quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Prefeito de Búzios é condenado por improbidade.

O juiz Marcelo Chaves Villas, da 2ª Vara da Comarca de Búzios, na Região dos Lagos, condenou o prefeito André Granado Nogueira da Gama, o ex-prefeito Antônio Carlos Pereira da Cunha, o Toninho Branco, e o ex-secretário de Governo Carlos Henrique Vieira por improbidade administrativa.

A sentença suspendeu os direitos políticos dos três por oito anos, decretou a perda de seus atuais cargos, determinou a devolução de R$ 808.846,23, mais o pagamento de multa de 40 (Granado e Carlos Henrique) e de 50 (Toninho) vezes o subsídio recebido por eles à época dos fatos, além de bloquear os bens dos condenados.  Entre 2005 e 2008, quando Granado era secretário de Saúde no governo de Toninho Branco, eles teriam ordenado o pagamento de contratos para a manutenção da frota municipal de veículos sem licitação. 

Ainda em sua decisão, o juiz lembra com pesar que os três únicos cidadãos que comandaram a prefeitura da cidade - o atual e os dois anteriores - já foram condenados por atos ímprobos, sendo que o município, cujo território foi desmembrado de Cabo Frio, possui apenas 19 anos de existência político-administrativa. 
Processo 0023877-70.2013.8.19.0078


COMENTÁRIO: Precisa? O castigo vem a cavalo. E virá muito mais por aí em 2016.

Um comentário:

Anônimo disse...

Venho parabenizar o excelente Blog, a forma correta que conduz. Tenho percebido que na cidade de Cabo Frio esta um tormento, falta de capacidade de alguns secretários, são uns caras de paus, tem secretário blogueiro que teve coragem de postar pesquisa de intenção de votos, colocando o prefeito a frente de todos prováveis candidatos a candidatos, esqueceu que o padrão dele lançou vários candidatos na eleição passada e foi um fiasco, embora foi tudo uma farsa, pensando em tirar votos da oposição, deu tudo errado, mais tudo não passa de uma estratégica, vai ser assim na próxima eleição, vão lançar vários candidatos a prefeito, tudo manjado, não esquecemos que em Cabo Frio o que vale não é capacidade técnica e intelectual para exercer qualquer cargo de confiança, basta ser puxa-saco, bajulador e por ai vai, estão brincando com a coisa séria.