terça-feira, 5 de maio de 2015

EDITORIAL – A culpa é de quem?




O atual governo tem investido seriamente na culpabilização de uma série de personagens da vida da cidade, a fim de justificar (ou ao menos tentar justificar) sua própria incompetência.

Se no primeiro ano o governo passado foi apresentado como culpado, no segundo ano, a culpa foi do PCCR, ao ponto de um partido ligado ao governo abrir um questionamento constitucional contra o Plano, sendo derrotado pela justiça.

Mas a culpabilização do funcionalismo não pára por aí.

Ao tentar justificar o absurdo inchaço da máquina administrativa, o governo apresenta e reafirma, pela fala repetida do prefeito, a presença de funcionários que não trabalham, a receberem pelo poder público. Na tentativa de colocar no funcionário a responsabilidade dos gastos desordenados do governo, o mesmo dá um tiro em seu próprio pé, assumindo que mantém em seus quadros servidores que não se apresentam a seus locais de trabalho.

No fatídico fim do Programa Cartão da Dignidade – fim sim, porque no segundo ano as novas emissões foram suspensas e no terceiro ano o preço aumentou 200% - o governo tentou reverter a culpa para a empresa de ônibus que presta o serviço na cidade. Na coletiva do dia 31 de março, o prefeito pronunciou-se como se tivesse sido o intermediador entre a sociedade e o empresário, em favor daquela. Não. O culpado exclusivo pela confusão financeira do governo, que implementa uma política pública de forma irresponsável, sem pensar nos gastos a médio prazo, é o próprio gestor do município.

Não foi, entretanto, a primeira vez que o governo tentou desviar para a iniciativa privada a culpa de sua própria incompetência. Ao suspender a emissão de novos Cartões da Dignidade, certamente, por falta de organização financeira, o governante culpabilizou o empregador municipal, que teria passado a exigir dos funcionários a apresentação do referido instrumento de subsídio como condição para a contratação, em busca da redução de gastos com a passagem dos trabalhadores. Uma saída esfarrapada e risível, mais uma vez, para a falta de tato na gestão da coisa pública.

Mas não é apenas o setor empresarial que serve de joguete nas mãos do atual governo como escudo protetor às suas próprias confusões. O petróleo, que realmente entrou em breve crise, foi usado como saída e justificativa para uma retenção financeira muito maior do que a que realmente se abateu sobre as contas municipais. O repasse de cerca de menos 10 milhões de reais no mês de março poderiam ter sido muito bem repostos pelos mais de 30 milhões gastos na obra da orla da praia do forte e na derrubada do Skate Park; pelos 16 milhões recém repassados para a Comsercaf; e pelos cerca de 4 milhões de reais repassados às Secretarias de Educação e de Assistência Social, frutos de superávit do orçamento de 2014 – enquanto trabalhadores ficaram sem salário ou receberam menos do que deveriam; enquanto entulhos se amontoaram pelas ruas; enquanto servidores ficaram sem direito às suas aposentadorias; enquanto contribuições sindicais e parcelas de créditos consignados não foram repassados aos bancos e instituições de direito.

É claro que os vilões criados pelo governo para salvar a própria pele, por sua vez, não são também heróis, nem perfeitos. O governo passado teve erros; o PCCR precisa de ajustes, como toda lei complexa; o setor empresarial e a empresa de ônibus cabofriense não são santos, nem a crise petrolífera pode ser chamada de falsa. Mas é fato que todas as potencialidades negativas destes personagens foram maximizadas pelo governo, a fim de que sua incompetência administrativa fosse reduzida aos olhos do povo. Não deu certo e não vai dar, porque a população está de olhos bem abertos – e nós também.


Bom dia! 

8 comentários:

Anônimo disse...

ENQUANTO ISSO A SEC. SAUDE JOGA DINHEIRO NO RALO. NA PUBLICAÇÃO DO EDITAL NO NOTICIÁRIO DOS LAGOS NOS DIAS 11 E 12 DE ABRIL DE 2015. A DIVISÃO DE COMPRAS COMPROU UM TERMÔMETRO DIGITAL POR R$7.760,00 (SETE MIL, SETECENTOS E SESSENTA REAIS. SERÁ QUE É DE OURO?

Anônimo disse...

Rafael o Senhor Alair Francisco anda mandando muitos contratados da saúde embora... Onde os prejudicados serão a população q terá um serviço pior ainda q já está... E os funcionários com sobre carga de serviço... Ele tem q mandar são os sugadores da família dele embora das secretarias e deixar os trabalhadores em paz!!!

Anônimo disse...

SEC.SAUDE LIBEROU SOMENTE NO MES DE ABRIL PAGAMENTOS PARA EMPRESA QUE PRESTA SERVIÇOS LABORATORIAL AO HOSPITAL OTIME CARDOSO DOS SANTOS
RCL RECEBEU R$133.819,00
DIAGSUL RECEBEU R$119.482,50
SULLAB RECEBEU R$ 9.600,00
SABE QUEM É O PROPRIETARIO DO RCL PAULO EDSON DE BARRA MANSA RJ
SABE QUEM É O PROPRIETÁRIO DO DIAGSUL PAULO EDSON DE BARRA MANSA RJ
SABE QUEM É O PROPRIETÁRIO DO SULLAB PAULO EDSON DE BARRA MANSA RJ.
3 EMPRESAS PRESTANDO SERVIÇO A UM ÚNICO LABORATÓRIO E AS 3 EMPRESAS PERTENCE A UMA UNICA PESSOA. QUE POR CONSCIDENCIA OU NÃO FOI INDICAÇÃO DO SR. MARCELO CORREA.
OLHA PELOS VALORES O HOSPITAL OTIME CARDOSO DOS SANTOS DEVE ESTAR FAZENDO MUITOS EXAMES.

Anônimo disse...

Tenho observado pela imprensa nacional, vários prefeitos estão por força da lei, sendo cassados e afastados dos cargos imediatamente, o pior, por coisa irrelevantes em comparação o que acontece em Cabo Frio, aqui o prefeito fala e faz o quer e nada, afronta as leis brasileiras, achando que esta acima de qualquer suspeita, acho que o prestigio politico do prefeito é muito mais o que imaginamos, pior que a fama do prefeito vai longe.

Anônimo disse...

Apesar disso tudo,duante de tanta incopetência,quem foi na reunião só para as oessoas que trabalham na Educação .digo .secretária de Educação .A sub secretária da época pediu que antes da reunião fizesse uma oração a uma das chefes do setor da Nalhália Caldonase .Depois das orações essa professora comparou akair a Jesus Cristo.soube qye as pessoas que lá estavam ficaram pasmos. Mas esse prefeito é desse jeito .mandou latir ekes latem.Essa professora começa com a letra T .O marido tem cargo e a filha também e algumas coisas a mais .Essa pessoa vive na Igteja .vai ver que foi pedir perdão pelo absurdo .É INACEITÁVEL FAZER ESSA COMPARAÇAO .Jesus Cristo é o único .não existe ninguém que que possa ser comparado A ELE.

Anônimo disse...

Pergunta para a procuradora da saude sr dra juliana bonazza cavalcantti como esses pagamentos sairam para essas empresas que ela vai te responder e o mp ja esta de
Olho

Anônimo disse...

O leitor(a) deve reler com atenção as publicações. 7.760,00 foi o total de compras dos termômetros para VÁRIAS unidades de saúde. Com essa politicagem barata, ele(a) não vai conseguir nada, e ainda colocará em prova a "credibilidade" do blog.

Anônimo disse...

Rafael vai pesquisar na moringa a casa q comprou. Fica a dica