quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

EDITORIAL - Sobre as condenações de Alair.


Causou grande rebuliço ontem a notícia de mais uma condenação jurídica do prefeito Alair Corrêa por improbidade administrativa, com perda dos direitos políticos por 4 anos. A reação governista teve direito a notas nervosas em blogs da situação, acusações histéricas e outros mais. O próprio prefeito acaba de falar ao vivo no Programa Amaury Valério sobre o caso. No discurso, destacou que sua condenação "é uma bobagem" e que seus adversários podem esquecer essa "alegria" de sua inelegibilidade.

Prefeito, seus adversários não querem sua inelegibilidade, ou sua condenação. Nós queremos o senhor inteiro, na disputa eleitoral ano que vem, para derrotá-lo nas urnas. Quem quer sua condenação é a justiça. A não ser que, nesse discurso, o senhor entenda que a justiça seja sua adversária. Aí é preciso rever o que diz e repensar sua própria concepção sobre democracia, supondo que ela exista.

Seus seguidos processos, prefeito, e suas constantes condenações por improbidade, são frutos da sua própria forma de administrar equivocada, eivada de incoerências, sem gestão e eivada de problemas éticos. Os efeitos jurídicos do seu modelo antiquado e arcaico de fazer política não é culpa nem de seus adversários, nem da justiça - é culpa sua.

Prefeito, eu não acho que a justiça seja uma "bobagem". Ao contrário, acho que ela é essencial e fundamental para a democracia. Mas engana-se o senhor se pensa que a última instância é o STF - quem transita em julgado, condenando ou não de forma definitiva, é o povo nas ruas e nas urnas. O senhor está preparado? Bem, nós estamos.

Bom dia!

11 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia.Rafael não é possivel que esse prefeito com alguns membros da sua equipe não saia preso até o fim desse mandato.São tantas falcatruas que não dá nem pra narrar.

Anônimo disse...

Vocês esqueceram de uma coisa. Qual o numero de condenação do ex prefeito Marcos Mendes?

Anônimo disse...

Esse prefeito precisa ser interditado urgentemente!
Ele se acha "deus", acha que está acima do bem e do mal, acima das leis e da própria justiça!
Isso é patológico, que coisa!

Julio disse...

Bobagens são as entrevistas dadas pelo prefeito Alair. Ainda bem, que eu não perco o meu tempo assistindo as entrevistas do prefeito . Um "franco-atirador" sem limites.
Eu sou mais ouvir a nova música - Eu Sou a Diva que Você Quer Copiar da Valesca Popozuda, umas quinhentas vezes sem intervalos do que ouvir entrevistas do prefeito diet de noção. Bobagens por bobagens, eu sou mais a Valesca.

Se grande parte da população da cidade não gostasse de se afundar no raso, não confundisse barraco no alto do morro com cobertura, tudo de graça e ainda querendo nota fiscal, a justiça teria sido feita há muito tempo. Já esta passando e ultrapassando a hora do população abir a mente, bater o martelo, carimbar e assinar a aposentadoria da carreira politico do
EVOLUÇÃO JÁ!

Julio disse...

Anônimo do dia 21 de janeiro das 13:13,evolua!

Rita Irene disse...

De fato quanta baboseira ficar discutindo a administração do prefeito coitado ele ta mesmo ficando é gagar as pessoas precisam entender que é o fim da carreira política do sr prefeito com ou sem condenação

Anônimo disse...

So para lembrar. Aquiles Barreto e Laura Barreto nao ajidam niguem a nao ser eles.mesmos.

Anônimo disse...

Então quer dizer que após os 70 anos ficamos inútil? Ora bolas ,na verdade issu tudo pode ser recalque por que o srº prefeito mesmo estando com mais de 70 anos esta inteiro e pronto para governar a cidade. Diferente do ex prefeito que mesmo mais novo fez um péssimo governo.

Anônimo disse...

Parece notícia repetida, mas não é! O ex-prefeito Marcos Mendes (PMDB) conseguiu atingir a inacreditável marca de 25 condenações no TCE-RJ (Tribunal de Contas) desde que deixou a cadeira de prefeito.

Anônimo disse...


Não perca as contas, o ex-prefeito e candidato a deputado federal, Marcos Mendes (PMDB) chegou a inacreditável conta de 30 condenações no TCE-RJ (Tribunal de Constas do Estado) desde que deixou a prefeitura de Cabo Frio.

O Processo 220.430-4/11 trata sobre 4º aditivo (significa que teve 3 aditivos antes no mesmo valor) no valor de R$ 2.974.180,00, isso mesmo que você leu quase 3 milhões de reais, feito entre a Prefeitura de Cabo Frio (Gestão Marcos Mendes) e o famoso Posto de Combustíveis Salinas Ltda, e segundo entendimento do TCE-RJ aditivo feito de forma ilegal.

Anônimo disse...

Chama o Fantástico !- Cadê o dinheiro que estava aqui". Vai ser um corre-corre. Seria muito bom!!!!