ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

EDITORIAL - #FICARUI – Comentando o comentário.



Ontem iniciamos a campanha #FICARUI, que não tem outro objetivo, a não ser o de reunir todas as pessoas que se mostram insatisfeitas com a recente aprovação da inclusão do fim do Ensino Médio Municipal no Plano Municipal de Educação. É preciso unir forças para, nesta nova fase, pressionar os Poderes Executivo e Legislativo da cidade pela não alteração da Lei Orgânica, necessária para se efetivar esse absurdo.

Na postagem inaugural na rede social facebook, recebemos quase 80 compartilhamentos e dezenas de comentários. Entre eles, um, em especial, me chamou a atenção.

O amigo Luciano Régis assim refletiu sobre o caso:

Já que ele não conseguiu tirar o Rafael Peçanha do Rui, ele vai tirar o Rui da Prefeitura.

Todos os leitores e seguidores deste blog sabem e lembram a disputa política e judicial que travamos, nos anos de 2013 e 2014, contra o governo, pelo nosso direito de lecionar no Colégio Municipal Rui Barbosa (relembre o caso clicando aqui). Mas o que mais espanta, comparando e reunindo essas histórias, é a dificuldade do governo municipal e do prefeito em aceitarem a existência de um núcleo de formação de opinião crítica e cidadania para juventude do nosso município. Tem muito cheiro de medo no ar dessa repulsa quase freudiana do prefeito pelo Colégio Municipal Rui Barbosa.



Talvez o meu caso tenha sido um exemplo mais divulgado. Mas, imaginemos, quantos professores tiveram o desejo de lecionar no Rui e foram cerceados? E agora, com a nova medida presente no Plano Municipal de Educação, quantos outros docentes terão esse sonho ceifado? E mais – quantos alunos terão o projeto de cursar um ensino médio de nível crítico e engajado, em sua própria rede municipal, sepultado por um governo que, através de sua pasta de Educação, só busca deseducar?

Não. Não é preciso um consultório ou um divã para entender o caso. Basta analisar a história. Estão presentes, nesta situação, o mau e velho medo da educação do povo; da formação do jovem; da conscientização das massas. O medo, nesse caso, é bom. Sinal de que estamos no caminho certo. E eles, no errado.


Participe da luta pelo Colégio Municipal Rui Barbosa. Clique Aqui e curta a nossa página no facebook. Interaja; opine; proponha; articule; manifeste.

Nenhum comentário: