ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

sábado, 11 de julho de 2015

EDITORIAL - Fome de dignidade.


Faltando 15 meses para as eleições municipais, vemos o governo anunciando um programa de doação de cestas básicas às famílias da periferia de Cabo Frio. Embora, legalmente, ainda não seja evidente um crime ou um desrespeito à legislação, fica claro que a atitude aparenta uma intenção eleitoreira e politiqueira sem precedentes.

A doação de gêneros pode sim ser parte de um programa social - se ele fosse mais amplo, inclusivo, disposto a reeducar ou reorganizar a vida empregatícia, estrutural e financeira do morador da periferia. Mas como ação pontual, meses antes do prefeito tentar a reeleição, fica a apenas a indignação de quem foi desrespeitado, destratado e esquecido, enquanto periferia, por este mesmo governo, que agora busca saldar sua dívida e ampliar seu capital de votos com um show de pão sem circo.

Foram 2 anos e meio de total ostracismo em relação à periferia de Cabo Frio. Saneamento inexistente; postos sem remédios; hospitais com filas; escolas e creches sem vagas; arroxo ao pequeno comerciante; ausência de incremente no turismo. Deve o morador, portanto, perguntar-se a si mesmo: cada quilo de alimento vale o seu esquecimento?

A caridade é a mãe de todas as virtudes. Alimentar quem tem fome e dar comida a quem não tem é um gesto digno de amor e deveria ser uma obrigação de todo político, um mantra do poder público, merecedor de todos os aplausos. Não é isso que se questiona. O que se questiona, exatamente, é a possibilidade deste lindo gesto; deste puro sentimento; desta dolorosa necessidade de sobrevivência do povo mais sofrido da nossa terra estarem sendo usados, eleitoralmente, politiqueiramente, em favor de uma gestão perseguidora, opressora, desrespeitosa e obscura. Isso, nós e toda Cabo Frio jamais aceitaremos.

Bom dia!

6 comentários:

Anônimo disse...

Engraçado! O governo faz algo que com certeza trouxe alegria a muitas familias carente do bairro Tangará e vem um professor fazer criticas duras como si isso fosse um grande absurdo. Rafael politicagem ou não o que importa é que familias foram ajudadas ... Não use seu ódio para denegrir a imagem do povo. QUEREMOS MAIS ATITUDES QUE VENHA AJUDAR OS MAIS NECESSITADOS..... VOCÊ CRITICA CADA AÇÃO DO GOVERNO.

Agrocha disse...

É POR CAUSA DE GENTE QUE PENSA VPMO O ANONIMO DE 11 DE JULHO ÀS 10:28H, QUE NÃO APENAS CABO FRIO, MAS O BRASIL ENCONTRA-SE DESSE JEITO, UM VERDADEIRO CAOS!

MENTE PEQUENA, PENSAMENTOS TACANHOS!

Anônimo disse...

Anônimo, uma pergunta: porque só agora esta iniciativa; este povo carente está lá no Tangará desde o início do governo, ou seja, desde janeiro/2013, interessante...né? Será que por medo deles esquecerem em outubro/2016, que só agora aconteceu?

Anônimo disse...

Isso não ocorre apenas em Cabo Frio, é em todo o país, e essencialmente em pequenos municípios (e CF nem é pequena, mas dotada de áreas carentes mil)!

Não apenas por uma cesta básica, não sejamos inocentes... Cimento, tijolo, 50 Reais... E não, ninguém aqui ou em qualquer lugar do PLANETA, acredito, quer que os menos necessitados tenham acesso às melhorias. Todos queremos vidas melhores a todos!

Mas...

Ações pré eleições sim podem ser vistas como demagogas e eleitoreiras! Um governante tem x anos para fazer ações sociais, não o faz, mas faltando 3 minutos do segundo tempo começam? O que parece?

Estamos em crise? Claro, mas porque não tentarmos oferecer mais vagas de emprego? Puxar empresas aos municípios?

Gestão, equipes bem formadas com pessoas competentes, associações unidas...

E falando deste governo municipal, não só este!!! Claro que falo por "saber de outros" e não por provas concretas, (nenhum agraciado testemunharia), mas muitos candidatos, em período eleitoral, surge com um "cala a boca" para o povo em troca de voto! Um voto de cabresto melhorado (piorado?)! E não falo de práticas ilegais como tijolos ou 50 reais/voto por baixo "dos panos"! Falo sim, de passagens a R$ 1 ou R$ 0,50, bolsas cidadão de R$ 100, assistencialismo eleitoral "escondido" sob forma de programas sociais! Programas sociais não é dar dinheiro ou vantagens. Pode ser um primeiro passo, para "tirar do sufoco", mas não para a vida toda!

E sabe o que poderia parar também? Essas ridículas perseguições devido às afiliações partidárias! Ah, você é um coxinha, rissole, pão com ovo, tanto faz! Não deixemos que a politicagem nos tire o senso de humanidade! Se X fez algo bacana, vamos aplaudir! Se y teve a iniciativa, vamos aplaudir! Mas, mais uma vez, muitas vezes a politicagem fala mais alto que os ensejos do povo, da população que os elege. Uma pena!

Acho bacana que cestas básicas sejam dadas, mas qual intuito? Matar a fome ou matar os votos do adversário político? Pensemos...

Mas e quem pensa e tem acesso a TODO e qualquer tipo de informação hoje em dia? E porque?

Nossos problemas- de Brasil e não apenas de CF, estão tão enraizados que é difícil visualizar melhoras, infelizmente!

Anônimo disse...

Quantas vezes alair foi prefeito? O que mudou? A cidade não esta em crise? O pq das cestas so estarem sendo distribuídas agora? acorda povo.... Isso so vai durar ate as eleições, depois piora novamente!!!

suzam Irene disse...

Isso é mais uma armação desse prefeito doido mas será que ainda ha quem acredite na bondade desse homem que acaba um pouquinho mas a cada dia com a nossa cidade