sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Após ameaça de ocupação, governo faz proposta para prejudicar contratados, Profissionais da Educação não aceitam, e greve continua.

Após ato em frente à Câmara Municipal, os profissionais da educação de Cabo Frio, em greve, seguiram em direção ao prédio da prefeitura com o objetivo de ocupá-lo até que todos os salários da categoria fossem pagos. Houve tumulto. As portas foram trancadas e a Guarda Municipal convocada para impedir a ocupação. Ao final da tarde, o vice-prefeito Silas Bento e sua esposa abriram as portas da prefeitura e receberam os grevistas no auditório, quando foi apresentada pelo governo a proposta de pagamentos dos concursados na terça-feira e dos contratados quando possível. A categoria NEGOU a proposta - somos todos um só, e todos devem ter seus direitos respeitados igualmente. Assim, o prefeito manteve a previsão de pagamento de toda a Educação para o dia 22, "sem previsão" para o décimo-terceiro. COMENTÁRIO: gostaria de saber por que o prefeito não paga logo se tem cerca de 9milhões de reais de repasse do Fundeb em conta e a folha da Educação gira na casa dos 10 milhões. Não tem desculpa-Macaé pagou seus professosres antes da data padrão e sofre a crise do país e do petróleo. O prefeito não paga porque não gosta de professor nem de educação. Some-se a isso a sórdida tentativa de dividir a categoria, prejudicando os contratados. Deu errado: estamos mais unidos do que nunca, e a dor de um será a luta de todos. Hoje tem novo ato, às 9h, em frente à prefeitura. Não vamos parar e a cada dia seremos maiores. A greve continua. E adivinha de quem é a culpa?

Um comentário:

Anônimo disse...

Brincadeiras a parte, sem nenhuma demagogia, o atual prefeito de Cabo Frio e toda sua turma desqualificada e despreparado para função administrativa pública, conseguiram destruir com a cidade, não vou aqui enumerar as lambanças que fizeram e fazem, pois em quase todos jornais e Blogs são cada vez mais noticiados e denunciados e com comprovação jurídica em todas elas. A má vontade com os Nobres Professores é manjada, eles querem o caos total na cidade, editar uma medida de estado de emergência, assim sendo, acham eles dessa maneira o tal empréstimo será liberado, deixando de lado as pendências fiscais. Ledo engano, o tal empréstimo e para caixa, para futura eleição municipal. Câmara de vereadores, calada, vendida e comprometida até o talo com o pior prefeito do Brasil.