quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Inquérito do Ministério Público contra Alair Corrêa, por anulação de ato de remanejamento de servidor, segue na justiça. As acusações são de improbidade administrativa, abuso de poder e desvio de finalidade.

Em 2013, meu ato de remanejamento para o Colégio Municipal Rui Barbosa foi surpreendentemente anulado por motivação desconhecida, um dia depois de críticas feitas por mim ao governo municipal e consequente resposta do prefeito nas redes sociais. (relembre o caso clicando aqui)

Depois de vencer o processo judicial contra o prefeito e a Secretária Municipal de Educação (na primeira e segunda instâncias), e garantir, por força da lei, minha permanência no Rui, encaminhei ao Ministério Público o caso, motivando o órgão a abrir inquérito, no qual investiga a possibilidade de improbidade administrativa, abuso de poder e desvio de finalidade na anulação do ato.

Nesta semana, o Ministério Público me oficiou a apresentar minha versão dos fatos sobre o caso.



Responderei ao Ministério Público com o maior prazer e dedicação.

Seguiremos na luta pela justiça. Recuar, jamais.


Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns, ninguém pode usar cargo público para perseguir ninguém, ele deveria ser preso, isso é para mim é igual a tortura.