sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

EDITORIAL - A farsa dos Royalties.


A tão anunciada crise financeira em Cabo Frio não se deve à queda do barril petrolífero, mas sim à ausência de gestão dos recursos dos royalties. É porque se gastou demais um dinheiro incerto e se guardou de menos a mesma fonte de renda que se chegou aqui.

O município de Casimiro de Abreu em 2013 foi o sétimo a receber mais royalties no estado, pouco abaixo de Cabo Frio, que foi o quarto (clique aqui e confira). Entretanto, com a "grande crise" do repasse agora, em 2015, a cidade acaba de oferecer 6,41% de aumento aos servidores e 14% especificamente aos seus professores (leia a notícia completa aqui). Como isso é possível com a queda do barril?

É simples: uma prefeitura tem gestão; outra não. O governo cabofriense gastou 30 milhões, de cara, com a obra da orla da Praia do Forte em 2013; fez e refez obras milionárias de valor suspeito, no Boulevard Canal; na Avenida Joaquim Nogueira; no Gamboa Shopping. Criou um staff com cerca de 40 secretarias. Não há petróleo que aguente tamanha irresponsabilidade.

Assim, há um mito de culpabilidade aos royalties. É um fato que seu valor de repasse caiu. Mas a culpa da crise financeira não é do petróleo, e sim de quem não soube gastas os recursos próprios, confiando em recebimentos voláteis, que não foram economizados.

Bom dia!


6 comentários:

Suzam irene disse...

Corretíssimo suas palavras é a mas pura verdade o município está totalmente má administrado está claro que o prefeito preocupou apenas em fazer a maquiagem da orla rua de biquini e óbvio deixou a população comendo moscas e mas aonde ele investiu foi apenas para mostrar ao turista que visitou a região comentar as belas obras do prefeito não é mesmo?

Anônimo disse...

EXATAMENTE ISSO!

Filadelfo disse...

Prezado Prof Rafael, boa noite.
As obras da Av. Joaquim Nogueira e do Boulevard canal, ainda não foram concluídas.Há uma nova pista de skate. Há uma conta milionária junto à SETRANSOL, da passagem à R$ 0,50 .Quanto à reajuste salarial do Servidores, em C. de Abreu, foi à reposição da inflação, pelo IPCA. Não se pode exigir, de quem não tem conhecimento técnico de gestão pública. Confunde-se palanque e Gabinete.Vamos continuar esperando dias melhores !!!
Filadelfo
Funcionário Concursado do BNDEs (1976) e Anistiado do Governo Collor.

Julio disse...

Sr. Filadelfo assina contrato com a Dona Salineira, mas quem recebe é SETRANSOL?Não entendi. Tem como me explicar? Os cartões foram feitos na secretaria de transportes, foi isso? Sindicato de empresas de ônibus fazendo cartões? É certo?

Filadelfo disse...

Sr Júlio, boa tarde.
Se o Contrato, foi assinado com à Salineira, eu desconheço.Quem sabe o Secretário do Transportes - sr Vítor, poderia responder, já que não há "chancela" e muito menos o funcionamento do Conselho de Transportes, desde janeiro/2013.Já há confecção do Cartão DIGNIDADE, foram feitos nas dependências da Secretaria Municipal de Transportes, pois desconhecendo o Contrato, não posso lhe dizer se deveria ser feito em outro local.Já à conta, independente de que seja o titular, ela é MILIONÁRIA, até por que, não existe divulgação dos valores.
Filadelfo.

Julio disse...

Sr. Filadelfo,

E as respostas? Nada? Quer as respostas? O senhor fala italiano? Porque as respostas vêm da Sicília, Itália. Lá da "Corsa nostra".
O dia que eu encontrá-lo na rua , eu vou fazer a tradução simultânea, para o senhor. Além de impressionado com o meu italiano vi ser impressionar também com as lendas e mistérios - essa semana surgiu outro, que eu vou averiguar com mais calma.

Mas é impressionante como tudo ligado ao transporte público muitos da cidade desconhecem e nem querem saber. Já das outras prioridades sabem e ficam "indignados".