ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018

ESPECIAL ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2018 | Sugira sua emenda nos comentários. Vote nas enquetes. Dê sua opinião. Ajude nosso mandato a ser verdadeiramente popular e participativo!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Datafolha: Marina empata com Aécio e ganha de Dilma no segundo turno.

Em levantamento feito nesta semana, após o falecimento de Eduardo Campos (PSB), o Instituto Datafolha detectou um quadro surpreendente: Marina Silva (PSB) empataria tecnicamente com Aécio Neves (PSDB) no primeiro turno e venceria a presidenta Dilma (PT) no segundo turno.

Pelo comparativo entre as pesquisas Datafolha de julho e agosto, percebe-se claramente que Marina não tira votos de Dilma nem de Aécio, mas ganha boa parte dos votos até então brancos e nulos (caíram 5% entre as duas abordagens) e indecisos (que também caíram 5%):


O resultado confirma a conclusão da pesquisa com 30 mil telefonemas feita pelo PSB também nesta semana, conforme antecipamos na edição de ontem (releia aqui).

Nas simulações de segundo turno, Marina bateria 47% contra 43% de Dilma, enquanto a socialista venceria Aécio por 47% a 39%.

Na avaliação da rejeição, Dilma aparece em primeiro com 34%; Aécio tem 18%; Pastor Everaldo (PSC) tem 17%; Zé Maria (PSTU), 16%; Eymael, Levy Fidelix e Rui Costa batem 13%, enquanto Marina Silva, Mauro Iasi e Luciana Genro têm apenas 11% de rejeição, à frente penas de Eduardo Jorge (PV), com 10%.

Foram ouvidas 2.843 pessoas entre os dias 15 e 17 de agosto em 176 cidades do país. A margem de erro é de 2%.

COMENTÁRIO: Marina parece mesmo ter levado consigo o voto dos simpáticos às manifestações de junho, que creio entrarem nos votos brancos, nulos e indecisos da pesquisa anterior - 10% migraram para ela, mais os 8% que Eduardo Campos já tinha. A comoção pelo falecimento do ex-governador de Pernambuco também garantiu à ambientalista o crescimento, certamente. Resta saber se a moça consolida, amplia ou perde essas conquistas ao longo da campanha, especialmente, com o advento da TV.

Nenhum comentário: