segunda-feira, 25 de maio de 2015

As MIGALHAS do fim de tarde...



#Engolindo
O povo ainda não engoliu a forma desrespeitosa e pouco republicana utilizada pelo prefeito Alair Corrêa para tratar uma usuária da saúde pública em Cabo Frio. Sem argumentos para justificar sua tosca gestão da cidade, o governante diz que todo mundo que reclama dele é da oposição. Afinal, o governo dele é perfeito e o resto é intriga. Tá certo.

#Engolindo II
Se todo mundo que reclama do prefeito na cidade for vinculado à oposição, o governante não precisa nem concorrer ano que vem, afinal, o tamanho da oposição será o tamanho de sua rejeição. Vai ser a maior derrota da história do município então, porque o que esse governo é rejeitado nas ruas, não está no gibi.

#Velha
A estratégia do prefeito em lançar, por debaixo dos panos, candidatos avulsos à prefeitura para confundir o eleitor e tirar votos da oposição, é antiga e bem formulada. Em 2004, Dirlei e Edurado Kita também tiveram aliados desvinculados do governo meses antes do pleito, como agora acontece com Walmir Porto. Tudo jogo de cena. Depois da eleição, todos estarão juntos – prova disso é que Dirlei, Kita e Alair, hoje fazem parte do mesmo governo.

#Embargos
Walmir anunciou a pré-candidatura num dia e no outro o partido que preside, o PR, entrou com embargos de declaração, recorrendo no processo em que pede a inconstitucionalidade do Plano de Cargos dos servidores de Cabo Frio – que é tudo o que o governo municipal quer. E ainda tenta convencer o povo de que está se desvinculando do mesmo governo? Fala sério.

#Embargos II
Ou seja: faço tudo o que você quer; te ajuda na realização dos seus desejos; mas não sou seu amigo, nem estou vinculado a você – aliás, faço oposição. Pode isso?

#Comparando
Isso parece até coisa de vereador de Cabo Frio: vota com o governo; vota na reeleição do filho do prefeito para a presidência da Casa; aceita de olho fechado projetos mandados pelo prefeito para a Câmara; tem empresas ligadas a parentes contratadas pela prefeitura; indica secretários no governo; mas é “oposição”.

#Comparando II
Quem faz isso ou é um bipolar ou é duas caras mesmo. Pronto, falei.

#Paralisa
Quinta e sexta serão dias de paralisação dos servidores municipais de Cabo Frio. O cruzar dos braços por 48 horas é um repúdio à proposta de 5,83% de reajuste do governante, enquanto a inflação do período bate a casa dos 8,70% e essa, somada às perdas salariais, alcançaria o patamar dos 13%.

#Tamoios
Cidadãos tamoienses se reuniram sábado no meio da rua e decidiram agir contra o desrespeito do governo ao seus direitos: má conservação da Rodovia Amaral Peixoto, causando acidentes diários; ausência de iluminação e buracos aos montes na pista; o semáforo em frente à UPA que não funciona há anos; e a retirada de efetivos da Guarda Municipal do Distrito, deixando a região abandonada e insegura.

#Tamoios II

O grupo estará presente na sessão da Câmara Municipal de amanhã para apresentar suas reivindicações ao governo. Apoiados.

6 comentários:

Mario história Souza disse...

Os servidores correm algum risco com o julgamento destes embargos de declaração? Qual o teu parecer professor?

Mario história Souza disse...

Os servidores correm algum risco com o julgamento destes embargos de declaração? Qual o teu parecer professor?

Rafael Peçanha disse...

Caro amigo, não há como prevermos as decisões judiciais. Mas acredito que a decisão do Órgão Especial foi muito bem fundamentada e unânime para ser reformada. O que mais impressiona é o fato do PR de Walmir Porto e do governo Alair insistirem no desejo de destruir as carreiras dos servidores municipais. Fiquemos atentos. Um abc!

Anônimo disse...

Rafael você tem alguma informação sobre o enquadramento que geralmente ocorre em maio?

Osmar Filho disse...

Mario Souza, os EMBARGOS DE DECLARAÇÃO refere-se a um "remédio jurídico" próprio para sanar alguma OMISSÃO, CONTRADIÇÃO ou OBSCURIDADE que restou em uma determinada decisão/sentença.

Portanto, tal remédio jurídico é dirigido ao próprio juiz que proferiu a citada decisão/sentença e NÃO é para um Juízo de grau superior.

Desta forma, sem saber o conteúdo do que é pedido nos EMBARGOS DE DECLARAÇÃO do famigerado processo que tentou impedir o PCCR, não tem como falar o possível resultado.

Porém, contudo, todavia, entretanto, dificilmente a decisão será alterada se NÃO houver, efetivamente, a OMISSÃO, CONTRADIÇÃO ou uma qualquer OBSCURIDADE na decisão/sentença prolatada para que o tal EMBARGOS DE DECLARAÇÃO possa corrigi-la, aceitando o magistrado tal remédio jurídico.

É isso... e espero ter esclarecido a situação aqui no blog do professor Rafael Peçanha.

Um abraço!

Osmar Filho.
26/05/2015
osmarfilho.blogspot.com.br

Rafael Peçanha disse...

Gostaria de, primeiramente, agradecer ao advogado Dr. Osmar Filho pelos esclarecimentos. Em segundo, dizer ao anônimo que por último postou que ainda não possuímos notícias sobre o enquadramento, mas vamos cobrar desde já. Uma abraço.