terça-feira, 3 de junho de 2014

EDITORIAL - A greve continua, e a culpa é do Rei.


Hoje é o segundo dia de greve geral dos servidores municipais em Cabo Frio. A greve foi legalmente decidida e deflagrada na última assembleia geral do SINDICAF, sindicato representativo da categoria em Cabo Frio, diante de uma lista múltipla de irregularidades e descaso com o trabalhador na cidade.



Ontem, servidores da Limpeza Urbana (Coletores e ASGs), da Saúde (Maqueiros, Motoristas, Técnicos e Auxiliares de Enfermagem), da Postura, da Guarda Municipal (GMs) e da Guarda Marítima e Ambiental (GMAs) aderiram ao movimento, fazendo presença na Praça Tiradentes, onde fica a Prefeitura de Cabo Frio.



Como não houve negociação, a categoria presente deliberou a continuação da paralisação hoje, perfazendo o segundo dia de greve em Cabo Frio.,

O governo vem com seu discurso de sempre: que muito foi dado à categoria, inclusive, o PCCR - que foi aprovado pelo governo anterior, lembre-se. Diz ainda a gestão municipal que a greve, novamente, "é coisa da oposição". 



Assim é fácil, como sempre foi. Na grande obra da literatura O Pequeno Príncipe, de Antoine Saint-Exupéry, um dos diálogos levanta uma dúvida crucial: se o rei manda um soldado para a batalha e ele falha, de quem é a culpa? Do rei ou do soldado?

Do soldado - responde o interlocutor - que falhou em sua missão. Errado - responde o outro debatedor - a culpa é do Rei, que não enviou o soldado certo ou o enviou na hora errada, do jeito errado.

Em Cabo Frio, a culpa sempre é do soldado. Para se livrar do estigma de sua própria incompetência, o governo lança mão das desculpas mais esfarrapadas e conspiratórias possíveis. Não é "coisa da oposição" a falta de remédios, luvas, seringas e materiais nos hospitais públicos; não é "coisa da oposição" a falta de compromisso com os coletores e Guardas; não é "coisa da oposição" a falta de investimento e cuidado para com a periferia da cidade.

Assim, a greve continua, com os soldados do bem nas ruas. Porque a culpa, mais uma vez, é do Rei. Ainda que ele fuja disso.

Bom dia!


5 comentários:

Anônimo disse...

Rafael, bom dia.
É lastimável, que seja necessário, "recorrer a greve", por falta e tato de diálogo, do nosso Chefe do Poder Executivo.
O tempo "mudou", não é mais no grito e palavra de "baixo calão", que se administra. Hoje, a questão é DIÁLOGO, COMPETÊNCIA no que se faz no Serviço Público.
Desde da década de 1980, sabemos, que o sr Alair Côrrea, é 1 perseguidor do trabalhador Municipal - pois o mesmo apesar de ter tido à sua aposentadoria cassado pela Justiça no IBASCAF, NUNCA fez por merecê-la.Todos nós Servidores Municipais, sabemos de que este Governo é tão populistas, como foram os demais dele. NUNCA, se preocupou com a Educação, Saúde, Habitação dos Munícipes. Quem o conhece sabe,que foi "um pé de chinelo", que se profissionalizou na politicagem, é um falido empresário - onde estão os avestruzes ???
HOJE o que presenciamos, é fruto de 1 retrógrado em administração pública. Como pode em 16 meses, ter entrado nos cofres da Prefeitura + de 1 bilhão de reais, e qual foi o retorno dado à população, seja ela da periferia ou dos bairros próximo ao Centro de Cabo Frio? NADA.
Foi isto que o povo escolheu, e é por isso que teremos que esperar até o final de 2016.

Anônimo disse...

Políticos canalhas !!!!! Cabo Frio cada vez pior !!!! O prefeito quer obrigar trabalhadores q recebetam a menos...trabalharem, através de ameças de dispensa e cortes de salários ainda piores. Isso é assédio moral !!!!

Anônimo disse...

O governo vai de mal a pior em Cabo Frio os culpados sao os vereadores.

Anônimo disse...

rafael. bom di a voce sabe se os bancos ja sairao da greve

Julio disse...

Tá pior, não! São os seus olhos.