sábado, 5 de julho de 2014

EXCLUSIVO - PDT acaba de decidir seu rumo na eleição deste ano no estado do Rio.



Agora é oficial. O PDT não indicará outro nome para governador e apoiará informalmente Luiz Fernando Pezão (PMDB). Embora fora da chapa por discordar da candidatura de César Maia ao (DEM) Senado, o partido não terá nome oficial para o Executivo.


Carlos Lupi (PDT) mantém a candidatura ao Senado como único representante da presidenta Dilma (PT). O político começa amanhã sua campanha com uma caminhada na Quinta da Boa Vista. Então candidato a vice na chapa de Pezão, Felipe Peixoto (PDT) não será candidato a  nada neste ano.

A legenda entregou ainda as duas secretarias estaduais que administrava: Defesa do Consumidor e Desenvolvimento Regional e Pesca, cujo secretário era o cabofriense José Bonifácio.

O PDT decidiu ainda que não fará coligação e virá sozinho nas eleições proporcionais (deputados estaduais e federais).

O partido emitiu nota oficial sobre as decisões agora há pouco (leia aqui).

Nenhum comentário: