sábado, 12 de julho de 2014

EDITORIAL - Enquanto isso, a chuva cai lá fora.




A forte chuva dos últimos dias castigou toda a região com destaque para Cabo Frio e Búzios. É claro que a melhoria desse quadro diz respeito a uma política pública ampla e estruturada. Mas ela precisa ser feita. O que não se pode fazer é não fazer nada.

Não podemos ser incoerentes ao reclamar dos problemas gerados pelas chuvas como se eles fossem solucionáveis de um dia para o outro. Mas também não podemos nos conformar em ver governantes e políticos da região vestindo galochas nos dias seguintes dos desastres para consolar famílias e não fazendo nada logo em seguida. Nenhum projeto de lei; nenhum ofício; nenhuma reunião com autoridades ou empresas ligadas ao ramo; nenhum plano de ação; nenhuma discussão pública.

Urge, em Cabo Frio especialmente uma gestão que reúna técnicos e moradores na busca do tabelamento das principais áreas afetadas e suas possíveis soluções. Partindo das situações pontuais mais graves para as menos graves, cabe desenvolver um planejamento amplo, tanto preventivo quanto paliativo e também estrutural, de maneira que a situação possa ser, ao menos, amenizada de modo geral, mediante convênios com a iniciativa privada, especialmente.

Mas o problema é que boa parte daqueles que podem agir nesse sentido - e minha proposta aqui é extramente simples e factível - vivem enfurnados em gabinetes bonitos com ar condicionado. Só saem para ver os estragos das chuvas e lamentar. Ou para dar entrevistas em rádios e voltar às suas salas no dia seguinte, depois de uma matéria negativa no jornal.

E, enquanto isso, a chova cai lá fora.

Bom dia.

Um comentário:

Jonnie Walker disse...

grande reflexao Professor , em buzios aconteceu ano passado e nada absolutamente foi FEITO, os vereadores em vez de colocar o prefeito contra a parede e fazer algo nada fizeram , a culpa e de TODOS ELES VEREADORES, ACESSORES E PRINCIPALMENTE O PREFEITO !!!