ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

sábado, 20 de junho de 2015

Associação de Fiscais de Cabo Frio (AFM) produz o melhor trabalho sobre as finanças de Cabo Frio nos últimos tempos e desmascara a falsa crise da Prefeitura: temos mais de 172 milhões de reais em sobras orçamentárias.

Trata-se do melhor e mais completo material sobre as finanças de Cabo Frio que eu já vi nos últimos tempos. Texto conciso, objetivo e direto. Não há mais o que discutir: a crise de Cabo Frio é o governo Alair Corrêa e seus mistérios. Parabéns à Afm Cabo Frio pelo excelente trabalho de esclarecimento.

Para assistir ao vídeo que explica a situação financeira da cidade, e que já comta com mais de 6.500 visualizações, clique AQUI


.1 - A folha de pagamento de Cabo Frio subiu de 40% para 53% no último quadrimestre de 2013 (setembro  dezembro), apesar de ter ocorrido aumento da arrecadação. Como não houve concurso público nem reajuste, e como PCCR já sendo pago desde janeiro, a justificativa do salto foi a imensa quantidade de contratação de funcionários comissionados por indicação política.

2 - Hoje, Cabo Frio possui cerca de 7 mil funcionários concursados, com cerca de 8 mil contratados, totalizando 15 mil funcionários públicos na cidade.

3 - 15 mil funcionários para uma população de 200 mil habitantes totaliza uma média de 75 funcionários para cada mil habitantes, enquanto a média nacional para cidades do nosso porte (100 a 500 mil habitantes) é de 24 funcionários a cada mil habitantes. Logo, Cabo Frio tem uma máquina administrativa inchadíssima, com o triplo do que é gasto pelo Brasil com funcionalismo. Por isso estamos no limite da folha de pagamento - temos 3 vezes mais funcionários do que o resto das cidades do Brasil com o mesmo tamanho.

3 - O superávit das receitas municipais no final do ano de 2013 foi de quase 72 milhões de reais, de acordo com o TCE-RJ. Esse foi o valor que sobrou nos cofres da prefeitura neste período.

4 - Em 2014 ainda não há documentação do TCE, pois a prefeitura não entregou ao órgão o parecer do último bimestre. Mas já há um resultado parcial (calculado até outubro): a previsão de arrecadação era de 814 milhões e o arrecadado foi de 914 milhões, 100 milhões a mais, que, unidos aos quase 72 de 2013 totaliza mais de 172 milhões reais de sobra entre 2013 e o final de 2014, disponíveis para gasto no ano de 2015. PARA ONDE FOI ESSE DINHEIRO?

5 - Se juntarmos todos os repasses de royalties de 2015, Cabo Frio recebeu apenas 69 milhões de reais, quando deveria ter recebido 145 milhões - um déficit de 76 milhões.

6 - ENTRETANTO, essa perda de 76 milhões seria FACILMENTE COMPENSADA COM OS MAIS DE 172 MILHÕES DE REAIS QUE SOBRARAM DOS ANOS 2013 E 2014, e ainda sobrariam 96 milhões, que daria para pagar quase à vista o primeiro empréstimo contraído junto ao Banco do Brasil, no início do governo, na ordem de 100 milhões de reais, ou para realizar qualquer outro tipo de ajuste financeiro, programas sociais e obras.

ONDE ESTÁ ESSE DINHEIRO?




3 comentários:

Anônimo disse...

Rafael, boa tarde.
Não seria bom mandar o referido estudo à Câmara do silêncio? Não seria viável, mandar também para Secretaria de Fazenda? Não seria também aconselhável, se mandar para o TCE/RJ e MPE? Não seria de bom gosto, após 1 estudo sério, somente o aproveitamento de técnicos profissionais de Educação, Contratados? Não poderíamos "desinchar" à Folha de Pgtº? Por último: aquele slogan: "É Lei. É para todos". Os nossos administradores públicos, querem levar à sério esta questão ?

josé renato disse...

Rafael, agradeço elogios, que sei que vem de uma pessoa séria e que não repassa informações sem sua comprovação e análise. Nós da diretoria da AFM encaramos com muita seriedade, também, a responsabilidade que assumimos frente a essa associação, que representa uma classe de servidores e gastamos muitas horas na busca e análise dos documentos que deram base à esse vídeo. Sendo assim, é reconfortante pra nós o reconhecimento dessa iniciativa através, não só das visualizações e compartilhamentos que aconteceram, mas também do destaque e elogios que recebemos em seu blog. Em nome da diretoria da AFM e da classe dos fiscais, obrigado pela confiança.

Flávio Ferreira disse...

Parabéns ao funcionário público concursado e cidadão de bem, Sr. José Renato que, em tão poucos anos de luta a favor dos servidores de Cabo Frio, vem trabalhando muito para mostrar à população dessa cidade que a prefeitura não está falida, como insiste em anunciar o Sr. prefeito. COMPARP já!