terça-feira, 24 de junho de 2014

.



#Decidido
Em entrevista coletiva ontem no Hotel Windsor Guanabara, César Maia (DEM) confirmou o aceite à proposta do PMDB. Com isso, será o candidato ao Senado na chapa de Pezão.

#Decidido II
Estiveram presentes, além de Maia, Pezão, o presidente do PMDB, Jorge Picciani, e os presidentes estaduais do PPS e PSDB, respectivamente, os deputados estaduais Comte Bittencourt e Luiz Paulo.

#Decidido III
Na ocasião, PPS e PSDB também confirmaram adesão a Pezão (PMDB), que agora soma 18 partidos em sua coligação.

#Fora
Na saída, perguntado por amigos sobre sua candidatura a deputado federal, Sérgio Cabral respondeu: “Cabral nessa eleição só o Marco Antônio”. Referia-se a seu filho, candidato à Câmara.

#Justificando
Para justificar a adesão ao “chapão”, César Maia publicou em seu twitter os “cinco vetores de convergência” que o fizeram aceitar o convite de Pezão. Tá bom.

#Repercussão
A reação interna a César Maia, porém, está longe de ser pacífica. O presidente do PDT, Carlos Lupi admitiu que não há como fazer campanha para o moço. “Não sei como vamos desatar esse nó”, teria dito, segundo o colunista da Veja, Lauro Jardim.

#Admitiu
Na entrevista coletiva, Pezão admitiu, pela primeira vez, que pode abrir o palanque para Aécio. E não só para ele: também para o Pastor Everaldo, candidato à presidência pelo PSC. E para Dilma também, claro.

#Feliz
A declaração deixou o deputado Luiz Paulo, presidente do PSDB, todo feliz. O moço fez, inclusive, questão de postá-la em seu twitter.

#Efeito
Mas o efeito César Maia é ainda maior. Um dia antes do anúncio oficial do DEM, na convenção do PSD, domingo, a ata aprovada dizia que o apoio da legenda a Pezão teria como condição o nome de Ronaldo Cezar Coelho à suplência do Senado e à sua indicação ao cargo no caso de desistência de Cabral.

#Efeito II
Para romper sua própria ata e manter o apoio, o PSD agora quer a vice de Pezão.

#PDT
Sabendo disso e da insatisfação de Lupi com a indicação de Maia, Lindbergh (PT) já tem agenda com o presidente pedetista para essa semana.

#PRB
Mas a menina dos olhos de Lindbergh é mesmo Crivella (PRB). Até o ex-presidente Lula entrou na negociação para que o senador seja o vice do PT no Rio. Na bolsa, uma promessa de Ministério em caso de reeleição de Dilma. A resposta deve sair ainda hoje.

#Antes
Mas é claro que o PMDB já se antecipou e se reuniu ontem mesmo com Crivella. O tema e o resultado da conversa, entretanto, são segredo de estado. Ou de Estado.

#Isolado

Garotinho (PR) já esteve ontem conversando com lideranças do PROS para sair do isolamento, mas há quem diga que o resultado não foi bom. O partido recém-criado deve parar mesmo no colo do PT ou do PMDB. Com isso, Garotinho será candidato de si mesmo. No máximo.

#Isolado II
Mas se conseguir o PROS, o campista sai dos menos de 2 minutos de TV que tem e vai a quase 3. Lindbergh ganhou mais um minuto com o PSB e hoje tem pouco mais de 6 no total, enquanto Pezão passa de 10 minutos com os atuais partidos que possui.

Nenhum comentário: