ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

quinta-feira, 9 de outubro de 2014


#União
Causou indignação em algumas pessoas a união das lideranças políticas locais adversárias em torno da candidatura à reeleição do governador Pezão. A reação merece uma reflexão.

#União II
Penso que a união dos adversários ao redor de uma ideia que entendem ser maior do que suas disputas locais, por ser de importância regional ou estadual, é algo que deveria ser o padrão, e não a exceção.

#União III
O que deveria mudar, ao contrário, é que essa união não fosse pontual, mas sim constante – não apenas ao redor de uma candidatura, mas em torno de políticas públicas locais que sejam benéficas para a região.

#União IV
Se a união vista em torno da reeleição de Pezão se mantiver para a luta por direitos da população da região nos próximos anos, teremos avanços, ao invés de retrocessos na nossa cidade. Mas se ela não servir para ensinar essa lição, aí sim teremos uma repercussão negativa dessa articulação.

#Liderança
Caberá ao deputado reeleito Janio Mendes capitanear essa mobilização, daqui para frente, em torno dos problemas e soluções para a região.

#Diferença
Isso não significa que as disputas, diferenças e rivalidades locais venham a se esvair. Elas certamente seguirão. Mas o normal na política é que elas sejam esquecidas em momento de adversidade, contra um inimigo maior – é como no sistema observado pelo antropólogo britânico Evans-Pritchard na região sudanesa africana no século passado, quanto as tribos inimigas se articulavam contra um inimigo mais poderoso e comum, voltando a se enfrentarem após a vitória na batalha.

#Diferença II
Independente do que o leitor acha sobre em quem votar no segundo turno, o que desejamos é que a unidade política em torno de uma causa sirva de lição para o enfrentamento comum dos problemas regionais nos próximos anos.

#Opinião
O advogado Carlos Magno discordou veementemente do posicionamento da Juíza Eleitoral Sheila Daxler, que recomendou aos candidatos que não visitassem as seções eleitorais, como é tradição nos dias de eleições. Segundo ele, um dos melhores fiscalizadores da regularidade do processo de votação é o próprio candidato, interessado diretamente, observando os trabalhos. Tem sentido.

#Rendendo
O posicionamento agressivo do candidato Levy Fidelix continua rendendo polêmicas. Na nossa região, um debate virtual sobre o tema pode se tornar processo judicial. Que coisa.

#Abstenção
O alto nível de abstenção registrado no estado do Rio lembra o romance Ensaio sobre a Lucidez, de José Saramago.

#Abstenção II
Nele, num país imaginário, ocorre, no dia da eleição, uma epidemia branca – um mar de votos em branco acaba tornando o pleito sem resultado, fazendo o governo deixar a nação e as cidades serem abandonadas à própria sorte anárquica - o que o povo acaba adorando, claro. Interessante para se pensar.

#Bagunça
O governo municipal é tão bagunçado que, nesta semana, dez dias após o pagamento da prefeitura, as polêmicas continuam. Professores de uma escola que fazem “dobra” não receberam o pagamento devido. A unidade escolar, claro, fica na periferia. Questão de prioridade – como sempre.

#Detalhe
Como a notícia já tem alguns dias, resguardamos a possibilidade do erro já ter sido sanado. Será? Assim esperamos.

#Pronto
Eu não ia falar, mas acabo não aguentando: vamos ver quem é ou não é “vaca de presépio” nas próximas votações da Câmara Municipal de Cabo Frio. Que tal?


#Pesquisa
Já tem pesquisa sendo feita pelo IBOPE e pelo Datafolha sobre o segundo turno das eleições para o governo federal e estadual do Rio. Na sexta, já deverão ser divulgados os resultados. Está esquentando. 

#Pesquisa II
Os institutos Veritá e Paraná Pesquisas, entretanto, já divulgaram seus primeiros resultados. Em ambos, Aécio venceria por pequena margem. O primeiro bate 54,8% a 45,2%. O segundo, 54% a 46%.

#Apoio
Depois do deputado reeleito Marcelo Freixo, ontem foi a vez do deputado federal reeleito Jean Willys, também do PSOL, declarar apoio a Dilma no segundo turno.

#Apoio II
Já Marina foi ontem à casa de Fernando Henrique Cardoso, após seu partido ter declarado apoio a Aécio.

4 comentários:

Julio disse...

Ficaram indignados com a união das lideranças politicas locais em favor do Pezão.... Dá para você ver: como algumas pessoas da cidade entendem de politica. Será que confundiram com confraternizarão no final de ano. Também povo que vive o ano todo dentro de um abadá, você queria o quê?

Anônimo disse...

Marquinhos esta adulando muito este vereador que e servo de alair. Vai acabar se fudendo.

Anônimo disse...

Já se fu fu. Se é o lider baba ovo?

Anônimo disse...

Rafael infelizmente nesse nosso mundo político em que vivemos ,tudo acontece .menos o que você utopicamente defende que os interesses tem que ser a nível regional. A própria situação de como cabo frio vem sendo conduzida.
Logo percebe -se que é a sua ansia de vontade que as coisas sejam desse jeito, mas para nosdo desespero ficou muito feio para jânio e MM.Acho que as equipes tanto fe um como de outro falharam feio em deixar que isso acontecesse ,pelo menos que disfarcassem um pouco .mas ali o propósito é um só .Colocaram o poder acima de tudo e todos ,afinal eles tem um grupo políltico ou não?