quarta-feira, 11 de novembro de 2015

As MIGALHAS de hoje – EDIÇÃO ESPECIAL – O dia em que Cabo Frio parou.


#Espontâneo
Em várias escolas municipais e setores do serviço público municipal, ontem, servidores sem pagamento ou com pagamento atrasado, ou ainda, com descontos ilegais em seus vencimentos, paralisaram suas atividades e cruzaram os braços em protesto.

#Espontâneo II
O ato aconteceu de forma espontânea, sem lideranças e sem convocação prévia ou articulação, simplesmente motivado pelos abusos do governo em relação ao trabalhador.

#Contratados
Professores contratados, mais uma vez, não receberam seus salários, tendo os concursados recebido um dia antes. Muitos deles se negaram a entrar em sala. Diversas escolas pararam parcial ou totalmente.

#Saúde
Na Saúde, muita gente não recebeu gratificações às quais tinha direito, assim como o povo da Fiscalização de Posturas.

#Lixo
A maior revolta, entretanto, estava nos trabalhadores da coleta de lixo, que nada haviam recebido até ontem, tanto concursados quanto contratados. Houve ato em frente ao prédio da prefeitura pela manhã e confronto, após, segundo se soube, um “tradicional” defensor do Prefeito ter empurrado um coletor. Ocorreu invasão do prédio da prefeitura. Sacos de lixo foram jogados no local em protesto.



#Lixo II
Horas depois, o compromisso de efetuar o pagamento até a tarde de ontem. Pagou?

#Nota
Em comunicado oficial, o prefeito disse que o que ocorreu foi vandalismo. Podem até ter ocorrido excessos. Mas vandalismo, prefeito, é deixar pais de família meses sem ter comida para dar a seus filhos e permitir que o lixo se espalhe por todo o canto da cidade, tornando as moscas, mosquitos e urubus, nossos animais de estimação. Isso sim é vandalismo.

#Assembleia
Diante da situação, o SEPE, que havia convocado paralisação e assembleia geral para o dia 17, resolveu convocar uma Assembleia extraordinária HOJE, 1h8n, na Escola Municipal Edilson Duarte. A assembleia tem indicativo de greve.

#Decisão
Sábia a decisão da diretoria, afinal, espontaneamente, muita gente já está combinando de novo – especialmente os contratados – de irem vestidos de preto no dia de hoje ou cruzarem os braços, recusando-se a entrarem em sala, em várias escolas.

#Retaliação
Estaremos atentos a diretores e gestores da Secretaria Municipal de Educação no que se refere  retaliações a contratados e concursados no que se refere a estas justas e honrosas atitudes de protesto. Se houver vingança política, haverá reação.

#Catarse
O que mais se observou ontem foi uma verdadeira catarse coletiva. Muitos contratados choravam, literalmente, suas difíceis situações financeiras, com contas atrasadas e a humilhação imposta pelo governo. Muitos eram amparados. Não tem mais jeito: o povo explodiu de revolta contra um governo tirano.

#Reunião
À tarde, numa reunião de emergência convocada pela Secretaria de Educação com Diretores, nenhuma novidade boa – pagamento mesmo só até 24, que é quase o mesmo que não dar previsão.

#Pedalada
Quem disse que só tem  pedalada em Brasília? Ao pagar o contratado somente no final do mês, o prefeito está ganhando um mês de salário do trabalhador. Ao pagar o que deveria ser pago dia 30, só no dia 24 do outro mês, o objetivo é “economizar” uma folha mensal quase inteira. Para onde vai esse dinheiro?

#Pedalada II
Recurso semelhante já havia sido utilizado ao “demitir” milhares de comissionados e readmiti-los 15 ou 20 dias depois. Nenhuma economia, mas retenção de grana. Foi para onde?

3 comentários:

Anônimo disse...

Boa tarde, professor! Gostaria de saber como devo proceder: MP ou Sindicato? Dos meus proventos, é descontado o valor da prestação do meu empréstimo - Banco do Brasil, como a Prefeitura até o momento 11/11/15, não repassou ao Banco do Brasil, o valor que me foi descontado, o banco descontou no dia 09/11/2015, a referida prestação de minha conta corrente. Está me fazendo falta esse numerário. Devo aguardar até quando, para tomar uma atitude? O BBrasil, disse-me que é para eu levar o contracheque de outubro/2015, para confirmar o desconto, acontece que o contracheque de OUTUBRO/2015, não está disponível na internet. Nos oriente. Grata

Anônimo disse...

Ele vai a imprensa demite, logo depois contrata, só faz marketing, extingui subprefeituras na realidade só muda o nome. aquém ele acha que engana.

Rafael Peçanha disse...

Caro amigo, o ideal é vc protocolar ofício apresentando sua situação ao Banco; ao sindicato; e ao Protocolo Geral da Prefeitura. Aguarde um prazo, entre 15 e 30 dias. Não havendo solução, é ingressar na justiça comum. Se precisar, mande um e-mail: rafaelpecanha@gmail.com. Um abc e obrigado pela confiança!