terça-feira, 21 de janeiro de 2014

ARTIGO - Caminhando pela paz.

Publicado no Jornal Tamoios em 20 de janeiro de 2014.


A passeata, caminhada, manifestação, ou como quer que se chame o movimento que reuniu dezenas de pessoas nas ruas de Tamoios, realizado nesta semana, evidencia, como um símbolo, uma série de questões latentes na sociedade cabofriense.

Primeiro, obviamente, a violência, que grassa, aparentemente, sem freio e sem medida em Tamoios. A falta de um policiamento mais efetivo e numeroso; a presença de milícias ligadas ao transporte alternativo (não sou em quem digo, é o Relatório Final da CPI das Milícias, publicado há alguns poucos anos pela Alerj), bem como a falta de apreço das autoridades municipais pela localidade, se não criam, ampliam o espetáculo triste das agressões, assassinatos e assaltos, nos quais a criminalidade e os cidadãos que desejam detê-la, por vezes, fazem suas próprias leis, instaurando verdadeiros tribunais de rua, onde quem sempre perde é a democracia e a civilidade.

Segundo, as críticas. A tentativa de vincular o ato a uma manifestação político-partidária é sempre a arma evidente e infantil de quem se reconhece omisso por nada fazer. É a síndrome da Raposa de Fedro: já que o político “X” da cidade nada faz para estancar a violência em Tamoios, diz-se que a manifestação é vinculada ao político “Y”, a fim de tentar deslegitimá-la e tirar sua idoneidade. Mais fácil é desviar o foco do que assumi-lo.



Terceiro, percebe-se uma mudança estrutural na identidade cultural do tamoiense. Há alguns anos ainda um povo de múltiplas origens geográficas, e, por isso mesmo, desarticulado, começa-se a ver hoje uma mobilização maior entre os habitantes, que passam a se entender de Tamoios – e isso é essencial para levá-los às ruas em prol de seus direitos.

Quanto a nós, só temos que parabenizar os organizadores do evento, fazendo votos de que ele se repita, cada vez melhor e maior, a cada momento no qual o povo de Tamoios precise mostrar para sua própria cidade a necessidade de ser ouvido e atendido. E olha que esses momentos são muitos. Vamos às ruas então. 

9 comentários:

Anônimo disse...

Povo covarde e justiça fraca o prefeito deita e rola.

Julio disse...

Os sonhos devem ser ditos para começar a se realizarem. E como todo projeto, precisam de uma estratégia para serem alcançados. O adiamento destes sonhos desaparecerá com o primeiro movimento.

Paulo Coelho

Anônimo disse...

Atençao srs leitores deste blog. . Nao contente com o dinheiro que ja tem, ainda quer emprestar do banco do brasil mais 100 milhoes e dar como garantia o futuro de uma populaçao que ja nao tem nada. Cade a camara municipal e o ministerio publico?

Julio disse...

Anônimo das 11:41, Edith revela que Jonathan é filho de Félix. e Mentiu por vingança.

Anônimo disse...

Professor tenho notado que alguns comentários não estão sendo postados ,eu pedi um esclatecimento sobre o conselho da metenda escolar,porque sei que faz parte em analisar e fiscalizar ,a questão sobre o arroz que está chegando nas escolas e que vem do Espirito Santo. O QUE ESTÁ ACONTECENDO? Não está querendo certos comentários ,essa postagem fiz à tarde e deu publicado,porque não entrou?

Rafael Peçanha disse...

Amigo anônimo, o comentário anterior fazia referências familiares, e sobre famílias e questões pessoais nós não falamos por aqui. Agradeço a compreensão. Este espaço é de todos! Um abc.

Anônimo disse...

Amigo prof. Continuo sem a resposta do arroz que está chegando nas escolas é que vem do Espirito Santo .Quanto à sua explicação .vou te respeitar ,embora não concordando ,pois o que toquei ,o próprio falou de sua vida no clube Tamoyo ,falou para que todos ouvissem ,se foi em meias palavras ,tudo bem .Ontem olhando um blog sabia onde o sr.e sua esposa estavam almoçando ,isso o sr.também não acha que é falar da vuda pessoal de uma pessoa .Sinceramente não vejo porque o sr.prefeito daqui tem que ser blindado ,pois os polílicos de Brasília que são mais poderosos,qualquer furo de suas vidas pessoais que se descobrem.logo vai parar em tribuna ,ou nas revistas.jornais e etc. ACHO QUE ESTÂO CERTOS AS PESSOAS QUE FAZEM AS DENUNCIAS ,ERRAR TODO MUNDO ERRA .MAS TEM UMA HORA QUE A PESSOA TEM QUE USAR DA SINCERIDADE ,OU PARAR DE ERRAR OU ASSUMIR ,ATÉ POR QUE COMO SE ADMINISTRA UMA CIDADE OU QUALQUER OUTRA COISA .SE PRIMEIRO VOCÊ TEM QUE SE EXEMPLO DE SUA PROPRIA FAMILIA ,BOM PARECE QUE AQUI EM CABO FRIO NÃO É DESSE JEITO .PROFESSOR PELO QUE SEI ,SÓ CABE PROCESSO QUANDO SE FALA MENTIRA OU QUANDO NÃO SE PODE PROVAR O QUE ESTA SE FALANDO QUE NÃO É O CASO EM TELA ,ELE MESMO FALOU DE SUA VIDA OARTICULAR .AGORA SE NÃO QUER POSTAGENS DIFETENTES.DEVERIA FAZER IGUAL AO BLOG DO TOTONHO. NÃO TECEBER COMENTARIOS .Professor uma das maiores virtudes do homem é a coragem .Enfim o sr pode ate falar que ser anomimo é facil e é o sr.que vai ser processado ,mas sabe também que descobrir quem é o anomimo é muito facil para à justica. Um abraço e desculpe o desabafo de uma pessoa que não entende porque o executivo daqui de cabo frio tem que ser blindado .quando ele que falar e fala mesmo sem pena e nem piedade .se não fala de fatos pessoais e que as pessoas não tem,por que se tivesse,tenho certeza que não pouparia ninguém.

Anônimo disse...

Estou doido para este anonimo se revelar, concodordo em numero e grau pois quando o sr de brasilia pagou contas da amante com o meu dinheiro foi a publico todo mundo ficou sabemdo, quando a quadrilha do mensalao do lula todo mundo ficou sabendo, alias todo o partido do pt esta condenado etodo mundo esta sabendo e continua todo mundo roubando o dinheiro publico e o povo brasileoro gosta e vota em vagabundo. O que mais me impressiona e que o tribunal superior federal esta junto com estes bandidos e ai quem podera nos ajudar . E tem mais se nao temos o judiciario a favor da verdade do povo o brasil vai virar uma etippia como confirmava meu amigo Joao figueiredo, acorda brasil acorda xabo frio.

Rafael Peçanha disse...

Perfeito. Caro anônimo, é como disse: seu comentário e de outros serão sempre bem vindos, desde que separem a vida íntima e pessoal dos personagens políticos de suas gestões e atuações públicas. Às vezes, até eles mesmos unem esses dois universos - é verdade. Mas Não sou eu que irei colaborar com essa falha, mesmo que eu tenha o "respaldo" da própria fala deles ou do fato de que outra pessoa comentou no blog,e não eu. Sei que, como você disse, outros blogueiros inclusive misturam a minha vida pessoal com a politica. Paciência. Devemos fazer o certo, independente do que os outros façam. Sei que nem sempre é fácil estabelecer essa separação no momento da revolta, mas peço tal postura aos amigos do blog e continuarei pedindo - e sei que todos entenderão e saberão agir de maneira republicana. Obrigado novamente.