quarta-feira, 2 de abril de 2014

DENÚNCIA - Alunos da Escola Municipal Pedro Jotha, em São Jacinto, estão sem transporte há 4 semanas.


Estive com pais de alunos e moradores do entorno da Estrada da Integração, em São Jacinto, nesta semana, e recebi a denúncia de que os ônibus escolares da prefeitura que fazem o transporte dos alunos até a Escola Municipal Pedro Jotha estão entrando na quarta semana de ausência desse serviço.


A área possui grande dificuldade no que se refere a transportes. Muitos cidadãos moram longe da Estrada, possuindo situação econômica complicada, só podendo enviar seus filhos à escola através dessa política pública. A Escola Pedro Jotha possui como característica uma grande quantidade de crianças em idade de creche e pré-escola. O impacto da ausência dos ônibus escolares na comunidade, portanto, é enorme, tanto para a rotina das famílias da localidade quanto para o processo educacional das mesmas.

Os pais de alunos me informaram que já buscaram a Secretaria Municipal de Educação para resolver o problema, mas foram recebidos com pouca cortesia por uma de suas representantes. A explicação dada se restringiu a informar que reparos estão sendo feitos nos veículos.

Nosso blog entra, neste momento, junto com os moradores e pais de alunos de São Jacinto nessa luta. Vamos cobrar à prefeitura que, por meio da Secretaria Municipal de Educação, como num primeiro passo, receba os responsáveis das crianças com presteza, calma e atenção, para apresentar uma solução para o impasse. E, num segundo passo, que de fato resolva o problema.

Afinal, temos uma cidade rica, que contrata iluminação coreana para a Praça das Águas e torra milhões numa orla que vive vazia nos fins de semana; uma cidade que paga "bichos" para jogadores de futebol e gordos cachês para cantores de renome. Não dá para priorizar isso e esquecer os alunos da rede municipal.

A Escola Municipal Pedro Jotha fica às margens da recém-inaugurada Estrada da Integração, local de recebimento de altas somas do dinheiro público (obras estaduais para mobilidade) e privado (investimentos particulares em lazer,como parques aquáticos). É muita incoerência que a prefeitura deixe nossas crianças sem escola numa região onde tanto dinheiro para fins menos nobres acabam circulando.

Vamos cobrar uma solução. Nossa luta começa hoje. E o prazo para resolver esse absurdo também. 

3 comentários:

Antônio Cardozo disse...

Gostaria de fazer uma denuncia Rafael. Tenho um filho que estuda na escola municipal luis lindenberg e usa o transporte da prefeitura que é o ônibus, para o deslocamento da minha casa para a escola e vive-versa. Aconteceu que teve um dia que já era quase 19:00 e meu filho ainda não tinha chegado em casa ainda. Fui na escola e a mesma estava fechada, fiquei sem saber o que fazer, comecei a procurar pelos locais prováveis que onde o ônibus passa e nada. O meu filho só chegou bem mais tarde e me veio a notícia que o ônibus foi parado numa blitz e como estava com o documento atrasado ficou lá esperando que fosse resolvida a situação. Agora me diz Rafael como uma prefeitura que é milionária deixa isso acontecer? eu não consigo entender. E outra também!, meu filho me disse que muitos alunos desrespeitam a senhora que fica no portão da escola . A escola não toma uma providencia, eu até entendo. Porque alguns vem de comunidades onde impera a lei do tráfico e a senhora não vai ser doida de bater de frente.
Será que é muito difícil para o prefeito colocar guardas municipais nas escolas do municipio com tanto dineiro que a prefeitura recebe?
Vai aí Rafael a minha denuncia e meu apelo, obrigado

Anônimo disse...

Com relação ao comentário acima sobre bomba dägua nas escolas,é a pura verdade pois tenho indo nas escolas a serviço,pois trabalho com vendas e a reclamação das diretoras é geral.Dizem que o Sr. Achiles tirou a empresa que sempre prestou um exelente serviço para as escolas,os rapazes não tinha dia nem hora para resolver ploblemas nas escolas,só que com a entrada desse novo prefeito,o irmão(secretario) tirou a mesma e colocou uma dali do Braga,só porque o dono ajudou o tal Marcelo Correa na campanha,o rapaz dono pensou que era moleza cuidar de toda a rede e percebeu tambem que o setor que cuida dos processos na Seme era chefiado pela Sra. Jovana (irmão do Toninho da consercaf) uma funcionária mega incompetente que está ali até hoje ninguém sabe porque.e que não iria receber tão cedo como muitas empresas que pretão serviço.Tratou de sair fora e não recebeu até hoje.Pro outro lado o irmão do prefeito não tendo ninguém competente e com disposição para TRABALHAR,recontratou a empresa que estava dando certo.Tudo por causa de politica. Acho que as diretoras quando acontecer esse problema com a bomba,elas tem que é dispensar todos os alunos para a secretaria de educação tome vergonha e contrate uma empresa decente para dar manutenção,pois é um serviço exencial para as ecloas.Mas infelizmente quem esta numa sala com ar condicionado e com a caneta na mão não pensa assim.

Rafael Peçanha disse...

Bom saber que os cidadãos que vivem essa realidade diariamente confirmam as denúncias aqui postadas. É a vida confirmando o texto, nesse caso, infelizmente. Um abraço e obrigado a vocês pela ajuda.