quarta-feira, 2 de julho de 2014

Resultado do sorteio de seis pratos do Festival do Camarão – Barraca 30 (Barraca da Lela). Até o prefeito gostou da ideia.

Durante toda a semana, nosso blog recebeu nomes e contatos de candidatos ao sorteio de seis deliciosos pratos na Barraca da Lela (Barraca 30) do Festival do Camarão da Praia do Siqueira, que começa amanhã.

Tivemos mais de 100 concorrentes às delícias e a disputa foi acirrada. O sorteio foi feito de maneira aleatória e sem nenhuma influência pessoal. Pedimos desculpas, inclusive, por não termos conseguido confirmar o recebimento do e-mail de todos os concorrentes, devido ao grande número.

Os seis sorteados serão contatados pelo nosso blog para um encontro amanhã, no qual serão entregues os tickets e onde travaremos um agradável papo para nos conhecermos, afinal, todos os concorrentes são leitores diários do nosso blog.

Enfim, os felizardos são:

Jorge Figueiredo
(final de telefone 5028)

Vilani Rocha Fonseca
(final de telefone 2363)

Melissa Pereira dos Santos
(final de telefone 2999)

Luzier de Cássia (final de telefone 4520)

Felipe Fonseca
(final de telefone 6854)

Marco Antônio Machado Monteiro
(final de telefone 5573)




O Festival do Camarão da Praia do Siqueira é uma iniciativa da comunidade local de moradores, comerciantes e pescadores do bairro, entrando em sua décima edição neste ano. O evento começa às 18h desta quinta-feira, dia 3, e sexta-feira, dia 4, iniciando ao meio-dia no sábado (5) e domingo (6).

Parabéns aos ganhadores e vamos à festa!


Prefeito gosta da ideia e copia.



Até o prefeito de Cabo Frio gostou da ideia do nosso sorteio e resolveu copiar. Ontem, sua equipe reuniu os barraqueiros do evento e os "sugeriu" que disponibilizassem, cada um, cinco tickets para serem sorteados na imprensa local.

É isso aí. Ficamos lisonjeados com a nova homenagem. Mas sabemos que os amigos que administram as barracas do Festival nem precisam da "indicação" do prefeito sobre o que devem ou não oferecer, afinal, cada um sabe ali "o quanto o calo aperta" e até onde podem ir ou não nos seus gastos e lucros. Penso que todos devem ser respeitados em seus limites e possibilidades, pois tratam-se de trabalhadores, responsáveis e conscientes de suas realidades. Viva os barraqueiros; abaixo as "obrigatoriedades sugeridas" 

Nenhum comentário: