos a irem. Alguns profissionais iam vestidos de mendigo e outros de palhaços mais o sargentão proibiu. Ano que vem é ano de eleição o voto é secreto eu vou votar na oposição que não tiver ninguém desse governo. AHAAAAAAAAAAAA chega de opressão, de falta de salários.

Anônimo disse...

Vereador enganador, os profissionais da saúde não precisa de festa sim de direitos, salários, insalubridades, adicional noturno, respeito. Você não tem meu voto, tira esse sargentão ninguém agüenta mais essa coisa no comando. E como todos falam é a festa dos mendigos dos que não tem o que comer. Não tem sentindo essa festa o senhor tinha que ter brigando pelos nossos direitos. Não sou mendigo não vou.

Anônimo disse...

Em Tamoios a festa da saúde mais conhecida como festa do passa fome , eu não vou tenho vergonha na cara e não passo fome.

Anônimo disse...

o prefeito alair vai contratar guardas municipais.ele teria que contratar os gm da reserva de 2009 ou nao?ja que esta na justiça.e como esta o processo na justiça rafael peçanha.ninguem fala nada.