quinta-feira, 21 de maio de 2015

EDITORIAL – Farinha do mesmo saco.




Alguns vereadores de Cabo Frio agora resolveram “mudar”. Uns decidiram  bradar bravatas com pedidos e medidas demagógicas, nas quais se tenta apontar o calcanhar da Saúde de Cabo Frio (o que é muito justo), mas esquecendo seu próprio calcanhar, lotado de ganhos e contratos suspeitos com o poder público; outros, impedidos de votar em favor dessa medida por seus negócios com a prefeitura, acusam os proponentes de politicagem. Apesar das tresloucadas tentativas de recuperar a imagem pública que perderam durante todo esse tempo de ostraciscmo, o fato é que uma coisa todos eles têm em comum – são farinhas do mesmo saco.

Todos os presentes votaram, por unanimidade, a favor da mudança na Lei Orgânica que permitiu a reeleição do filho do prefeito para a presidência da Casa (clique aqui e relembre). Todos os presentes votaram, por unanimidade (a redundância se faz necessária) no aumento absurdo da taxa de vistoria dos táxis, que subiu 2.400% de uma hora para a outra – de R$ 14,50 para R$ 400,00 (clique aqui e relembre). Todos os vereadores votaram, por unanimidade, no projeto que privatiza a cobrança de IPTU, repassando os ganhos ao IBASCAF, para que fossem transformados em títulos da dívida pública (clique aqui e relembre).

O vereador Adriano não votou a favor da CPI da Saúde; não votou contra a redução de orçamento da Saúde e da Educação para 2014; não votou contra a reeleição do filho do prefeito para a presidência da Câmara. Celso Campista não votou contra a redução dos orçamentos da Saúde e da Educação para 2014, nem contra a reeleição do filho do prefeito. Aquiles não votou contra a reeleição do filho do prefeito, nem contra o aumento da taxa de vistoria dos táxis; nem contra a privatização da cobrança do IPTU, projetos estes todos que beneficiam o governo e oneram a já combalida população. Na hora de escolher entre o prefeito e o povo, fica claro, optaram pelo prefeito.


Assim, fica evidente que tais vereadores possuem, de um jeito ou de outro, suas relação de dependência e submissão ao Poder Executivo – e essa relação, certamente, não se dá por amor, admiração ou apego a causa alguma, até porque o atual governo é incompetente e impopular demais para receber o apreço gratuito de alguém. Nesse sentido, por suas posturas e atitudes, e não só por causa da minha opinião, são todos farinha do mesmo saco.

8 comentários:

Anônimo disse...

Não devemos nos esquecer, farinha essa onde a base é o povo que lá os colocaram por meio dos votos. A pergunta: Eles, os vereadores, são o reflexo do povo ou o povo é que é o reflexo dos vereadores? Não se iludam tudo isso que está acontecendo e que muito provavelmente vai continuar acontecendo, não só é com a anuência do povo, como não conseguem se livrar dessa dependência insana dos políticos!!!

Anônimo disse...

Nenhum deles merece o respeito do povo e espero que a justiça seja feita e nenhum consiga se reeleger!

suzam Irene disse...

Sim sim todos farinha do mesmo saco esses todos mudaram de idéia porque com certeza estão fazendo parte do arumadinho de faz de conta aonde pensam que estão enganando a população um bando que se juntar todas não sobra nada do que se aproveitar nossa que vergonha obs essa é a cidade crescendo para o cidadão não é mesmo

Anônimo disse...

A câmara de vereadores é a extensão dos desmandos do prefeito, Cabo Frio é uma cidade que vive um retrocesso nunca visto, será que podemos chamar a câmara de servos do povo, claro que não, é a pior câmara nos últimos 100 anos.

Anônimo disse...

Mas o que temos visto nos últimos anos – uma malversação da coisa publica. Prefeito, sem sequer sabermos da existência ou utilidade do vice, passarem sobre todas as leis, todos os princípios legais e de respeito aos cidadãos, para contemplarem seus egos, suas famílias ou seus amigos. E temos visto uma câmara de vereadores servil, sem foco, apenas apoiando e balançando a cabeça, num sim consternado sobre quaisquer asneiras, assalto, maluquice perpetrado pelo executivo.

Anônimo disse...

Nós repudiamos a atitude da Câmara não é de hoje. Infelizmente o Legislativo hoje é uma extensão do Executivo Municipal e deixa de exercer o seu fundamental papel em defesa da sociedade. Os projetos hoje são aprovados de goela abaixo. A Mesa Diretora faz apenas o papel exigido pelo Executivo. Mas a faxina o povo vai fazer em 2016.

Agrocha disse...

Concordo plenamente!
Apesar de triste, essa é a mais pura verdade.

Anônimo disse...

Se eles estão lá, é pelo voto do povo! Simples assim!

Povo este que aceita portaria em troca do voto, contrato em troca de voto, tijolos em troca de voto, cimento em troca de voto, 50 reais em troca de voto, cesta básica em troca de voto, ilusões em troca de voto,...,...

Sinceramente? Quem dá voto por favores ofertados não está "nem aí" para o município! Todos só olharam seus lindos umbigos! E agora, só agora, se revoltam? E será que votarão conscientes na próxima? NÃAAAO, porque serão mais tijolos, mais cinquentinha, mais cesta básica :(

Nem sei, MESMO, se fico consternado pelos que foram enganados! Fizeram porque quiseram, votaram porque quiseram.

Muitos votaram em troca de benefícios. Muitos porque ingenuamente acreditaram no "cara", mas muitos, muitos mesmo, por ganância e "olhos gordos" nos carguinhos e migalhas ofertadas!

Aí agora foram deixados de lado... Ué, não ia dar certo? Não eram fieis seguidores? Mas eram seguidores pelos benefícios ou pelos projetos? Balela, todos- ou quase- pelos benefícios. Bobos e tolos e oportunistas, também. Nem todos são vítimas.

Mais uma vez, não sei se fico consternado, muitos chegaram arrogantes, pessoas desqualificadas profissionalmente em seus ofícios, mas querendo pisar em todos (concursados).

E digníssimo supremo? Também está lá porque votaram nele!
Estou quase revoltosamente (existe essa palavra?) achando que pessoas merecem aquilo que escolhem. Uma pena que àqueles que não sucumbem às esmolas e que pensam, sofrem também!

Mas ainda não consigo ficar com "pena", pois continuam arrogantes-nem todos-, mas sim, grande parte puxa saco do cidadão digníssimo! E você não faz ideia a que ponto é de enojar!