terça-feira, 2 de dezembro de 2014

ACABOU: Governo oficializa derrota para mobilização popular e retira proposta de fim do ensino médio municipal no Fórum de Educação.

Depois de muita polêmica e mobilização de estudantes, professores, funcionários e pais, o governo Alair Corrêa assumiu a derrota e consolidou a promessa feita pelo prefeito em entrevista coletiva, ao articular a retirada da proposta de estadualização do ensino médio municipal, durante a última etapa do Fórum Municipal de Educação, neste sábado.

Foram cerca de dois meses de luta, após a proposta que acabava com o ensino médio municipal ser aprovada na etapa anterior do fórum. Nesse período, organizamos junto com a comunidade escolar, o movimento estudantil e a imprensa da cidade, o Movimento Fica Rui, que tomou conta não apenas das redes sociais, mas também das ruas da cidade (para relembrar, clique aqui e acesse o #FICARUI).

A AERJ e o Grêmio do Colégio Municipal Rui Barbosa promoveram duas assembleias abertas à toda a população para discutir o tema, reunindo centenas de pessoas. Nelas, decidiram fiscalizar a atuação da Câmara Municipal e do Poder Executivo, que, por meio de entrevista coletiva concedida pelo prefeito Alair Corrêa, acabou recuando e anunciando verbalmente a desistência da proposta, em mais uma derrota política para o movimento popular organizado em favor da educação e contra a postura autoritária do atual governo. 

A palavra dada pelo prefeito publicamente, apesar de ter sido considerada um avanço e um compromisso, precisava ser consolidada e confirmada por uma ação concreta, o que aconteceu no sábado: a partir da pressão dos estudantes, a Secretaria de Educação retirou a proposta oficialmente no corpo textual do Plano Municipal de Educação.


Parabéns a todos que se organizaram e se mobilizaram em favor da causa, especialmente aos alunos, que, de forma autônoma, aderiram ao movimento e lideraram as ações de pressão, conseguindo o ótimo resultado em favor do povo. Por mais que alguns digam o contrário, eu tenho orgulho dessa geração.

Nenhum comentário: