ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

EDITORIAL - Praças abandonadas.


O abandono da cidade de Cabo Frio por sua atual gestão pode ser observado em um espaço comum aos bairros, voltado ao lazer e à integração social, especialmente, de suas crianças: as praças.

Moradores de vários bairros e suas associações, dentro das quais destacamos as da Vila do Sol e do Guarani, têm reclamado constantemente do desleixo com tais espaços em suas áreas de abrangência, ainda que no Guarani as obras de reforma já tenham começado - mesmo que longe da qualidade necessária.

Priorizar a criança e sua família é investir em grandes estruturas de qualidade de vida, como a educação e a saúde; mas também em estruturas e aparelhos urbanos simples, como as praças. Não é possível conceber uma cidade do futuro, organizada, apontando para o progresso e para a justiça social, sem pensar nas crianças e em suas famílias, mas ao contrário, fazendo-as correr riscos em locais inseguros para o corpo e para a dignidade de uma cidadania que se esvai pelos dedos daqueles que mais precisam de um poder público transparente e honesto: o povo. 

Bom dia!

2 comentários:

Julio disse...

O que também está "abandonado" é o "carro 636" que faz a linha 313 - Guarani X Jacaré. Parece parente do Cascão. Igualzinho as represas do Sistema Cantareira, em SAMPA. Ou seja, um tempão que não vê uma gota de água. Chega dá nojo. Imagine eu pobre classe A sentado em uma imundice. Quanta dignidade, não é prefeito?

Anônimo disse...

Cuidar de praças fora da orla da praia .não é interessante .