domingo, 30 de junho de 2013

Morre o historiador Ciro Flamarion Cardoso
























Faleceu ontem, sábado, o Doutor Ciro Flamarion Cardoso, historiador marxista, natural de Goiânia, e um dos grandes nomes da historiografia brasileira. Ele morreu aos 71 anos em Niterói -RJ.

Ciro foi o autor de uma larga produção bibliográfica, incluindo interesses temáticos que vão da Historiografia e da Metodologia da História até os estudos sobre Antiguidade e, mais particularmente dentro deste campo, a Egiptologia. 

Também foi responsável por uma revisão significativa da discussão conceitual acerca do escravismo colonial brasileiro, contribuindo para o estabelecimento do conceito de “Modo de Produção Escravista Colonial” nos anos 1980. 

Apesar de goiano, Ciro fez sua carreira acadêmica no Rio de Janeiro (graduação em história), na França (doutorado em História, na Université de Paris X, Nanterre) e nos Estados Unidos (pós-doutorado, na New York University). Ele era professor da Universidade Federal Fluminense.

Pesquisa Datafolha constata queda de Dilma e popularidade de Lula




 A Pesquisa do Instituto Datafolha realizada neste mês, após o início das manifestações, e divulgada ontem por vários meios de comunicação, constatou a queda de popularidade de Dilma Rousseff. A presidenta possuía uma margem histórica de mais de 60% em março, caindo para pouco mais de 30% neste mês.

Além dessa constatação, os quadros de candidaturas pesquisadas denotam a manutenção da quase invencibilidade do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, enquanto Dilma se apresenta como um nome frágil na atual situação.

Veja os quadros pesquisados:  

1) Lula, Marina, Aécio e Eduardo
Lula 46%
Marina Silva 19%
Aécio Neves 14%
Eduardo Campos 4%

Total Lula 46%
Total adversários 37%
Diferença 9 pontos

2) Lula, Marina, Aécio, Eduardo e Joaquim Barbosa
Lula 45%
Marina Silva 14%
Joaquim Barbosa 13%
Aécio Neves 12%
Eduardo Campos 4%

Total Lula 45%
Total adversários 43%
Diferença 2 pontos

3) Dilma, Marina, Aécio e Eduardo
Dilma 30%
Marina Silva 23%
Aécio Neves 17%
Eduardo Campos 7%

Total Dilma 30%
Total adversários 47%
Diferença – 17 pontos

4) Dilma, Marina, Aécio, Eduardo e Joaquim Barbosa
Dilma 29%
Marina Silva 18%
Joaquim Barbosa 15%
Aécio Neves 15%
Eduardo Campos 5%

Total Dilma 29%
Total adversários 53%
Diferença – 24 pontos

FONTES: Brasil 247, Instituto Datafolha, Blog do Lobo, TV Record

#Mudanças
É bastante forte a intenção da cúpula do PMDB fluminense de articular a renúncia do Governador Sérgio Cabral em abril do ano que vem.

#Mudanças II
O objetivo, além de colocar Pezão em evidência como novo gestor estadual 6 meses antes das eleições, seria permitir a candidatura de Cabral ao Senado.

#Mudanças III
O quadro para a eleição do moço novamente ao Senado é fácil: Dornelles (PP) deve vir como candidato a Federal. Lindbergh (PT), a governador. Caminho livre.

#Saindo
Já o presidente da Alerj Deputado Mello (PDMB) não será mesmo candidato a nada ano que vem. O sonho do rapaz é ser conselheiro do TCE-RJ.

#Trocando
Com a ida de Paulo Mello para o TCE, que pode acontecer em poucos meses, o deputado André Correia (PSD) deve assumir a presidência da Casa. André é o atual líder do governo Cabral na Alerj.

#Assumindo
Com a ida de André Correia para a chefia do Legislativo Estadual, o cargo de líder do governo também fica vago. E já há um conhecido deputado do interior cotado para a função.

#Despencando
A pesquisa Datafolha divulgada ontem deixou a cúpula petista de Cabelo em pé. A popularidade de Dilma caiu mais de 30 pontos desde março. Lula é a virtual alternativa para o ano que vem

#Previsão
O interessante é que meu amigo Professor Carlos Sepúlveda fez exatamente essa previsão na quarta-feira, 3 dias antes da divulgação da pesquisa. Cruz credo.

#Íntegra
A íntegra dos quadros de candidaturas pesquisados pelo Datafolha está também no nosso blog de hoje.

sábado, 29 de junho de 2013

Após abuso de autoridade da prefeitura, COMSERCAF declara greve

O SINDICAF, Sindicato dos Funcionários Públicos de Cabo Frio, convocou greve da COMSERCAF, autarquia municipal que cuida da limpeza e conservação da cidade, para o dia 8 de julho.

A greve se dá devido à demora e ineficiência das negociações com o governo municipal em relação aos pontos específicos ainda não definidos no PCCR daqueles servidores. Abaixo, o ofício protocolado na prefeitura, que declara legalmente a greve:

Eis os pontos, de fácil negociação, conforme entende o próprio presidente do SINDICAF, Olney Vianna:

1) Garantia de Piso Salarial inicial de R$ 840,00 (1,2 PMRS), a fim de ser respeitado a isonomia salarial com outros funcionários de mesma carga horária, formação e função.

2) Ascensão funcional por promoção Vertical de 04 em 04 anos.

3) Condição de trabalho digna, com EPIs (luvas, máscaras, botas, óculos e protetor solar), uniformes de uso diário, capas de proteção a chuvas e ferramentas de trabalho em condições de uso.

4) Melhorias de ambientes de trabalho que hoje não possuem a devida condição operacional e estrutura administrativa (Jardim Esperança, Tamoios, Maria Joaquina, Peró, São Cristóvão e Pavilhão do Itajurú).

5) Pagamento das Horas Extras calculadas de forma corrida.

Na tarde de ontem, sexta-feira, o Secretario de Administração da Prefeitura de Cabo Frio, segundo Olney, teria dado ordens ao Protocolo-Geral da prefeitura para não protocolar qualquer documento do SINDICAF. Ora, a convocação de greve só é legal se for comunicada ao poder público com antecedência de 72 horas, o que seria feito mediante ofício do SINDICAF à prefeitura, a ser protocolado no Protocolo-Geral.

A atitude é claramente ditatorial e ilegal, constituindo abuso de autoridade.

Após a ameaça de denúncia ao Ministério Público, as coisas mudaram. O PROGER protocolou o ofício e a greve está oficializada, convocada e articulada para o próximo dia 8.