quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

AUSENTES: sessão que analisaria proposta de uso do Fundo Previdenciário do Ibascaf não é realizada por falta de quórum na Câmara.

A Sessão da Câmara Municipal de Cabo Frio de ontem acabou não acontecendo por falta de quórum. Apenas 6 dos 17 vereadores subiram ao Plenário. Na pauta, constava o famigerado e criminoso projeto de lei 182/2015, que repetia o projeto de lei 169/2015 e almejava utilizar o Fundo Previdenciário capitalizado do Ibascaf para pagamento de dívidas. Os dois projetos foram enviados ao Legislativo pelo prefeito. O papo dos corredores da Câmara é que Alair já havia negociado e obtido maioria na Casa para aprovar a medida, mas que o placar havia ficado apertado demais minutos antes da sessão, o que levou à "retirada estratégica" do Plenário. Pela manhã, havia 7 vereadores fechados em favor da medida, 5 contra e 5 em dúvida. Como já dito,um passarinho me contou que os favoráveis tiveram 100mil motivos para encarar essa empreiteira, digo, essa empreitada. Os dois projetos configuram crime previdenciário e os parlamentares que votarem favoravelmente a eles podem ser arrolados criminalmente como cúmplices. Além disso, o projeto 182 fere o Regimento Interno da Casa, o que pode gerar, inclusive a perda de mandato do Edil que vote em favor do mesmo. Acreditamos que a pressão das redes sociais e a mobilização dos servidores, que compareceram em peso ao local, mobilizados desde 7h30min, foi fundamental para a derrota de mais uma articulação governista contra o trabalhador. Parabéns a todos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Eu acho que não é apenas 100 mil motivos, mas um pouco mais!