domingo, 27 de setembro de 2015

"Em crise", prefeitura de Cabo Frio paga 27 milhões de reais a empresa ligada a família do Espírito Santo para locação de equipamentos.


Declarando-se em completa crise financeira, devendo milhões a prestadores de serviços, concessionárias, permissionárias e a servidores municipais, o prefeito de Cabo Frio pagou 27 milhões de reais à empresa Córrego Rico Transporte e Construção LTDA. para o aluguel de equipamentos. São 2,25 milhões de reais mensais, sabe-se lá para o aluguel de qual tipo de equipamento, já que a publicação não é clara.

A publicação saiu ontem, no Jornal Noticiário dos Lagos.

A Córrego Rico (nome sugestivo não?) é uma empresa localizada em Campo Redondo, na pedreira que fica atrás do Posto Elefantinho. Basta entrar na primeira rua à direita do posto e ir reto até o final para conhecer o local, dotado de prédios sombrios e inacessíveis, bem como uma casa de madeira com o nome de um político muito especial talhado na parede.

A Córrego Rico, que possui cerca de 25 processos trabalhistas, foi fundada em 2005. Em 2013, ano no qual o prefeito Alair Corrêa assumiu seu mandato na cidade, ocorreu a cessão total de direitos da Córrego Rico ao senhor José Luiz Medeiros, conforme comprova a imagem abaixo, referente à página 102 da Seção 1 do Diário Oficial da União de 9 de maio de 2013:



Hoje sabe-se que o comando geral da empresa pertence a um cidadão ligado a uma família do Espírito Santo, muito conhecida por todos nós de Cabo Frio.

Por que será que o prefeito deixa de pagar os contratados da Assistência Social; a recarga do vale-transporte; pensionistas; servidores em auxílio-doença; médicos; prestadores de serviço; concessionárias; permissionárias; deixa rombo de 4,4 milhões no Ibascaf; mas paga a Córrego Rico com quantia tão volumosa e imponente?

Fica a dúvida. Mas, para relaxar, vamos cantar uma bela canção:

Seu Zé
A mulher do vizinho
Sustenta aquele vagabundo
Veneno é com meu cavaquinho
Pois se eu estou com ele
Encaro todo mundo

(Kid Cavaquinho, João Bosco)


6 comentários:

Anônimo disse...

Com todo essa lama, dinheiro desviado, postos e hospitais sem remédios, leitos,funcionários sem pagamentos; aguardamos com ansiedade e a certeza de dias melhores que virão e será dito nas urnas pela população.
Nada melhor que cantar uma canção: Vai Passar, ( Chico Buarque e Francis Hime)

Num tempo página infeliz da nossa história
Passagem desbotada na memória das nossa novas gerações
Dormi a . A nossa Pátria mãe tão distraída
Sem perceber era subtraída em tenebrosas transações.

Anônimo disse...

Olá e verdade que o governo de Alais tá pegando o dinheiro dos empréstimos e os bancos estão retirando duas vezes do servidor?? poderia surgir um assunto sobre nós faces e no blog? Obrigado

Anônimo disse...

Enquanto isso funcionários da posturas ficam com falta no ponto por não terem dinheiro da passagem pois o vale transporte não carrega a mais d mês.

Anônimo disse...

Enquanto o povo ficar quieto , ele tem mais um ano para fazer as suas famílias bilherdarias .

Anônimo disse...

É mto dinheiro. A crise é só para alguns. Enquanto isso os amigos do rei são privilegiados.

Anônimo disse...

Pois é a prefeitura gasta milhões com aluguel de carros e corta o extra dos técnicos de enfermagem e enfermeiros deixando as emergências dos hospitais um caos!!! Aqui no Hospital do Jardim Esperança... Com o extra dos contratados já era desfalcado os plantões imagina agora com os buracos pela falta de mais funcionários... Cabo Frio é gerida por loucos sem compromisso com o povo e com o seu funcionalismo e o lunático e maior ladrão é esse sujeito q se diz prefeito... Pois na verdade ele é um ladrão descarado!!!!!