quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Carta ao Prefeito Alair Corrêa.

Cabo Frio, 10 de dezembro de 2015.

Prefeito Alair Corrêa,

Como virou moda em Brasília o envio de cartas nem tão nobres e por aqui, nesta nossa cidade, tornou-se corriqueira a publicação de cartas anônimas de servidores oprimidos relatando suas dores, inclusive, neste Blog, resolvi eu também escrever minha carta ao senhor. Acredito que o assunto já se possa imaginar.

Ontem, dia 9 de dezembro de 2015, vivemos um dia histórico, embora negativo, na cidade de Cabo Frio. Não podemos dizer que foi um dia atípico, porque dias assim, infelizmente, têm se tornado corriqueiros. Pela manhã, servidores públicos municipais ocuparam o prédio da prefeitura em protesto pelo não pagamento de seus salários e pela negação de seus direitos. Os servidores da educação também se manifestaram diante do Ibascaf. Por volta deste horário, o senhor desferiu, mais uma vez, todo seu ódio contra os trabalhadores, xingando-os com as mais variadas ofensas em programa de rádio local. À tarde, chega a notícia da reunião da Secretaria Municipal de Educação com os diretores de escola: pagamento só dia 22 e décimo-terceiro "só Deus sabe", ou melhor, quando sua gestão conseguir um empréstimo (que nem Deus deve saber se sai), informações confirmadas poucos minutos depois por uma Nota deplorável do seu governo nas redes sociais. Estas posturas, prefeito, ferem legislações federais e colocam o senhor, mais uma vez, em completa ilegalidade. Mas o senhor já deve estar acostumado com isso, não é verdade?

Na mesma fala pela manhã, o senhor pediu paciência e confiança. Como acreditar, prefeito? Como confiar? Com escândalos do Lanche do Operário; orlas e shows milionários? Com o escândalo da Córrego Rico? Com o Escândalo do Bucho de Ouro sendo investigado pela Policia Federal? Com tanto dinheiro escoando pelo ralo da corrupção e poucos ganhando muito, com direito a mansões em Angra dos Reis, Miami, Portugal? Se há algo que o senhor não merece, prefeito, é confiança. Não foram poucas as vezes que o senhor prometeu e não cumpriu conosco e com tanta gente dessa cidade. Infelizmente, suas palavras como governante não merecem mais crédito. Nossa paciência chegou ao limite no dia de hoje e o povo não aguenta mais segurar esse grito de revolta na garganta.

Como respeitar, prefeito, se o senhor é o primeiro a desrespeitar seu povo, com pronunciamentos de baixo calão e ofensas mesquinhas? Como respeitar se o senhor não nos respeita, nos enganando, colocando a culpa da crise, cada hora, em um fator: já foram os governos anteriores; o PCCR; a Petrobrás...o senhor não percebe que a culpa está exatamente no senhor? Na sua gestão incompetente e desumana desta cidade? Uma gestão autoritária, lotada de decretos, que esquece da democracia. Como respeitar um governo que deixa o trabalhador atônito, sem sustento, às vésperas do Natal? Onde vamos parar?

Ao que parece, prefeito, o senhor só entende a linguagem da ocupação. Os corajosos estudantes ocuparam o prédio da prefeitura – o senhor voltou atrás e o Ensino Médio está aí, ameaçado, mas vivo. Os valentes servidores da Comsercaf também ocuparam a prefeitura e foram pagos às 16h daquele mesmo dia. Algumas categorias de servidores, como os fiscais, servidores da saúde, mas principalmente a Guarda Municipal, que compareceu em grande número e com coragem avançou na ocupação do prédio, recebeu ontem às 13h da tarde. Será que só assim um dia poderemos obter os direitos da Educação?

E não me venha falar, prefeito, em incitar a violência. O senhor é que anda incitando a violência e os mais dolorosos sentimentos nos corações dos munícipes, quando os deixa na rua da amargura, muitas vezes, sem ter como sustentar seus meios de locomoção; a comida de seus filhos; a própria alimentação. Incitar violência, prefeito, é deixar nossa gente na miséria, enquanto poucos esbanjam, sabe-se lá, com que dinheiro. Quer dizer, nós dois sabemos de onde vem esse dinheiro. Não é mesmo, prefeito? Incitar violência, prefeito, é deixar o pai de família e seus filhos com fome. A miséria gera violência e o desrespeito gera revolta. E não há quem mais promova a miséria e o desrespeito nesta cidade do que o senhor.

Gostaria de encerrar, portanto, prefeito, pedindo licença ao senhor para falar com quem é muito, muito mais importante: o povo da nossa cidade, que o senhor não amou como prometeu no slogan; à qual não deu dignidade como prometeu; e a quem só destruiu em seu quarto centenário. Peço licença ao senhor para me dirigir à população de Cabo Frio, que é sua patroa, e a quem o senhor deve obediência e submissão. Gostaria de conclamá-la a ir às ruas. O Sindicato dos Profissionais de Educação aprovou um calendário de lutas até segunda. Hoje, teremos ato em frente à Câmara Municipal 9h. A Saúde inicia hoje sua greve geral. Mais e mais movimentos de trabalhadores insatisfeitos, certamente pipocarão pela cidade nos próximos dias. Você, que é pai de aluno, una-se a nós nessa luta. Nosso objetivo não é prejudicar a vida escolar do seu filho, mas clamar pelos nossos direitos. O real culpado dessa situação, pai e mãe, é o governo que não cumpre suas obrigações, nem conosco, nem com os senhores, nem com seus filhos. Vamos lutar juntos pelo futuro deles. Vamos lutar, todos juntos, pelo futuro da nossa cidade, pois seu presente é trágico.

Voltando a falar com o senhor, prefeito, lembro que há 27 anos, o senhor mesmo que está aí foi politicamente enterrado em praça pública pelos trabalhadores da cidade. Dizem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar. Está na hora de romper o ditado e decretar, de uma vez por todas, o sepultamento político desta sua sombria, triste, suspeita e decrépita gestão: o pior governo da história da nossa cidade.

Sem mais,

Rafael Peçanha 

5 comentários:

Anônimo disse...

será que a prefeitura passou no item transparência das contas públicas?
O governo Alair publicou que as contas foram aprovadas pelo TCU. Impossível acreditar.
Fica a sugestão de recolhermos assinaturas de apoio as 10 medidas contra a corrupção do Portal de Combate à Corrupção:
"Agora, a sociedade é chamada a apoiar e defender as medidas, conclamando o Congresso para que promova as alterações estruturais e sistêmicas necessárias para prevenir e reprimir a corrupção de modo adequado. Mesmo que algum parlamentar proponha as medidas, as assinaturas são importantes como manifestação de apoio à aprovação no Congresso. Essa iniciativa não tem qualquer vinculação partidária."

Anônimo disse...

VAMOS CRIAR UM OBSERVAT´RIO CONATRA A CORRUPÇÃO EM CABO FRIO!
VEJA NO SITE: http://osbrasil.org.br/constitua-um-os/

Anônimo disse...

Infelizmente, ainda há nesta cidade, pessoas com neurônios (pois é físico!) porém desprovidas de sinapses, pois ainda defendem esse ser que desde que me entendo por gente (1997!) quis destruir de todas as maneiras a educação. Sabemos que se a educação é estruturante, ele consegue então destruir uma cidade inteira! Mas vejam, me revolto com a postura desse ser, porém me revolto mais ainda com a postura de seres que o defendem - não percebem que isso fere o intelecto! Ou somente o status para VOCÊS - e o dinheiro - é que faz a diferença... Pois é precisam ler mais livros...

Anônimo disse...

Muito sua sua carta. Faltou só a menção ao Riala, onde o Prefeito despejou todo o royalte no início de seu mandato.

Anônimo disse...

Prof Rafael estou achando que os que estão benefício não vão receber.Estou sem um tostão ,não tenho nem p pagar a luz .Penso que vou passar o Natal sem energia. Por favor , faça alguma coisa por nós. Obrigatória