ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

domingo, 31 de maio de 2015

ARTIGO - Com golpe de Cunha, Câmara aprova financiamento privado de campanha.



Na noite desta quarta-feira (27), a Câmara dos Deputados aprovou, com 330 votos a 141 e 1 abstenção, o financiamento privado de campanhas com doações de pessoas físicas e jurídicas a partidos políticos e com doações de pessoas físicas a candidatos. O texto aprovado é uma emenda à reforma política (PEC 182/07) apresentada pelo líder do PRB, Celso Russomanno (SP), que atribui a uma lei futura a definição de limites máximos de arrecadação e dos gastos de recursos para cada cargo eletivo.
O financiamento empresarial já havia sido colocado em votação na sessão anterior, quando, por 210 votos a favor - seriam necessários 308 para a aprovação - e 267 contra com 5 abstenções, o financiamento de campanhas por empresas foi rejeitado.
A decisão de recolocar a pauta em votação foi considerada uma manobra do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na primeira sessão, Cunha havia dito que o texto do relator Rodrigo Maia (DEM-RJ) não iria a voto, conforme acordado entre os líderes. Entretanto, após ter sido derrotado, decidiu colocar a emenda de Russomanno em votação e ainda afirmou que o Plenário deveria votar o texto do relator, que tinha teor semelhante à emenda aprovada, caso ela fosse rejeitada.
Para o diretor do Inesc, José Antônio Moroni, o que aconteceu foi um golpe orquestrado não só por Eduardo Cunha, mas por todos(as)  parlamentares e partidos que mudaram o  seu voto. "O que aconteceu para ocorrer isso?  Que  tipo de negociação  foi feita? A sociedade precisa cobrar isso dos partidos e parlamentares que mudaram o seu voto.  Este fato mostra o quanto o nosso parlamento não é  transparente. Por isso precisamos democratizar o parlamento e isso só com uma  reforma do sistema político ampla", afirma Moroni.
Ao constitucionalizar a doação de empresas a partidos, a intenção é impedir que esse modelo de financiamento seja colocado na ilegalidade pelo STF. A doação de empresas é questionada pela ação direta de inconstitucionalidade (ADI) proposta pela OAB e já conta com voto favorável de seis dos 11 ministros do Supremo. A análise, no entanto, está parada no órgão a mais de um ano, por um pedido de vistas do ministro Gilmar Mendes.
Cláudio Pereira de Souza Neto, secretário-geral da OAB, afirma que os sucessivos escândalos de corrupção que envergonham o Brasil são prova de que o financiamento de campanhas por empresas deve acabar: “Empreiteiras não fazem doações, fazem investimentos, como tem demonstrado as investigações reunidas no que se convencionou chamar de ‘operação lava-jato’”.

Ascom - Reforma Política Democrática
Com informações da Agência Câmara Notícias.

As MIGALHAS de hoje...


#Verdade
A Comissão Nacional da Verdade para a Escravidão reuniu sua comissão regional sexta-feira na OAB de Cabo Frio. Com intensa representatividade quilombola de todo o estado, o encontro foi um absoluto sucesso, contando com discursos inflamados, mas também com a objetivação de medidas e atitudes concretas em prol da causa negra.

#Verdade II
O encontro foi emocionante e empolgante. Uma honra ter participado desse momento histórico e ter tido a oportunidade de com ele colaborar.

#Encontros
O jornalista Moacir Cabral assumiu uma nova função em sua vida. Ele assumiu o cargo de Gossip Columnist Delivery, e agora passa o dia pelas ruas colhendo notas sociais sobre personalidades da cidade. Tem dado certo – Cabral é um dos profissionais mais respeitados em sua área por toda a região.

#Passeando
Na quinta-feira, o radialista Ademilton Ferreira na boa – depois de acompanhar o ato dos servidores municipais na Praça Tiradentes, deu um tempo no Espaço Boulevard e depois fechou a noite no Luso Frios – claro, colhendo informações para seu programa matinal.

#Tota
Já o blogueiro Totonho foi visto, também na quinta à noite, desfilando pela Avenida Nilo Peçanha, ao lado de um confidente, com uma pomposa sacola na mão. Que mistério habitaria aquele farnel?

#Tota II
Totonho tem sido referência nas mídias sociais da região, com seu blog, de atualizações diárias, sempre atento aos movimentos políticos de Cabo Frio – para desespero dos governistas, é claro.

#Roda
Nesta terça-feira tem Roda Cultural, às 19h, na Praça da Bandeira.

#Denúncia
O Jornal Folha dos Lagos denunciou ontem a existência de um esquema de propina coordenado por um meliante que se passa por membro da Vigilância Sanitária em Cabo Frio. Atenção organizadores de evento. Maiores informações na matéria completa do jornal, clicando AQUI.



É HOJE!


sábado, 30 de maio de 2015

Movimento Unificado dos servidores de Cabo Frio decide realizar nova Assembleia quarta-feira, com indicativo de greve.

O Movimento Unificado dos Servidores Municipais de Cabo Frio se reuniu ontem em Assembleia, em frente ao Convênio Santo Antônio, no segundo dia de paralisação, a fim de decidir os rumos de suas ações.

A fala do presidente do SINDICAF, Olney Vianna, foi fundamental ao reforçar que o movimento não estava rachado, mas sim unido, na direção da obtenção dos diversos direitos reivindicados pela categoria.

Estando marcada reunião das lideranças com o prefeito nesta segunda-feira para seguir as negociações, o coletivo decidiu realizar nova assembleia, na quarta-feira, dia 3, às 18h, na E.M. Edilson Duarte, já com o resultado dessa audiência em mãos, para tomar novas decisões. A assembleia Geral Unificada desta quarta-feira acontecerá com indicativo de greve.

PAGAMENTO

Os servidores efetivos receberam seus pagamentos sem qualquer reajuste, conforme obriga o PCCR, para este mês. Os contratados também receberam ontem. Alguns deles (efetivos e contratados) receberam a menos. Há contratados que receberam quase metade do que deveriam.

ENQUADRAMENTO

Os servidores que buscam seu enquadramento devem se dirigir ao protocolo-geral da prefeitura e protocolar seu pedido com todos os anexos, já que o governo não lançou edital para este fim neste ano. 

De 4 a 7 de junho, na Vila Nova.



As MIGALHAS de hoje...


#Novidades
Pedimos desculpas aos blogueiros que estavam na nossa lista de blogs lidos e que não estão mais. Acontece que, ao mudarmos o endereço do Blog e o seu layout, perdemos todos os links da nossa barra lateral. Aqueles que não se acharam aqui, favor enviar e-mail com seus endereços.

#Novidades II
As novidades não param por aí, mas começam com nosso novo endereço (www.rafaelpecanha.com), novo visual e nossa nova logomarca. Aguardem.

#Glória
No dia 6, às 19h, no Correão, o jogador cabofriense Alexglória realiza partida beneficente entre amigos.

#Glória II
Alexglória é o novo nome futebolístico de Alexsandro, atacante profissional nascido na Gamboa, que já passou pelo Resende, Botafogo e agora passeia com seu ótimo futebol pelo mundo Árabe. Amém.

#Renunciou
Luiz Felipe Marinho renunciou nesta semana ao cargo de presidente do Conselho Tutelar de Cabo Frio. Luiz Felipe foi um guerreiro, dedicado ao cargo, e se desdobrou em atividades ligadas ao controle social, como no CACS do Fundeb, , mesmo sem estrutura, conseguiu realizar um trabalho excelente. Deixamos aqui nosso parabéns e nossa admiração.

#Decidido
O vereador Felipe Lopes vai sair do PDT e se filiar ao PSD para ser candidato a prefeito de Búzios no ano que vem.

#Decidido II
O Secretário de Governo e Eventos de Arraial do Cabo, Tê, primo do prefeito Andinho (PMDB) será o candidato a prefeito do grupo governista nas eleições do ano que vem. Já vi esse filme antes.

#Backup
Muita gente anda preocupada com este blogueiro. Que nada. O inimigo é do tamanho que a gente faz com que ele seja.

#Backup II
Pelo menos 4 pessoas da cidade possuem em seu poder todas as informações que eu também tenho. Então nem adianta me tirar do mapa ou do tabuleiro, que o jogo vai continuar. Fui claro?

#Bronca
O prefeito Alair Corrêa foi às rádios nesta semana e reclamou de um assessor que vive querendo que ele mude de estilo político. Alair lembrou que esse assessor nem era nascido quando ele “enfrentou a ditadura militar” nos anos 60. Agora o jovem moço quer cantar de galo...

#Bronca II
Dou um cartão vermelho para quem não conseguir adivinhar quem foi o servo do prefeito que levou essa bronca pública na rádio.

#Comissão
Algumas pessoas procuraram ontem a Comissão de Correição da Saúde de Cabo Frio, sem sucesso. O que houve?

#Comissão II

Parece até que a Comissão estava viajando, passeando em Buenos Aires...não parece?


sexta-feira, 29 de maio de 2015

Nossa fala ontem, no Ato do Movimento Unificado de Servidores de Cabo Frio, em resposta à fala do prefeito Alair Corrêa.


Não conseguiu assistir? Clique AQUI.

Ato dos Servidores é sucesso - Prefeito sente a pressão, comparece para negociar, mas não consegue mostrar as contas da prefeitura.

A paralisação de 48h iniciado ontem, e o ato realizado pelo Movimento Unificado dos Sindicatos que defendem os servidores municipais, realizado ontem pela manhã, na Praça Tiradentes, foram um sucesso - e não apenas de público, mas de efeitos e consequências para a articulação dos trabalhadores em prol de seus direitos.

Após a fala da Coordenadora do Sepe, Denise Teixeira, o Prefeito Alair Corrêa desceu do prédio da prefeitura (onde dezenas de funcionários já se amontoavam na janela superior, tirando fotos do evento) para ter o direito de se manifestar diante de todos os servidores.

Em sua fala, Alair contra-argumentou Denise, afirmando que não estaria mentindo quando afirma que a prefeitura não possui dinheiro para dar o aumento solicitado pelo movimento. Para provar isso, estaria preparando, no gabinete, as contas da cidade para que todos pudessem ter acesso e comprovar a informação.

Para relembrar, o prefeito, em reunião com as lideranças sindicais, propôs um reajuste de 5,83%. A proposta foi levada pelos sindicatos a uma Assembleia unificada, e, nela, os servidores decidiram por não aceitar a proposta do governante, e insistir no pedido de 13%, que soma os cerca de 8,7% da inflação do período com os pouco mais de 4% das perdas salariais desse ínterim.

Na fala, entretanto, Alair afirmou que, na reunião, os líderes aceitaram prontamente o percentual que ele apresentou, "e saíram rindo, felizes". Ora, tal fato não é verdade, afinal, as assembleias são a instância superior decisória dos sindicatos. Os coordenadores e diretores não podem decidir por si mesmos. Como o prefeito disse na praça que ele também "já foi sindicalista", deveria saber desse funcionamento.

Inicialmente calmo, o prefeito demonstrou claramente perder a serenidade ao longo dos debates, inclusive, dizendo a uma servidora que, se ela não quisesse ouvi-lo, que se retirasse da praça. Nesse nível.

Finalmente, enquanto os debates ainda aconteciam, o prefeito virou as costas para os trabalhadores e voltou ao seu gabinete.

Após alguma discussão interna do Movimento sobre se as negociações com o prefeito se dariam ali mesmo ou na segunda-feira, representantes dos sindicatos foram à prefeitura ver as contas disponibilizadas pelo governante.

Voltaram com as mãos abanando.

Hoje, o movimento realiza ato às 15h, no Largo Santo Antônio, com Assembleia Unificada na sequência para avaliar os rumos e novos passos.

DISCUSSÃO INTERNA

O debate interno do Movimento se acalorou e se deu porque uma corrente desejava a negociação com o prefeito já, pois o governante convidou os líderes a irem ao prédio da prefeitura conferirem as contas do município; a outra corrente, defendia que a negociação se desse apenas na segunda-feira, após a paralisação - como também levantou em sua fala o prefeito.

Talvez o governo não entenda esse tipo de debate interno, que é comum em movimentos nos quais as pessoas têm liberdade para opinar, discordar e levantar suas defesas para o debate - algo muito diferente, na verdade, oposto ao que acontece dentro do governo, onde apenas uma liderança fala e as outras abaixam a cabeça, obedecendo sem poderem questionar.

As diferenças enriquecem; a unanimidade emburrece. Fica a dica.

A PARALISAÇÃO FECHOU AS PORTAS DA NEGOCIAÇÃO?

Para algumas pessoas, o fato do Movimento ter agendado a paralisação e o ato para o dia no qual se havia combinado reunião com o prefeito (28) significou um fechamento de portas dos sindicatos para a negociação com o governo - tanto é que o mesmo cancelou a reunião.

É uma interpretação, uma forma de ver a situação. Mas há outras possibilidades de interpretação.

As lideranças que estiveram negociando com o prefeito transmitiram a ideia de que o mesmo foi muito taxativo com seus 5,83% - que seria "isso ou nada". O ponto principal da pauta de negociações - cujo restante seria tratado na reunião do dia 28 - era exatamente o reajuste, que não é uma vontade do movimento, mas sim uma obrigação legal do prefeito, todo mês de abril, no índice da inflação, somado às perdas do período.

A decisão da maioria na Assembleia Geral Unificada foi pela paralisação e ato nos dias 28 e 29, e, tendo sido acertada ou não, foi a escolha da maioria. Seus efeitos, acrescente-se, acabaram também não sendo prejudiciais - prova disso é que o prefeito não apenas se dispôs a participar do ato, manifestando sua fala, quanto convidou os servidores a negociarem ontem e segunda-feira. 

Às vezes, só a pressão extrema faz com que alcancemos a negociação justa. Fica o tema para a discussão.

COMENTÁRIO DO BLOG

O ato e a paralisação, assim, foram sucesso total. Foi louvável a atitude do prefeito em ir ao movimento se manifestar. Seu nervosismo, entretanto, ao ver tamanha reação negativa dos presentes e constatar sua crescente rejeição, acabaram atrapalhando a condução de sua fala, que, em alguns pontos, tornou-se desrespeitosa com os presentes. Não é fácil se acostumar a ser vaiado tão intensamente tendo um séquito de bajuladores tão grande. As posturas de enfrentamento, dos dois lados, entretanto, acabaram ajudando nas negociações, que se iniciaram ontem e seguirão até segunda. Parabéns aos servidores, que compareceram, se manifestaram, não aceitaram e não se curvaram às falas impositivas do prefeito, e que, certamente, darão show novamente hoje à tarde no Largo Santo Antônio. Nossa luta não para.


OPINIÃO - Por José Renato*


Existe um detalhe que ninguém está colocando. Na reunião com o prefeito, em que ele propôs a reposição de 5,83%, ele deixou bem claro (e todos que participaram da reunião podem confirmar) que era "ou vai ou racha".Ele pretendia que fosse decidido ali pelos representantes aceitar os 5,83% ou seria 3,145% e ponto. Como isso não é possível pois, só a assembléia é legítima para tomar essa decisão, os representantes dos sindicatos comunicaram que essa proposta precisava passar pela assembléia. Desta forma quando a proposta não foi aceita pela classe, sabíamos que seria preciso fazer alguma pressão para sermos recebidos e isso se mostrou realidade quando o prefeito mandou ofício a todas as entidades cancelando a reunião de hoje por não ter sido aceita a proposta (tenho o ofício e se necessário posso escanear e divulgar). O prefeito, só depois de ver a grande quantidade de servidores na praça, se dignou a conversar conosco. Portanto nenhum sindicato "atropelou" nada. Além disso, mesmo estando abertos ao diálogo é preciso lembrar que o a lei complementar 11 de 2012 (o PCCR) criou o COMPARP, conselho paritário que tem a competência legal de definir qual será a revisão do Piso Municipal. Essa competência é do Conselho e nâo do chefe do executivo. Embora o prefeito insista em não cumprir a lei e nomear o conselho que é O ORGÃO COMPETENTE PARA REVISAR O PISO e estarmos exigindo isso judicialmente, nunca deixamos de tentar dialogar com a administração.

*José Renato é Diretor da Associação dos Fiscais do Município de Cabo Frio (AFM).

Comissão da Verdade da Escravidão realiza reunião regional HOJE na OAB-Cabo Frio.


quinta-feira, 28 de maio de 2015

Nossa Coluna no Jornal Folha dos Lagos - O DIA DE PARAR.



ABRINDO A CAIXA-PRETA DA PREFEITURA DE CABO FRIO - Prefeito assina decreta que destina quase 8 milhões de reais para a Saúde um dia antes de assumir como "Secretário" da pasta.

Olha que interessante: a Saúde não está em crise, assim como todo o município? Não faltam aparelhos, materiais básicos (gazes, curativos, linhas para ponto)? Não faltam medicamentos? Não sobram filas?

Entretanto, a prefeitura tinha guardados, de sobras do orçamento de 2014 (superávit) quase 8 milhões de reais, que foram destinados à Saúde em publicação da última terça-feira, dia 26:


O interessante é que a data na qual o prefeito assina o Decreto é o dia 11 de maio - um dia antes de "se coroar" Secretário (?) de Saúde.

Digno, não?


COMEÇA HOJE!


Comissão da Verdade da Escravidão realiza reunião regional nesta sexta na OAB-Cabo Frio.


quarta-feira, 27 de maio de 2015

MENSAGEM AO SERVIDOR - Resposta ao Prefeito.


Não está conseguindo assistir? Clique AQUI.

Encontro Estadual debate o controle da Educação pelo Ministério Público.


EDITORIAL - A verdade sobre o Distritão.


A queda do Distritão, proposta do PMDB para a "reforma política" no Brasil, ontem, na Câmara dos Deputado, foi uma vitória da democracia - ao menos de um modelo de democracia que busque, cada vez mais, a ampliação da participação; o direito das minorias; e o combate, mesmo que tímido, ao abuso de poder econômico nas campanhas.

O modelo defendido pelo PMDB não era, como se divulgou, aquele sistema no qual os mais votados parlamentares são eleitos, sem o peso das legendas, o chamado distrital puro. Não. Nesse modelo, municípios com mais de 200 mil eleitores e estados seriam divididos em distritos. Cada partido apresentaria um candidato para cada distrito e seu respectivo suplente. E cada distrito elegeria um parlamentar.

Assim, quando Cabo Frio chegasse a 200 mil eleitores, teríamos a cidade dividia em 17 distritos, e cada distrito elegeria apenas um vereador. Isso significa que apenas oc candidatos mais ricos de cada distrito seriam eleitos, não havendo espaço, por exemplo, para que Tamoios elegesse um representante com 800 votos; ou que o Jardim Esperança o fizesse. Não estamos julgando se os vereadores eleitos por esses locais estão ou não cumprindo seu papel. O fato é que, com o distritão, o povo não teria nem a chance de tentar.

O voto, assim, não deixaria de ser proporcional, e nem sempre os mais votados seriam eleitos. Um candidato com 6mil votos espalhados por toda a cidade não seria eleito, e um com 2mil votos em um só distrito poderia sê-lo. 

Assim, o sepultamento, ao menos parcial, do distritão, é uma vitória, afinal, em nossa opinião. Mesmo defeituoso, o sistema proporcional ainda é menos pior do que essa aberração.

Bom dia!

Dor e revolta - Cidadão falece em hospital de Cabo Frio. Causa pode ter sido, segundo a família, a falta de desfibrilador na unidade.

A falta de um desfibrilador - equipamento que estimula a volta dos batimentos em paradas cardíacas - no Hospital Municipal do Jardim Esperança, em Cabo Frio, pode ter colaborado para a morte de um homem de 55 anos na noite de segunda-feira (25). É o que diz a família do eletricista Edvaldo Dornellas, de 55 anos.

Ele deu entrada na unidade durante o último fim de semana e a situação se agravou na segunda, quando apresentou quadro da parada cardíaca. Os parentes contam que, após serem orientados pela equipe médica, chegaram a sair um carro particular para buscar o desfibrilador no Hospital da Criança. Quando voltaram, Edvaldo ainda foi atendido, mas não resistiu.

"O hospital não tem estrutura nenhuma. Não tinha medicamentos e nem o desfibrilador. Um absurdo total", declarou o filho da vítima, Edvaldo Júnior, no enterro do pai nesta terça (26).

Ainda segundo a família, Edvaldo chegou a ser atendido com o desfibrilador que foi buscado no Hospital da Criança. O quadro dele se estabilizou temporariamente, e os médicos decidiram transferí-lo. Mas, sem encontrar vaga em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ele teve outra parada e morreu ainda no Hospital do Jardim.

Prefeitura diz que hospital tem desfibrilador

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde de Cabo Frio contrariou a versão da família e afirmou que o hospital tem desfibrilador e possui todas as condições necessárias para o atendimento. Veja a nota na íntegra.

"A Secretaria de Saúde de Cabo Frio informa que o paciente Edvaldo Ornelas deu entrada no Hospital do Jardim Esperança, no sábado à tarde, em estado grave, com ataque supra ventricular. Foram realizados todos os procedimentos necessários visando a reversão da patologia, com inúmeras cooperações de equipe médica, enfermeiros, técnicos de enfermagem, e inclusive familiares, que se colocaram a disposição para ajudar.

Segundo a direção da unidade de saúde foi feito todo o possível, dentro das normas e condutas médicas, a fim de reverter o quadro do paciente, que tão logo chegou ao Hospital, teve seu nome inserido no sistema de regulação de vagas de UTI da Secretaria Estadual de Saúde. Cabe ressaltar que o município não tem qualquer gerência sobre a regulação de vagas de UTI, que são de responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde, que coordena a regulação nos 92 municípios do Estado.

A Secretaria de Saúde de Cabo Frio esclarece ainda que a unidade tem desfibrilador. Será aberto processo administrativo disciplinar para apurar o que aconteceu no Hospital do Jardim Esperança no dia 23 de maio para que tenha sido necessário buscar outro aparelho em outra unidade de saúde."

Fonte: G1


COMENTÁRIO: A nota da Secretaria de Saúde admite que, no mínimo, foi necessário buscar o aparelho em outra unidade, o que significa que, naquele momento, ele não estava no local. De fato, é preciso apurar o que houve. Só esperamos que, seja qual for a conclusão, o poder público seja responsabilizado, e não apenas um servidor que sirva de bode expiatório para o caso.



O retrato da dignidade.


Relógio que marca a contagem regressiva para a "comemoração" dos 400 anos de Cabo Frio, ontem na Gamboa. Precisa dizer alguma coisa?


O mistério da obra na sede da Secretaria de Saúde.

O governo, em "crise" na Saúde e em todas as áreas, anda fazendo uma obra na sede da Secretaria de Saúde, em São Cristóvão. Há quem diga que seja para construir um anexo que receberia toda a a documentação do RH da prefeitura. 


Gostaria de saber se o governo pode nos enviar a publicação da obra, com o contrato e a empreiteira que presta o serviço, bem como o valor, afinal, não vimos nenhuma publicação sobre o caso no jornal Noticiário dos Lagos nas últimas semanas e meses. Acredito que não seja uma obra realizada sem publicidade e legalização. Certo?


Aproveito para saber onde está a placa da obra, que indica as mesmas informações, bem como o responsável técnico, conforme toda obra deveria ter.

Ontem, um cidadãos veio a óbito por falta de desfibrilador em uma unidade. Quantos aparelhos deste poderiam ser comprados com o valor da obra?

Só saberemos se ele for divulgado.

Fica a dica. Estamos de olho.

Comissão da Verdade da Escravidão realiza reunião regional nesta sexta na OAB-Cabo Frio.


terça-feira, 26 de maio de 2015

Comissão da Verdade da Escravidão realiza reunião regional nesta sexta na OAB-Cabo Frio.



#Correria
Auditores do TCE-RJ estiveram ontem em Cabo Frio com o objetivo de realizar inspeção em alguns processos administrativos.

#Correria II
Os servidores ficaram numa sala na Secretaria de Obras durante muito e muito tempo.

#Correria III
O que eu não entendi foi a correria de alguns funcionários da prefeitura com processos para lá e para cá. Não está tudo certo? Quem puder explicar, por favor, cartas para o blog...

#Reprovado
A cidade de Cabo Frio e várias da região ficaram com nota abaixo de 5,0 no ranking de transparência da CGU. Somente São Pedro da Aldeia ficou “aprovada”. Que coisa...

#Distritão
Num apanhado de 200 nações do mundo, constatou-se que apenas Pitcairn, Vanuatu, Jordânia e Afeganistão adotam o sistema político defendido pelo PMDB – o Distritão.

#Distritão II
Mas o sistema defendido pelos peemedebistas não é aquele no qual os parlamentares mais votados entram, simplesmente, transformando a eleição proporcional em majoritária? NÃO.

#Distritão III
Amanhã, no Blog, faremos um artigo especial explicando como funcionaria a proposta que está sendo discutida no Congresso Nacional, e que beneficia candidaturas ricas de partidos grandes. Aguardem.

#Luto

Um aluno de 7 anos foi atropelado ontem quando saía da aula numa escola do Parque Burle. O motorista fugiu sem prestar socorro. Nada pode conter a dor dos pais neste momento. Mesmo assim manifestamos nossa dor e nossos sentimentos à família.


#GPP
O instituto GPP fez pesquisa sobre o governo de Dr. Aluizio em Macaé e sua aprovação superou, por exemplo, a do prefeito da capital, Eduardo Paes. Enquanto este bate 37%, o macaense chega a 42%.

#Dúvida
Quanto conseguiria o prefeito Alair Corrêa hoje?

#Trocando
Para quem ainda não sabe, Dr. Aluizio trocou o PV pelo PMDB recentemente.

#Romário
O GPP fez pesquisa também para saber em quem os cariocas votariam para prefeito do Rio hoje. O senador Romário (PSB) aparece em primeiro lugar em todos os cenários nos quais disputa, com Marcello Crivella (PRB) em segundo e Marcelo Freixo (PSOL) em terceiro.

#Espaço
E como o furacão Romário está pressionando o deputado federal Glauber Braga, atual presidente estadual do PSB, este moço deverá deixar a legenda em breve e se filiar ao PSOL. A articulação é do líder da bancada, Chico Alencar.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

As MIGALHAS do fim de tarde...



#Engolindo
O povo ainda não engoliu a forma desrespeitosa e pouco republicana utilizada pelo prefeito Alair Corrêa para tratar uma usuária da saúde pública em Cabo Frio. Sem argumentos para justificar sua tosca gestão da cidade, o governante diz que todo mundo que reclama dele é da oposição. Afinal, o governo dele é perfeito e o resto é intriga. Tá certo.

#Engolindo II
Se todo mundo que reclama do prefeito na cidade for vinculado à oposição, o governante não precisa nem concorrer ano que vem, afinal, o tamanho da oposição será o tamanho de sua rejeição. Vai ser a maior derrota da história do município então, porque o que esse governo é rejeitado nas ruas, não está no gibi.

#Velha
A estratégia do prefeito em lançar, por debaixo dos panos, candidatos avulsos à prefeitura para confundir o eleitor e tirar votos da oposição, é antiga e bem formulada. Em 2004, Dirlei e Edurado Kita também tiveram aliados desvinculados do governo meses antes do pleito, como agora acontece com Walmir Porto. Tudo jogo de cena. Depois da eleição, todos estarão juntos – prova disso é que Dirlei, Kita e Alair, hoje fazem parte do mesmo governo.

#Embargos
Walmir anunciou a pré-candidatura num dia e no outro o partido que preside, o PR, entrou com embargos de declaração, recorrendo no processo em que pede a inconstitucionalidade do Plano de Cargos dos servidores de Cabo Frio – que é tudo o que o governo municipal quer. E ainda tenta convencer o povo de que está se desvinculando do mesmo governo? Fala sério.

#Embargos II
Ou seja: faço tudo o que você quer; te ajuda na realização dos seus desejos; mas não sou seu amigo, nem estou vinculado a você – aliás, faço oposição. Pode isso?

#Comparando
Isso parece até coisa de vereador de Cabo Frio: vota com o governo; vota na reeleição do filho do prefeito para a presidência da Casa; aceita de olho fechado projetos mandados pelo prefeito para a Câmara; tem empresas ligadas a parentes contratadas pela prefeitura; indica secretários no governo; mas é “oposição”.

#Comparando II
Quem faz isso ou é um bipolar ou é duas caras mesmo. Pronto, falei.

#Paralisa
Quinta e sexta serão dias de paralisação dos servidores municipais de Cabo Frio. O cruzar dos braços por 48 horas é um repúdio à proposta de 5,83% de reajuste do governante, enquanto a inflação do período bate a casa dos 8,70% e essa, somada às perdas salariais, alcançaria o patamar dos 13%.

#Tamoios
Cidadãos tamoienses se reuniram sábado no meio da rua e decidiram agir contra o desrespeito do governo ao seus direitos: má conservação da Rodovia Amaral Peixoto, causando acidentes diários; ausência de iluminação e buracos aos montes na pista; o semáforo em frente à UPA que não funciona há anos; e a retirada de efetivos da Guarda Municipal do Distrito, deixando a região abandonada e insegura.

#Tamoios II

O grupo estará presente na sessão da Câmara Municipal de amanhã para apresentar suas reivindicações ao governo. Apoiados.

Redação participativa - Aqui, você é que manda, escolhendo o tema da nossa coluna semanal. Envie sua sugestão.


sábado, 23 de maio de 2015

EDITORIAL - Os candidatos do Alair.


Como em 2004, ao analisar as pesquisas e ver clara a possibilidade de derrota de seu grupo, o prefeito Alair Corrêa parece estar lançando mão de uma velha e manjada estratégia: lançar candidatos a prefeito ligados ao seu grupo político, fingindo - eles e os candidatos - que não há ligação entre esses nomes e o governo.

Naquela eleição, o prefeito tinha como candidato à sucessão o então aliado Marquinho Mendes, que polarizava o processo eleitoral com Dr. Paulo César (então do PSDB). Para frear o avanço deste, Alair "lançou" duas candidaturas avulsas: Eduardo Kita e Dirlei Pereira, que, "por coincidência", se tivessem seus votos ao final somados aos de Paulo César, dariam todos a vitória ao médico cirurgião.

Nestas eleições, começa a se ver um processo muito semelhante, só que bem mais evidente: o PT já se manifestou em favor de candidatura própria, que poderá ser a do presidente da legenda, Eduardo Kita; Walmir Porto, do PR, também disse que quer ser prefeito, E Dirlei Pereira, que já foi secretário de tudo, parece também vislumbrar uma candidatura, embora ele mesmo ainda não tenha dito isso.

Ora, fica claro que os três possíveis nomes a se candidatarem "por fora" à prefeitura são plantados, direta ou indiretamente, pelo governo, a fim de confundir e pulverizar os votos da oposição. Kita é sobrinho do prefeito e seu fiel defensor na Câmara Municipal, participando, com seu silêncio obsequioso, em favor de tudo o que se vota para o bem do governante naquela casa, junto aos outros pares, que abanam a cabeça sempre em sinal afirmativo junto a ele na tentativa de bajular e tornar feliz o prefeito da cidade.

Walmir, ex-presidente da ACIA; ex-candidato a deputado federal com votação de síndico; e perseguidor de servidor, pois assinou ação de inconstitucionalidade contra o PCCR do trabalhador em provável conluio com o prefeito, vai pelo mesmo caminho.

Dirlei Pereira, embora apresente uma tentativa de postura independente do governo há mais tempo do que os outros dois, não conseguiria desvincular sua imagem à do prefeito para ser um candidato a prefeito livre, depois de ser Secretário de Governo; Chefe de Gabinete; Secretário de Saúde; e Secretário de Turismo de Alair.

E lembre-se, claro, que Dirlei e Kita já fizeram esse "papel" em 2004, o que torna a estratégia ainda mais evidente e clara.

Há quem diga ainda que Alfredo Gonçalves seria um terceiro candidato a prefeito plantado pelo governo para confundir e esmigalhar o voto da oposição. Será? O certo, porém, é que o povo não é bobo e saberá analisar a tentativa desesperada do governo em sobreviver ao mar de lama que ele mesmo criou. Respondamos a essa indignidade com nossa indignação, não votando em qualquer nome que se vincule a esta gestão desastrosa e opressora nas eleições do ano que vem.

O GOVERNO NÃO DESISTE - PR apresenta petição de Embargos de Declaração ao processo contra o PCCR


O PR perdeu na justiça o pedido que fez pela inconstitucionalidade do PCCR dos servidores municipais. Mas o partido, presidido pelo ex-presidente da ACIA e candidato a deputado federal com votação de vereador, Walmir Porto, ao invés de desistir e assumira derrota, deu entrada em petição com pedido de embargos de declaração da decisão do Tribunal de Justiça, isto é, um recurso interno ao próprio TJ para tentar derrubar a decisão.

É mole?

Walmir Porto, que se diz candidato a prefeito, não é mais do que um lacaio do prefeito Alair Corrêa, e o PR é partido da base do governo, que usou a legenda para tentar destruir a vida do servidor; perdeu, mas não se conformou.

Mas não tem problema - vamos à luta de novo derrubar esse governo tirano - e iremos vencer mais uma vez.

Sindicatos unidos fazem paralisação de 48 horas em repúdio à proposta indigna de aumento salarial.


sexta-feira, 22 de maio de 2015

As MIGALHAS de hoje...


#TIP
Há quem diga que a Ampla está recebendo a TIP (Taxa de Iluminação Pública) e repassando o valor à prefeitura, mas esta não Ana utilizando a paga para bancar as prestadoras de serviço que iluminam vários pontos da cidade – por isso tantos bairros sem iluminação. Será?

#TIP II
Se for, vai ser um recorde: retenção de empréstimos consignados; de contribuições sindicais; e de taxas de iluminação, sem repasse, além das contribuições previdenciárias: um show de apropriação indébita...será?

#Cassino
E aquela quinta, adquirida pelo pai de um grandão (grandão mesmo) do governo municipal? Parece eu vai virar um cassino...tudo a ver – eu adivinhei, então grito: BINGO!!!

#Atraso
A campanha de vacinação em Cabo Frio começou com uma semana de atraso. Em todo o estado, começou dia 11; mas em Cabo Frio não. O “Dia D” virou “Dia Z”. Digno, não?

#CPI
Já que a CPI da Saúde não foi para frente, que tal propor a CPI do Calcanhar? Ela ajudaria a investigar os vereadores que possuem empresas no nome e no endereço de parentes que prestam serviços à prefeitura, especialmente, à Comsercaf. Qual vereador topa apresentar o requerimento pedindo?

#Erro
O blogueiro Totonho afirmou que em Cabo Frio tem o Pai; o Filho; e só falta o Espírito Santo. Ele errou – o que tem de carro capixaba alugado pela prefeitura...amém!

#Tarso
O petista Tarso Genro está muito afim de mudar seu domicílio eleitoral ara o Rio de Janeiro e articular uma frente de esquerda para o PT fluminense.  Presidente estadual, Quaquá, e o vice-prefeito carioca, Adilson Pires, discordam, e querem compor com o PMDB para a disputa da prefeitura da capital ano que vem. Vai dar briga.

#Anônimos
A quantidade de anônimos comentando neste Blog é muito grande. Quase ninguém tem coragem de reclamar do governo, e colocar a cara a tapa. Mas os cidadãos que assim o fazem têm razão. Isso é reflexo da frágil democracia que vivemos em Cabo Frio , com um governo perseguidor, e cada vez mais ditatorial. Pronto, falei.

#Morte
Infelizmente, a semana registrou uma morte na Rodovia Amaral Peixoto por causa da escuridão e da falta de sinalização na via. É hora do governo do estado se movimentar.

#Morte II

Informações dão conta de falecimentos na UPA de Cabo Frio na semana passada – e não seriam apenas dois ou três. Será verdade? Em tempos não muito distantes, isso seria escândalo e drama na cidade. Pois é...

RETRATO DO CAOS - Internações negadas por demissões de funcionários da Saúde.


Precisa comentar?
O governo e suas ações tresloucadas são a própria crise da cidade.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

EDITORIAL – Farinha do mesmo saco.




Alguns vereadores de Cabo Frio agora resolveram “mudar”. Uns decidiram  bradar bravatas com pedidos e medidas demagógicas, nas quais se tenta apontar o calcanhar da Saúde de Cabo Frio (o que é muito justo), mas esquecendo seu próprio calcanhar, lotado de ganhos e contratos suspeitos com o poder público; outros, impedidos de votar em favor dessa medida por seus negócios com a prefeitura, acusam os proponentes de politicagem. Apesar das tresloucadas tentativas de recuperar a imagem pública que perderam durante todo esse tempo de ostraciscmo, o fato é que uma coisa todos eles têm em comum – são farinhas do mesmo saco.

Todos os presentes votaram, por unanimidade, a favor da mudança na Lei Orgânica que permitiu a reeleição do filho do prefeito para a presidência da Casa (clique aqui e relembre). Todos os presentes votaram, por unanimidade (a redundância se faz necessária) no aumento absurdo da taxa de vistoria dos táxis, que subiu 2.400% de uma hora para a outra – de R$ 14,50 para R$ 400,00 (clique aqui e relembre). Todos os vereadores votaram, por unanimidade, no projeto que privatiza a cobrança de IPTU, repassando os ganhos ao IBASCAF, para que fossem transformados em títulos da dívida pública (clique aqui e relembre).

O vereador Adriano não votou a favor da CPI da Saúde; não votou contra a redução de orçamento da Saúde e da Educação para 2014; não votou contra a reeleição do filho do prefeito para a presidência da Câmara. Celso Campista não votou contra a redução dos orçamentos da Saúde e da Educação para 2014, nem contra a reeleição do filho do prefeito. Aquiles não votou contra a reeleição do filho do prefeito, nem contra o aumento da taxa de vistoria dos táxis; nem contra a privatização da cobrança do IPTU, projetos estes todos que beneficiam o governo e oneram a já combalida população. Na hora de escolher entre o prefeito e o povo, fica claro, optaram pelo prefeito.


Assim, fica evidente que tais vereadores possuem, de um jeito ou de outro, suas relação de dependência e submissão ao Poder Executivo – e essa relação, certamente, não se dá por amor, admiração ou apego a causa alguma, até porque o atual governo é incompetente e impopular demais para receber o apreço gratuito de alguém. Nesse sentido, por suas posturas e atitudes, e não só por causa da minha opinião, são todos farinha do mesmo saco.