sexta-feira, 27 de março de 2015

EDITORIAL – De quem é a crise?


As movimentações na cidade de Cabo Frio, nos últimos dois dias, deixaram evidente a crise financeira enfrentada pela cidade. Ninguém nega a existência da queda no repasse petrolífero, que, só neste mês, gerou um déficit de quase 10 milhões de reais, e, no ano, de cerca de 200 milhões, conforme dados passados pelo próprio prefeito da cidade.
Mas a questão não é essa.

A questão é: o que foi feito para que, numa situação previsível e esperada de queda, a cidade pudesse ser gerida normalmente?

A resposta é simples: nada. E durante muitos anos. Não houve uma só liderança política da cidade que tenha feito algo para tornar Cabo Frio administrável sem os royalties. Só ouvimos discursos.

O atual governo tem culpa grandiosa nesse processo. Os 30 milhões da Orla; os 6 milhões em publicidade; os 2 milhões da Gamboa; o milhão da balsa dos fogos e os mais de um milhão de reais (precisamente R$ 1.325.897,00) em shows do Réveillon 2014/2015 (quando a queda da arrecadação já era sabida) deixariam nos cofres públicos quatro vezes o que perdemos neste mês. Somem-se a isso os 20 milhões de reais do lixo; os quase 700 mil reais da limpeza dos banheiros de quiosques; os mais de 2 milhões em shows do Réveillon 2013/2014 (precisamente R$ 2.189.065,00); os mais de 600 mil reais mensais gastos indevidamente da verba do Fundeb para pagamento de pessoal desafeto à área da Educação; mais de um milhão de reais gastos na compra emergencial de merenda escolar em 2013, sob investigação do Ministério Público (exatamente R$ 1.122.814,42) e teremos outra quantia que, se não tivesse sido gasta, daria aos cofres municipais um alento seguro para a queda do barril. Isso sem falar das empreiteiras e suas obras de valores suspeitos, com sócios de relações obscuras com o governo; a caixa-preta da Comsercaf; e muito mais.



E nem adianta dizer que estamos nos aproveitando a crise para criticar o governo ao invés de “unirmos forças”. Foi o governo que se aproveitou da população para negar a ela direitos básicos, como saúde, educação, trabalho, transporte. Não há remédios nos postos nem saneamento da periferia; não há licença-prêmio, aposentadoria, licença para estudos, que são direitos do servidor. Se alguém se aproveitou de alguma crise, esse alguém é o governo, que soube usar muito bem a crise financeira, de valores e de direitos do povo para achatar ainda mais a parca qualidade de vida da cidade, para, agora, assumir o papel de vítima.

Também não adianta dizer que a oposição não se mostra solidária e disposta a construir soluções junto ao governo. O deputado Janio Mendes, dias depois de eleito, foi ao prefeito Alair Corrêa oferecer ajuda para a situação. O papel da oposição tem sido feito. O que não dá para fazer é fingir que o governo não tem culpa – e muita culpa –pela crise que hoje se abate na cidade.

Muitas mudanças para pior em Cabo Frio aconteceram e acontecerão, independente da queda do repasse, e sim pela própria falta de gestão do governo. A data do pagamento do servidor não será adiada por causa dos royalties, pois não se paga folha de pessoal com essa rubrica. O repasse do Cartão Dignidade já está atrasado há meses, e não será suspenso só por causa da crise. O petróleo só vai piorar a crise que já existe – e essa crise é a do governo Alair Corrêa.

Estamos e estaremos sempre juntos da população e de toda a cidade na busca de soluções para Cabo Frio – mas não juntos do governo, que estartou, com sua incompetência, o fundo do poço onde hoje nos encontramos. Não dá para fazer melhoria com quem só piorou a cidade. Solução para a crise, só com esse governo fora do poder.

Mas o governo tem uma chance. Se o prefeito Alair Corrêa abrir as contas públicas e mostrar, de forma comprovada, para onde foi o dinheiro, especialmente, abrindo publicamente as contas da Comsercaf, e ficando evidenciado que nosso problema financeiro não é fruto de sua má gestão, a população certamente passará a ter confiança e lutar junto ao governo pelo fim da crise. E mais: precisa provar que o município é adimplente e apto a receber convênios e recursos de editais públicos e privados, afinal, uma cidade inadimplente não pode querer trazer parceiros para se salvar da crise antes de pagar o que deve.

Aceito o desafio?

Bom dia!

9 comentários:

Agrocha disse...

Excelente reflexão sobre a atual situação de Cabo Frio.
Essa era uma tragédia anunciada e parece qur foram com muita sede ao pote...fizeram um reboliço na Cidade com obras desnecessárias e que ficaram inacabadas, enfim, agora nós, é que teremos que pagar a conta? Muito digno!!

Suzam irene disse...

Adorei a sua proposta Rafael mas isso será impossível esse prefeito vai sim deixar cabo frio afundar um pouco mais

Anônimo disse...

Sabias palavras digno mestre, esta 1.000% correto, um grande cartão vermelho para o prefeito de Cabo Frio e toda a turma dele, chegou a hora da população saber a real situação que encontra o município, está na cara que a incompetência administrativa foi a maior causadora, fingem que fora pegos de surpresa, mentira, a queda do repasse a mais de dois anos que esta sendo divulgada, é muita mentira e cara de pau.

Julio disse...

Pague o seu IPTU em dia e quando for ao PAM fazer um exame de sangue você leva uma negativação, mesmo pagando o IPTU em dia. Ou seja, o laboratório não está fazendo.

Cabo Frio não afunda porque M....@ bóia.

Agrocha disse...

Exatamente Anônimo das 13:35h.
A queda do repasse dos royalties já era mais do que sabida, fizeram a festa e agora fazem cara de surpresa e ainda querem que a gente pague a cinta.
Na hora do bem/bom não nos chamaram,, portanto não comemos e não bebemos,, logo a conta não é nossa!!
Vai dar certo não é?? Rsrsrs

Anônimo disse...

Se a crise é tanta, por que não cancelar, toda e qualquer festividades da cidade, inclusive os palcos da Semana Santa? Sou cristã católica e gosto de assistir a apresentação, mas se o momento é de crise financeira, acredito que todos iriam compreender o cancelamento. Mas será que há outros interesses....?

Julio disse...

VESTIBULAR CEGRANSFRIO

GABARITO DA QUESTÃO DE PORTUGUÊS

1 - A Dona Salineira retirou um ônibus da linha 348 e como é de costume não avisou. Onde está a sujeita?
Resposta: No Jardim Excelsior

GABARITO DA QUESTÃO DE MATEMÁTICA

1 - O ônibus passa às 06:45 e o outra as 20:45 . Quantas horas fica no ponto?
resposta : duas

GABARITO DA QUESTÃO DE CIÊNCIA

1 - Qual é a "formula' dá não realização de exame de sangue no PAM?

resposta: N + Ã + O = 0 Pagamento

Unknown disse...

GOSTARIA DE SABER O TURISMO SUSTENTARA CABO-FRIO , UMA ANALISE

Anônimo disse...

Há vários anos está situação estava prevista em inúmeros depoimentos de cientistas econômicos em jornais, que diziam, que a farra dos royalties iria acabar, e se determinados prefeitos do Estado do Rio não começassem a elaborar planos econômicos consistentes a população seria a grande prejudicada. Aliás segundo os prefeitos "perfeitos" QUEM TEM QUE PAGAR AS PÉSSIMAS ADMINISTRAÇÕES É A POPULAÇÃO.