quarta-feira, 18 de março de 2015

Reboques de carros em situação irregular crescem em Cabo Frio – Quem ganha com isso?



O número de carros rebocados por estarem estacionados em situação irregular cresceu assustadoramente nos últimos meses. Se o motorista atua em situação irregular, precisa mesmo ser punido a forma da lei. Mas a pergunta é: quem se beneficia, ao final, com isso? Onde está o edital de contratação do caminhão de reboque? E o edital de contratação do depósito de carros, que fica na Ponta do Ambrósio e já ampliou sua capacidade, adquirindo terrenos próximos, devido ao aumento da demanda? Quem lucra, direta ou indiretamente; legal ou ilegalmente com isso, supondo que isso aconteça? Fica a dica – digo, a pergunta – que o Secretário de Ordem Pública, Renato Vianna, cujo filho é pré-candidato a prefeito em Arraial do Cabo, poderia responder.

Um comentário:

Anônimo disse...

Outro dia, presenciei um reboque de forma grotesca. Nos fundos do restaurante picolino tem um placa, " nao estacione Carga e descarga. pois bem, tem a placa, mas nao tem os horários permitidos para tal, como nas grandes capitais e municipios. Lá, parece o picolino restaurante, ter exclusividade para carga e descarga 24 horas do dia. Por fim, rebocaram o rapaz placa de Sao Paulo, que veio a cidade quitar seus debitos com IPTU e de forma absurda teve seu carro rebocado, porque a placa de carga e descarga nao tem horarios permitidos. que coisa!