sábado, 8 de novembro de 2014

#Novo
O Coronel Alberto Pinheiro Neto será o novo comandante da Polícia Militar no Rio a partir de janeiro. O Comandante atual foi exonerado por denúncias de corrupção em batalhões pelo estado, especialmente, na Ilha do Governador.

#Tiros
Na quinta-feira, tiros no Jacaré e na Boca do Mato. Essa guerra ainda demora muito para acabar, e vai continuar, com seus espasmos, crescimentos e quedas de intensidade. 

#Debate
O que não se pode esquecer em nenhum debate está em dois elementos: primeiro, que o abandono municipal da periferia por vários governos locais é sim motivador grandioso dessa situação; segundo, que os confrontos significam que o 25o Batalhão não está aceitando negociar com o tráfico e anda fazendo seu trabalho. Se assim não fosse, estaria reinando por aqui a "paz"que até a pouco reinava na Ilha do Governador e que reinou também por aqui com outros comandos no Batalhão.

#Debate II
Deu para entender? Se a PM fosse séria no estado inteiro, o estado inteiro estaria em guerra com o tráfico. A tranquilidades das cidades, em geral, significa a conivência com o crime organizado.

#Conjunto
A LIESA extinguiu o super quesito Conjunto do carnaval carioca. A mudança mostra a necessidade cada vez maior de enxugar e objetivar o julgamento dos desfiles - menos filosofia, mais praticidade. Essa é a tônica.

#Surpresa
Falando em carnaval, uma grande surpresa está sendo preparada para o carnaval 2015 em Cabo Frio. Já estamos muito felizes. Aguardem.

#Segurança
No bairro Vila do Sol, vândalos andam estragando o patrimônio público por vários cantos (foto ao lado). Deixo um alerta ao Comandante Ruy França - nada é por acaso nessas mensagens, e ele sabe disso.

#Mistério
E o mistério do carro sorteado no Baile dos Servidores, como vai? Tem muita gente dizendo que nosso blog acertou em cheio: o ganhador é neto de um braço direito do prefeito, "funcionário" da prefeitura, mas mora e estuda...em Niterói. Que coisa, não?


Um comentário:

Anônimo disse...

sou morador da vila do sol. neste ano liguei duas vezes para a polícia e fui informado que há apenas uma viatura para fazer a ronda na vila do sol e nos bairros vizinhos. há pichações em pontos específicos do bairro, como entrada e principais esquinas, pichações que poderiam ser apagadas pelo próprio poder público porque o morador provavelmente terá receio de remover ameaças de bandidos e também para mostrar quem é a autoridade de fato. mas não se trata apenas de pintar muros e postes, outras medidas são importantes como a iluminação. os postes antigos e em estado precário, são de madeira, oferecem BAIXA ILUMINAÇÃO e alguns deles ou estão com defeito na fotocélula ou com lâmpadas queimadas. há ainda algumas casas em construção e terrenos baldios sem limpeza que podem servir de esconderijo. temos também carros abandonados na rua de entrada do bairro, invisíveis para a fiscalização e posturas. o choque de ordem seria muito bem vindo à vila do sol. além disso, há uma entrada para a área abandonada da companhia perinas que para saber por quem está sendo usada basta apenas lembrar recente apreensão feita nas salinas próximas à praia do siqueira.
ressalto que não estou me referindo a comunidades reféns da violência e sim a um bairro de característica estritamente familiar. o bairro é pequeno, as ruas são sem saída: a criminalidade só chega na vila do sol se as autoridades estaduais e municipais permitirem. ações paliativas não resolvem problemas, precisamos de medidas efetivas urgentemente.