domingo, 14 de junho de 2015

Ex-médicos do Hospital Otime Cardoso dos Santos denunciam caos na saúde e respondem prefeito.


O prefeito Alair Corrêa, mais uma vez, colocou a culpa do caos da saúde no servidor. Foi o caso das filas nos hospitais, cujo fim foi anunciado com pompa e circunstância nesta semana – mas pela segunda vez, já que elas já teria sido “exterminadas” pelo mesmo governo em janeiro de 2013.

Mas os médicos não se deram por rogados e denunciaram ao site do jornalista Alessandro Teixeira suas versões dos fatos. Para ler, basta clicar no link do site em nossa barra lateral, ou clicar AQUI.

O fato é que mantém na Saúde contratos precários com os médicos, e os salários, anunciados como um dos maiores, passando por volta de 9.500 reais, na verdade, são somas de gratificações em cima de um salário pequeno, sem nenhuma garantia ao profissional, diferente do que ocorre, por exemplo, em Búzios, Rio da Ostras e Macaé

Em Búzios, o atendimento é informatizado, inclusive na mesa do médico, com computadores e com tempo de espera pelo resultado de sangue inferior a 40 minutos, incluindo sorologia para dengue. Até foto é tirada do paciente quando o mesmo está fazendo a ficha, que é computadorizada. O sistema tem ainda transparência, com os nomes dos médicos que estão de plantão, assim como a especialidade, disponíveis para consulta da população.

Ou seja, até as prefeituras impopulares têm a saúde melhor do que a de Cabo Frio. Para refletir.

Nenhum comentário: